Célia Rocha


“Eu sou sincera e verdadeira, gosto de sentir as pessoas, de saber que posso ser útil, que posso contribuir para melhorar a qualidade de vida, seja de uma comunidade ou de uma cidade. Eu descobri que sou feliz assim. Agradeço a Deus por ter uma família que compreende meu trabalho e este meu jeito de ser”. – Célia Rocha
[ Fonte: http://www.revistaconceitoalagoas.com ]

PERFIL  – Célia Rocha

Célia Maria Barbosa Rocha nasceu em Arapiraca/AL. É médica pediatra e mãe de três filhos: Daniel, Mariana e Natália e avó de Nayara, Gustavo e Gabriel. É filha do fundador do ASA, Sr. Antônio Rocha, e de D. Zélia Barbosa Rocha.

Iniciou a vida pública como secretária municipal de Saúde, em 1985, quando implantou o SUDS (Sistema Único e Descentralizado de Saúde), construindo os primeiros cinco Centros de Saúde na Cidade e humanizando o atendimento aos pacientes.

Foi vereadora por dois mandatos e a primeira mulher a presidir a Câmara de Vereadores. Conquistou dois mandatos como prefeita, governando Arapiraca de 1997 a 2004. Elegeu seu sucessor, Luciano Barbosa, e em 2010 com mais de 120 mil votos foi eleita deputada federal com a segunda maior votação do Estado.

É conhecida por sua personalidade aguerrida, forte, corajosa e determinada. Mas é seu carisma, sua maneira simples de se relacionar com as pessoas que a tornaram em umas das mulheres mais respeitadas e admiradas do Brasil. A mulher que redesenhou a história política, administrativa e social de Arapiraca.

[ Fonte: http://www.arapiraca.al.gov.br/v3/celiarocha.php ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

BIOGRAFIA – 1

Célia Maria Barbosa Rocha nasceu em 29 de outubro de 1952, na cidade de Arapiraca/AL. Filha do comerciante Antônio Rocha e da dona de casa Zélia Barbosa Rocha, Célia Rocha logo descobriria o seu talento nato: trabalhar pelo povo de sua terra.

1984: Já formada em Medicina com especialização em Pediatria, pelo Centro Educacional André Arcoverde (Valença – Rio de Janeiro), Célia decidiu voltar para Arapiraca e colocar em prática tudo que aprendera em sua área, onde encontrou outra realidade: a de um povo carente de políticas públicas eficientes.

E começa aí a sua história política em Arapiraca. No mesmo ano, convidada pelo então Prefeito Severino Leão, Célia Rocha se torna Secretária Municipal de Saúde, mudando definitivamente a cara da saúde pública do município. Ousou com a descentralização do SUS, e iniciou a construção dos primeiros cinco Centros de Saúde da cidade, humanizando o atendimento a população.

1988: Foi eleita a segunda vereadora mais votada de Arapiraca, deixando o primeiro lugar para aquela que se tornaria sua amiga e companheira de caminhada, a saudosa deputada federal Ceci Cunha. Juntas, eram fortes, ousadas, guerreiras e queriam mais para a população e o fortalecimento político da região.

1992: Reeleita vereadora, sendo a candidata mais votada. Além disso, foi a primeira mulher eleita presidente da Câmara. Nesse período, Célia Rocha criou o conselho municipal da mulher, pioneiro em Alagoas.

1996: Depois de excelente trabalho como vereadora, subiu mais um degrau em sua trajetória política: eleita a primeira mulher prefeita de Arapiraca, contra um grupo político então consolidado na cidade. Ano que se iniciou o desenvolvimento da Cidade de Arapiraca. Célia Rocha realizou importantes projetos na saúde pública, educação, indústria, comércio de turismo.

2000: Reeleita prefeita com a maioria esmagadora dos votos. Na segunda gestão, destacam-se as grandes obras de infra-estrutura que mudaram a “cara” de Arapiraca, como: a revitalização do Centro da cidade, construção do novo mercado público, reforma de praças, construção da primeira etapa do Parque Ceci Cunha, entre outras grandes obras.

2011: Eleita a segunda deputada federal mais bem votada do estado de Alagoas, Célia Rocha é empossada na Câmara Federal com intenção de resgatar a autoestima da população do Agreste e Sertão alagoanos.

Hoje Célia é considerada uma das melhores gestoras municipais de Alagoas e é vista como a principal liderança do Agreste alagoano. Elegeu seu sucessor, o prefeito Luciano Barbosa com mais de 85% de aprovação popular e em 2008, elegeu seu filho, Daniel Rocha, o vereador mais votado da história de Arapiraca.

Essa é a história dessa líder nata, mulher aguerrida, FORTE POR NATUREZA, que sonha e anseia com uma Alagoas melhor.

[ Fonte: http://www.celiarocha.com.br ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

BIOGRAFIA – 2
( Publicado por Bruno Hebert Nunes de Albuquerque em 17/02/2007 )

Célia Rocha, filha de Zélia Barbosa Rocha e Antônio Pereira Rocha, nasceu quando o calendário assinalava o dia 29 de outubro de 1952, segunda filha do casal, cuja prole é de três filhas.

Arapiraca/AL foi a Cidade que a recebeu quando seus pais residiam no logradouro público hoje denominado Praça Marques da Silva.

Com dois anos, seus pais optaram por fixar residência em Montes Claros, Estado de Minas Gerais, em função do clima político local colocar em risco de morte os membros da família, uma vez que predominava um clima de insegurança com perseguição política – clima que teve seu ápice com vidas ceifadas de cidadãos públicos que detinham mandatos eletivos.

Em 1956, após o nascimento de sua terceira filha, seus pais efetuaram nova mudança, desta feita para Recife, onde moraram até 1964, daí se transferindo para Goiânia, onde viveram apenas um ano.

A família fixou residência em São Paulo, (1965), capital, onde Célia e suas irmãs concluíram seus estudos, estruturaram suas bases de conhecimento familiar e intelectual, prestaram vestibulares e colaram grau como médicas. Célia Rocha formou-se em 1976, e iniciou sua vida profissional na metrópole paulista.

Em 1980, iniciou-se um novo processo de correção de rumos através do retorno de seus pais para Arapiraca, em função do desejo dos mesmos de voltarem às raízes – característica do povo arapiraquense. Como havia entre as filhas do casal o compromisso de pelo menos uma delas morando nas proximidades dos pais, quatro anos após este retorno, Célia percorreu o caminho de volta e fixou residência em Arapiraca, instalou moderno consultório médico e provocou um impacto nesta atividade, em função de sua juventude, entusiasmo profissional e jeito especial no trato com suas crianças pacientes e capacidade de envolvimento de seus respectivos pais, quebrando paradigmas e estabelecendo relações especiais que favoreciam a rápida recuperação dos mesmos.

Não durou muito esta lua de mel com o exercício profissional na terra de Manoel André, pois, ao aceitar o convite para dirigir a Secretaria Municipal de Saúde do município de Arapiraca, em julho/agosto de 1994, apaixonou-se pela atividade correlacionada à saúde pública, realinhou sua vocação e redirecionou sua vida profissional, tendo sido a alavanca para desenvolver um ousado projeto de políticas públicas embasado na participação popular, o que lhe valeu a recompensa do pioneirismo da implantação do Sistema Único e Descentralizado de Saúde – SUDS – o primeiro município brasileiro a realizar esta implantação.

Desta ousada ação, Arapiraca testemunhou o crescimento e aperfeiçoamento do sistema de saúde a emergir como base a produzir melhor qualidade de vida no atendimento público na área de saúde. Como secretária de Saúde, Célia implementou e fortaleceu programas de atendimento que valorizavam o ser humano, assim como participou das articulações e negociações que viabilizaram a construção das Unidades de Saúde dos bairros Primavera, São Luís, Baixa Grande, Canafístula, Bananeiras, Pau d’Arco e Centro – âncoras do sistema que continuam a fazer parte dos fortes elos da atual estrutura de atendimento.

Disputou sua primeira eleição como candidata a vereadora, ( 1988 ), tendo sido eleita com destaque, compondo a maior bancada de mulheres vereadoras que esta Casa já acolheu até a presente data, com quatro legislaturas. Aguerrida e com características de líder, desenvolveu múltiplas atividades com fortalecimento das estruturas participativas, agregou forças e se destacou, junto à sua companheira, Ceci Cunha, tendo sido, ambas, reeleitas em 1992, com votações mais expressivas, valendo-lhes a conquista de novos espaços e ascensão política.

No exercício do mandato (1989 a 1992 e 1993 a 1996), destacam-se:
No que se refere a fortalecimento das estruturas participativas:
* O exercício da Presidência Conselho Municipal dos Direitos da Mulher, quando mobilizou este segmento da sociedade e envolveu organizações sociais na luta para ocupação de espaço próprio e dignificante.
* A mobilização de agricultores(as) na preservação de suas áreas produtivas que se pretendia transformá-las em um grande aeroporto. Esta área, no momento atual, é grande produtora de verduras a abastecer Arapiraca e o Estado de Alagoas.
No que se refere a participação política:
* Participação na campanha de Mário Covas a Presidente da República;
* Abertura e incentivo para que segmentos da sociedade contribuíssem efetivamente da construção da Lei Orgânica do município;
* O exercício da Presidência da Câmara Municipal (1993-1994), valendo-lhe o título de primeira mulher a ocupar tal cargo, em Arapiraca.

Em 1994, contribuiu com a eleição da vereadora Ceci Cunha à Câmara dos Deputados e participou da campanha presidencial em favor de Fernando Henrique Cardoso. Em 1996, foi eleita prefeita do município, cabendo-lhe o inédito título de primeira mulher a ocupar referido cargo em Arapiraca.

Sua experiência de oito anos de mandato como vereadora permitiu-lhe estabelecer, como Prefeita, uma relação entre o Poder Legislativo, o Poder Executivo e os Movimentos Populares que resultaram em favorecimento à implantação de políticas públicas cujos resultados são a melhoria da qualidade de vida dos cidadãos, podendo-se citar, entre várias, algumas ações estruturantes, a saber:
* A ampliação da rede de abastecimento de água na zona urbana, de 30% para 95% e a implantação de adutoras e redes de distribuição em 60% das comunidades da Zona Rural;
* A assunção plena de modelo de promoção e prevenção da saúde através da ampliação do número de equipes do PSF, de apenas 1 equipe quando assumiu a chefia do poder executivo municipal para 30 equipes em 2003, com cobertura de 65% (sessenta e cinco por cento) da população, valorizando a premissa da qualidade de vida como resultante do processo;
* A revitalização da rede municipal de Educação, com Sistema Municipal de Ensino; Gestão Democrática, incluindo eleições diretas nas Escolas da rede pública municipal; ações para redução de índices de evasão e repetência escolar; e ampliação na oferta de vagas, incluindo construção de mais de uma centena de salas de aula;

A execução de obras estruturantes como:
* Revitalização do comércio;
* Construção da barragem em Bananeiras, compondo um projeto de fortalecimento da agricultura e da economia da região;
* Projetos de irrigação constituindo o “cinturão verde” e fortalecendo a agricultura familiar;
* Relocação dos equipamentos públicos para abastecimento “mercado” e “matadouro”, modernizando-os e oferecendo à comunidade uma melhor qualidade de serviços e de produtos;
* Construção e funcionamento da Casa da Cultura;
* Construção do Centro de Zoonose;
* Construção do Centro de Diagnósticos Ceci Cunha;
* Construção do Parque Ceci Cunha, resgatando para o lazer público uma área que estava extremamente degradada;
* Construção de cerca de 1000 unidades habitacionais populares;
* Ampliação de redes elétricas para atendimento às comunidades rurais;
* Participação na construção da Unidade de Emergência Dr. Daniel Houly, inclusive com a doação do terreno;
* Participação na construção do Fórum, inclusive com a doação do terreno;
* A reestruturação administrativa, incluindo a construção e implantação do Centro Administrativo (em execução) e sua informatização;
* O fortalecimento das estruturas de participação popular, através de apoio às associações e conselhos municipais, inclusive com o levantamento e construção dos Diagnósticos Comunitários Rural e Urbano;
* A implantação e valorização do Fórum DLIS/Comunidade Ativa;
* A assunção do Programa de Erradicação do Trabalho Infantil/PETI, voltado à eliminação desse mal que permeia a realidade sócio-econômico-cultural do município e região, sendo o maior do Brasil (atende 7.550 crianças), inclusive reconhecido como referência positiva;
* A real valorização do servidor público, ainda que incipiente quando comparada com o desejável índice de atendimento às necessidades dos mesmos, destacando-se:
* A realização de quatro concursos públicos que geraram o atual perfil onde mais de 60 % dos servidores do quadro permanente de provimento efetivo acessaram a esta condição através deste mecanismo e respeito à regra constitucional; e
* A capacitação de mais de 50 % do contingente de servidores do quadro permanente de pessoal de provimento efetivo.

Para as realizações empreendidas, Célia Rocha contou com apoio inconteste de seu companheiro de partido e amigo irmão – Senador Teotônio Vilela Filho, cidadão honorário arapiraquense através de título conferido pela Câmara Municipal de Arapiraca.

Como características marcantes de Célia Rocha, destacam-se:
* Sua forte personalidade;
* Sua capacidade de articular e conquistar espaços em favor dos interesses de Arapiraca e região;
* Sua liderança e carisma pessoal;
* Sua forma de se relacionar com o povo e suas estruturas organizacionais;
* Sua coragem para quebrar paradigmas e preconceitos, e
* Inclusive, ser considerada “prefeita pé-quente”, por ter tido a oportunidade de participar e celebrar a conquista de três títulos de campeão do ASA – paixão do arapiraquense pelo futebol profissional.

Sua vida em defesa da vida e da qualidade de vida dos munícipes arapiraquenses marcou sua passagem na Casa Legislativa arapiraquense e junto aos membros da comunidade local.

Célia Rocha, em verdade, redesenhou a história político administrativa de Arapiraca, tendo resgatado, dignificado e valorizado a mulher como copartícipe da construção da sociedade que todos almejamos.

[ Fonte: ricardonezinho.com.br ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Elba Ramalho & Célia Rocha (no centro)

ENTREVISTA / Revista Conceito Alagoas

Célia Rocha / Uma Representante Ímpar da Força e Coragem da Mulher Nordestina

Revista Conceito Alagoas – Vamos iniciar perguntando se foi surpresa ter conquistado eleitores em 100 dos 102 municípios alagoanos?
Célia Rocha – Resolvi me candidatar quando percebi que a população do Agreste ansiava por um representante na Câmara Federal. A receptividade das pessoas mostrou a confiança e a credibilidade no trabalho que realizei ao longo de muitos anos em Arapiraca e, felizmente, minha família aceitou e apoiou minha candidatura. Isso foi muito gratificante, mas confesso que fiquei surpresa e muito feliz com o resultado das urnas. Essa votação expressiva renovou minhas energias para começar uma nova etapa em minha vida, que será voltada a trabalhar por Arapiraca, pelo Agreste, pelo Sertão, enfim por toda Alagoas.

RCA – Deputada, a senhora participou dos estudos para a implantação do SUDS (Sistema Unificado e Descentralizado da Saúde) no Brasil, o atual SUS (Sistema Único de Saúde). Hoje,a senhora é Vice-Presidente da Subcomissão Especial destinada a tratar do financiamento, reestruturação,organização e funcionamento do SUS.Fazer parte da história de implantação do serviço de saúde pública no Brasil faz a diferença?
CR – Na década de 1980, fui secretária de Saúde de Arapiraca quando o município foi escolhido para ser laboratório para implantação do SUDS em Alagoas. Esse foi um momento rico porque estava sendo discutido o modelo de assistência à saúde oferecido à população brasileira. Em função de Arapiraca ter sido a escolhida, trouxemos o curso de saúde pública da FIOCRUZ para os profissionais da área. As autoridades de saúde do Brasil voltaram os olhos para o município. Várias unidades de saúde foram implantadas e seus resultados foram avaliados. Em 1986, participei da 8ª Conferência Nacional de Saúde, onde o Brasil inteiro discutia a melhoria do setor. Essa conferência foi o arcabouço da construção do SUS e a primeira após a Constituição de 1988.

RCA – Deputada, então, reforço a pergunta. Fazer parte de uma comissão ligada à saúde do povo brasileiro é dar continuidade a uma luta iniciada há 25 anos?
CR – Sim, esta luta foi iniciada há mais de 25 anos, quando depois de formada em Medicina retornei à Arapiraca e descobri uma realidade que não conhecia. Momento em que senti que deveria dar minha contribuição para a cidade. Foi um choque perceber o quanto o município era carente e pobre em saúde.Fui trabalhar no 1º Centro de Saúde, no Alto do Cruzeiro, local onde atualmente funciona o Memorial da Mulher.

RCA – Além desta subcomissão do SUS, a senhora também está ligada a outras Comissões, quais são elas?
CR – Eu me empenhei e lutei muito para ser a titular da Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF). Também faço parte da Comissão de Agricultura, Pecuária, Abastecimento e Desenvolvimento Rural. Em cada uma delas vou trabalhar ativamente em Sub Comissões, que foram instaladas com a finalidade de propor soluções ou sugestões para assuntos específicos como: Agrotóxicos, na de Seguridade Social e Família e, Saúde Complementar, na do SUS. Serei, também, a vice-presidente da Sub Comissão Especial de Agricultura com a finalidade de discutir as questões acerca das Energias Renováveis na Agricultura Familiar e Extensão Rural.

RCA – A senhora também é membro da Bancada Feminina, como será a sua atuação?
CR – As deputadas e senadoras da Bancada Feminina estão unidas para que seja instalada a Comissão Parlamentar Mista de Inquérito CPMI, para investigar a real situação da violência contra as mulheres no Brasil, com relação à aplicação de instrumentos instituídos em Leis que garantam proteção às mulheres em situação de violência, bem como trabalhar para que projetos de interesse sejam colocados em pauta de votação e, consequentemente , aprovados.

RCA – Em Alagoas há apenas um Núcleo de Atendimento à Mulher Vítima de Violência Doméstica e Familiar que fica em Maceió. Há a intenção de implantar outro no interior?
CR – Como membro da CPMI, estou empenhada em tentar trazer um Núcleo de Proteção à Mulher Vítima de Violência para Arapiraca, que tratará de questões cíveis e criminais. A intenção, caso esta instalação aconteça, é que Arapiraca seja um ponto de atendimento humanizado e multidisciplinar para toda região.

RCA – Com tanto trabalho irá sobrar tempo para a Mãe e a Avó Célia Rocha?
CR – Decidi passar três finais de semana por mês em Arapiraca. É aqui que recarrego minhas energias. Adoro estar com minhas filhas, com meus netos, conversar com o Daniel sobre política. Quando estou em casa ajudo minha neta Nayara nas tarefas escolares e isso me faz muito bem. Fico feliz por poder acompanhar o crescimento dos meus netos Guga (Gustavo) e Gabriel, mas minha família sabe que apesar de me sentir renovada quando estou perto deles, também tenho
compromissos com minhas bases políticas, preciso visitar as cidades que votaram em mim, conhecer suas reais necessidades para poder trabalhar o coletivo.

RCA – Quer dizer que a senhora pensa em trabalho até nos momentos de descanso (risos) ?
CR – Talvez você esteja certa. O fato é que tanto nos meus dois mandatos de vereadora, quanto nos dois mandatos de prefeita o que me deu maior orgulho foi ter trabalhado com gente.

[ Fonte: http://www.revistaconceitoalagoas.com ]

SAIBA MAIS
Site oficial: http://www.celiarocha.com.br/

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

DISCURSO / Nossa Cidade jamais poderá parar, afirma Célia Rocha

“Amigas e Amigos…
Em momentos como este em que olhamos para o futuro cabe-nos contemplar a história de que fizemos parte e as pessoas que sonharam e lutaram antes de nós.

Por isso, faço valer de uma inspiração do ex-presidente Getúlio Vargas, maior líder político do partido trabalhista brasileiro, o PTB, meu partido: “A riqueza de cada um, a cultura, a alegria, não são apenas bens pessoais: representam reservas de vitalidade social, que devem ser aproveitadas para fortalecer a ação de Estado”. Esse pensamento de Getúlio Vargas revigora a minha convicção de que a vida pessoal simples torna a mulher pública um ser responsável, dedicado, capaz de colocar-se a serviço da população em todas as circunstâncias.

É com esse espírito de fazer o melhor que almejo administrar minha tão querida Arapiraca mais uma vez. Quero dizer aos arapiraquenses que ao lado do meu vice-prefeito Yale Fernandes e toda nossa equipe iremos trabalhar sem distinções, sem ressalvas, atuando com responsabilidade, ética, respeito e dedicação. Serão essas as qualidades cotidianas empregadas em nossa gestão.

Através do trabalho ininterrupto iremos valorizar os votos que recebemos, estendendo todas as nossas ações a população de nosso Município, como também as cidades que fazem parte da RMA (Região Metropolitana do Agreste), que tem nossa Arapiraca como referência.

Nossa gestão será pautada pelo compromisso, valorização às pessoas e a qualidade no serviço público – premissa daqueles que querem e devem ofertar uma gestão diferenciada, que busca a excelência para a administração pública municipal. Iremos através do trabalho eficiente e humano reiterar o compromisso de nossa campanha – o desenvolvimento. Nossa marca, entretanto, e ponto de partida será sempre o amor e o respeito às pessoas.

Continuaremos sendo referência na saúde através do tratamento humanizado às mães, aos filhos e a todos que busquem uma melhor condição de vida em nossa Cidade. Iremos sempre em busca dos índices que retratem o bem-estar, a alegria emocional das pessoas – e que esses sejam por fim traduzidos em melhorias nos índices que mensuram a prestação dos serviços. Assim também faremos com a educação – onde os números do IDEB serão a prova da qualidade do ensino – com alunos aprendendo e criando condições de ascensão social e individual. Nossa educação será por regra de qualidade : em tempo integral.

Na agricultura, assistência, limpeza urbana ou em qualquer área da ação direta da gestão publica iremos primar pelas pessoas, buscando incessantemente a melhoria da qualidade de vida, o sorriso, a autoestima e a satisfação do arapiraquense. Nesse contexto iremos priorizar algumas mudanças e melhorias que incluem o transito- que mais tarde chamaremos de mobilidade urbana.

Diante do crescimento de nosso município é urgente que tracemos novas estratégias para esse setor- pois nele estão inclusos muito mais do que os direitos de ir e vir de motoristas e pedestres, mas toda a saúde pública, o desenvolvimento da Cidade e o bem-estar social. No raio de nossas ações terão ainda dedicação especial de nossa equipe a busca de parcerias.

O abastecimento de água e a oferta com qualidade de energia em nosso município – elementos necessários das pessoas – bem como a opção de crescimento da cidade serão nossas prioridades junto a casal e a ELETROBRÁS. Estamos convencidos das necessárias parcerias que iremos resgatar com o governo do Estado e implementar com o Governo Federal, principalmente através dos senadores Fernando Collor de Mello e Renan Calheiros, que já há muito vem contribuindo com o desenvolvimento de nossa cidade.

Um outro exemplo da necessidade de parceria é a segurança pública. Apesar de ser da competência dos Governos Federal e Estadual, em nossa Arapiraca, sentimos a dor e o constrangimento da violência, por isso nos sentimos também forçados a agir, cobrando e assumindo responsabilidades. Seremos, portanto incansáveis cobradores e colaboradores dos Governos Federal e Estadual, na luta pela diminuição dos índices que alertam, envergonham e assustam nossa população. Cuidar das pessoas será cuidar da segurança pública – com ajuda dos poderes competentes.

Aqui deixo muito claro a nossa disposição de, ao lado dos governos, buscar alternativas de solução, trazendo ao nosso eminente crescimento, a garantia real da segurança pública. Estou, portanto, a disposição para trabalhar essas parcerias. Quero empregar em nossa gestão o respeito ao cidadão – e que este mesmo cidadão cuide desta Cidade, respondendo com o cumprimento aos seus deveres de forma consciente.

Nossa administração não será centralizada, teremos conosco segmentos representativos da sociedade. Estaremos ancorados nos princípios da agenda 21, nos objetivos do milênio, em nossas leis e princípios. Estaremos diretamente ligados e atentos ao que preconizam os organismos nacionais e internacionais que priorizam o ser humano, a sustentabilidade do planeta, a preservação dos direitos coletivos e individuais.

Estaremos lado a lado da justiça, da sociedade civil organizada, das instituições, dos sindicatos e associações.
Seremos a voz e a atitude do conjunto da sociedade. Para isso iremos colocar em prática, já a partir deste primeiro dia um modelo de gestão de sucesso em outros estados e municípios, que será pauta de nossas ações, marcadas por mudanças sintomáticas que virão otimizar os trabalhos, criando estratégias de planejamento e monitoramento sistemáticos, visando a busca por resultados concretos, que alterem positivamente a qualidade dos nossos serviços .

Dessa forma assumem hoje apenas 17 novos secretários, além da SMTT. Começando a partir daqui um novo modelo de governar, dito governança corporativa, e que prima pela busca de resultados, com a responsabilização de seus agentes, criando uma atmosfera de confiança e responsabilidade, inclusive da sociedade. Sei que se trata de um desafio – maior ainda do que até muitos acreditam- mas que surge necessário para a consolidação do crescimento de uma cidade que já ultrapassa a linha vermelha para a maturidade. Eis que atravessaremos juntos a faixa que nos separava da província a metrópole.

Eis que temos que decidir por essas mudanças- algumas das quais aparentemente marcantes e dolorosas a alguns – mas necessárias e urgentes diante do anseio da sociedade, diante do caminho sem volta que agora nos leva ao futuro.
Peço aqui, portanto, a compreensão para tais mudanças – confiante que, mais à frente, as melhorias sociais serão a justificativa silenciosa às perguntas que hoje talvez ainda estejam sem resposta.

Não poderia deixar de enaltecer o trabalho do prefeito de Arapiraca, o nosso prefeito Luciano Barbosa. Fico orgulhosa de ter sido eu a mentora de sua introdução à vida pública administrativa, onde ele pode exercer todo o seu potencial, elevando Arapiraca a condição de desenvolvimento que hoje ela se situa. Obrigada Prefeito Luciano por sua contribuição valorosa a história deste Município. Que seu legado seja reconhecido e preservado, e que Alagoas possa, se assim Deus permitir, desfrutar de sua capacidade de trabalho e cooperação para o desenvolvimento desse Estado. Orgulho-me de pensar que contribui quando fui prefeita duas vezes, com a pujança e o desenvolvimento de nossa Arapiraca e que a transformaram na Metrópole do Futuro.

Agora, de volta a este cargo posso afirmar que venho repaginada – trazendo uma nova bagagem de conhecimento, informação e novos sonhos. Serei, portanto, uma incansável trabalhadora, assumindo essa responsabilidade com clareza e alegria no coração, tendo os versos do poeta Renato Russo como inspiração: “Disciplina é liberdade, compaixão é fortaleza. Ter bondade é ter coragem”. É, com essa coragem que irei trabalhar todos os dias, a partir de hoje, ouvindo e conversando com todos, enfrentando os problemas e os obstáculos que existirem.

Arapiraca é uma fábrica de sonhos, mas, é, também, uma usina de conquistas e realizações. Aqui se pensa, se cria e se faz. E, é por isso que nossa cidade jamais poderá parar. Este será sempre o nosso maior compromisso!

Obrigada… E já é hora de trabalhar!”

Fonte: Departamento de Imprensa da Prefeitura Municipal de Arapiraca, em 02/01/2013.

[ Link: http://www.arapiraca.al.gov.br/v3/noticia.php?notid=4954 ]

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

Anúncios

4 Respostas para “Célia Rocha

  1. deputada federal. nos elegemos a vossa exe. para trazer recursos para nosso município.o que passou passou.agora e na camará federal.

  2. MINISTRA CONHECE PROJETO URBANÍSTICO PARA ARAPIRACA
    Por Fátima Almeida (repórter)

    Um grande projeto de infraestrutura e urbanismo para o município de Arapiraca/AL foi apresentado ontem, pelo senador Fernando Collor (PTB), á ministra de Planejamento – Miriam Belchior, durante uma audiência da qual participou, na companhia da prefeita Célia Rocha (PTB).

    O projeto elaborado pela equipe da Prefeitura vinha sendo cobrado pelo senador – que prometeu defender e acompanhar a liberação de recursos em Brasília/DF, e envolve toda uma grande obra estruturante, inclusive viária, no entorno do Lago da Perucaba, transformando o local numa ampla área de convivência para a população e criando alternativas para melhorar o trânsito da cidade, lazer para a juventude e preservação ambiental.

    “Esta é uma das iniciativas mais importantes não somente para Arapiraca, mas para Alagoas, com que nos brinda a prefeita Célia Rocha. Reuni em um só projeto a melhoria da mobilidade urbana, instrução e lazer para a juventude, preservação do Lago da Perucaba, além do bom gosto urbanístico”, afirmou Collor.

    [ Fonte: Jornal “Gazeta de Alagoas”, 12 de junho de 2013 ]

    [ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s