Palhaço Teco-Teco

 GEDSC DIGITAL CAMERA

Palhaço Teco-Teco é sepultamento em clima de muita tristeza

Como se diz, a vida imita a arte e a arte imita a vida. Durante muitos e muitos anos, alguém que pintava a cara para fazer os outros rirem, hoje é motivo de lágrimas  e tristeza.

Foi este o sentimento na manhã desta segunda-feira, 25, durante o sepultamento do palhaço Teco-Teco, que morreu na manhã deste domingo, 24, no Hospital Regional de Arapiraca, aos 50 anos, vítima de uma infecção generalizada.

Políticos, empresários, colegas de profissão, amigos  e fãs, acompanharam o sepultamento do palhaço Teco-Teco, no Cemitério Pio XII, no bairro Baixa Grande, onde foram prestar uma última homenagem ao artista arapiraquense.

Teco-Teco, além de palhaço, também fazia um trabalho de Responsabilidade Social, onde realizava visitas as entidades sociais, como Casa dos Velhinhos, Casa da Menina, Lar Domingos Sávio, hospitais e casas de saúde com a trupe Dr. Alegria  com os personagens Dona Felicidade e Gotinha de Sorriso.

Entre as autoridades presentes, estavam o deputado estadual Ricardo Nezinho, o vereador Rogério Nezinho e o empresário Marcelino Alexandre, que foi diretor do próprio Teco-Teco, quando apresentou pela 96 FM Arapiraca, o Programa Domingo Alegre.

“Arapiraca perde não apenas um profissional das áreas de comunicação, entretenimento, circense, mas também um cidadão, que se mostrava preocupado com as questões sociais”, disse o deputado Ricardo Nezinho.

Já o vereador Rogério Nezinho, também lembrou da participação do palhaço Teco-Teco nos eventos de Arapiraca, principalmente levando a alegria as crianças com a magia do circo.

O empresário Marcelino Alexandre, também destacou a importância do papel do palhaço Teco-Teco na formação do caráter das crianças. “Ele sempre em seus programas, fazia questão que as crianças participassem, ouvindo conselhos e recebendo informações sobre como se comportar e tratar os pais”,  lembrou o empresário.

-Teco faleceu na manhã deste domingo (24), por volta das 9h30, onde estava internado no Hospital Regional, em Arapiraca, desde o último dia 15.

Segundo informações de familiares, Teco-Teco amava tanto a profissão de palhaço, que dias antes do seu falecimento, pediu para ser sepultado vestindo a roupa de palhaço, o que foi atendida pelos familiares.

Fonte: Rádio 96 FM Arapiraca

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 
 
Foto: Saudades do palhaço Teco-Teco. Fez a alegria de muitas crianças.
 
BIOGRAFIA – Josival Gomes de Oliveira (“Palhaço Teco-Teco”)
 
Josival Gomes de Oliveira, o popular ” Jô Gomes”, nasceu em Quebrangulo/AL. É filho de Berenice Gomes da Silva. Cursou o ensino médio no Colégio Arcanjo Mickael. É empresário,  radialista, ator, humorista,  declamador,  animador de festas infantis,  divulgador e produtor de eventos e de teatro. Iniciou sua carreira artística ainda criança fazendo teatro amador, se apresentando nos circos que faziam temporadas pelo interior.
 
Em 1976, já adolescente, transferiu-se para a Cidade de Arapiraca/AL, onde foi convidado para participar da peça “Meu Coração de Luto” de Eufrásio Pedro Paulino, encenado pelo CTA (Clube Teatral de Arapiraca), e dirigido por José Antônio da Silva.
 
Em 1984 fez parte do Grupo de Jovens JUNAC (Jovens Unidos a Cristo), onde foi reconhecido como o artista ator do ano declamando poesias dramáticas e humorísticas.
 
Em 1985 ingressou no MOCE (Movimento Cultural Estundantil), tendo como objetivo de desinibir, no campo da oratória, teatro, música e poesia.
 
Participou da criação do grupo teatral MOCEISTA, atuou como diretor de teatro. Atuou na peça teatral ” Chão Vermelho”, de José Mauro dos Santos. Drama com a direção do teatrólogo José de Sá, no mesmo ano participou do 2 festivais de Artes Cênicas promovido pela “UESA (União dos Estudantes Secundários de Arapiraca), foi representar o MOCE no festival com o poema “Confissão de Caboclo” do poeta Zé da Luz, texto com adaptação e direção de Jô Gomes, conquistando o  troféu de melhor ator do ano.
 
Em 1986  foi convidado pelo teatrólogo José de Sá, à participar do TCA (Teatro Cultural de Arapiraca), e participou da peça “Lázaro e Sua Amanda”, de Kally Gilbran, dirigido pelo diretor José de Sá. No mesmo ano concluiu o curso de datilografia na Escola Remington de Arapiraca, em máquinas comuns e elétricas.
 
Em 1987, participei da “I Conferência Alagoana de Comunicação” no período de 23 à 27/03, na cidade de Arapiraca, promovido pela prefeitura Municipal de Arapiraca, pelo instrutor profº Régis Cavalcante, presidente do Sindicato dos Radialistas de Alagoas.
 
Em 1988 participou da Paixão de Cristo realizada pelo grupo Artistas Unidos de Arapiraca, realizada no Espaço Cultural José Ferreira Barbosa, dirigida pelo profº Cícero Feitosa.
    
Em 1989 voltou ao mais antigo grupo de Teatro da cidade TCA (Teatro Cultural de Arapiraca), participando da peça teatral “Auto da Compadecida”, comédia da Ariano Suassuna, com direção de José de Sá, no Espaço José Ferreira Barbosa, antigo Espaço Cultural.
 
Em 1990 participou do “I Festival Nordestino de Teatro”, realizado pela Prefeitura Municipal de Arapiraca e SETED – AL, Sindicato dos Artistas e Técnicos e Diversões de Alagoas, tendo como presidente o teatrólogo Dr. Pedro Ornofre de Araújo.
 
Concluiu o curso de Cenografia ministrada pela Profª,  psicóloga e atriz portuguesa, Maria Clara Bento, participou como ator fazendo retrospectivas dos espetáculos apresentados no festival. Participou do curso “Iniciação Teatral”, ministrado pelo diretor e teatrólogo espanhol Moncho Rodriguez que estava a serviço da SECULT ( Secretaria de Cultura de Alagoas). Ainda em 1990 fundou o GET (Grupo Experimental de Teatro), Participou da peça “Chico Bom de Bico, de Palhaço a Político”, comédia do poeta palmeirense Luiz Antônio, direção de Jô Gomes, no Clube dos fumicultores de Arapiraca.
 
Em 1991 a convite do jornalista e publicitário Fernando Valões, fez seu primeiro trabalho na televisão, no programa “Alagoas Terra da Gente”, que ia ao ar aos domingos, na TV Gazeta de Alagoas, após o Globo Rural, da Rede Globo, participando do tele-drama “História da Vida”, direção e texto de Fernando Valões, com cenas em plena rua.
 
Em 1993 concluiu o Curso Relações Interpessoais, disciplina: “Relações Humanas”, pelo SENAC ( Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial), com o instrutor profº Edival Pereira de Oliveira, realizado em Arapiraca, pela Secretaria de Recursos Humanos.
 
Em 1994 foi diretor cultural do Clube Social do ASA, seu primeiro trabalho foi estrear o programa “No Luar do Sertão”, uma homenagem ao saudoso poeta Catulo da Paixão Cearense, no Clube Social do ASA. Com uma platéia de artistas arapiraquenses.
 
Em 1996  fundou o Show Infantil Disney, com o nome de “Palhaço Teco-Teco e sua Turma”, grupo de animação para festas de aniversários, batizados e eventos em geral.
 
Em 1997 sindicalizou-se como profissional na categoria de ator, no Sindicato dos Artistas e Técnicos em Espetáculos e Diversão do Estado de Alagoas – SATED/AL, e no Ministério do Trabalho, com a DRT, de n° 000705/97-40. No mesmo ano participou da Paixão de Cristo como ator e assistente de produção do Morro Santo da Massaranduba, dirigido pelo Teatrólogo e Diretor José de Sá.
 
Em 1998 é um dos sócios-fundadores da AAPBC – Associação Arapiraquense de Produtores de Bens de Cultura. Ocupando o cargo de Diretor Artístico Cultural. Em 1999, recebeu o convite da presidenta da FAMA – Fundação de Assistência ao Menor de Arapiraca, Srtª Shirley Canuto Carvalho, para fazer parte da Diretoria, atualmente ocupando o cargo de Membro do Conselho Fiscal.
 
Em julho de 1999 fez o curso Como Falar em Público, pelo SEBRAE – Arapiraca – AL, durante o período de 26 à 30/07 (15 horas/aula). Instrutora: Célia Maria Leite Lamas.
 
Em setembro de 1999 a 2001 ocupou o cargo de Membro do Conselho Fiscal da FAMMA (Fundação de Assistência aos Meninos e Meninas de Arapiraca) Presidenta Shirle Canuto Carvalho.
 
Em Janeiro de 2000 é autor do Projeto Radiofônico Infantil “Programa Domingo Alegre” com o palhaço Teco-Teco, que vai ao ar aos domingos das 10:00 às 12 hs, com produção da profª. Djanira Amorim, através da emissora de rádio FM Arapiraca 96,9 Mhz.
 
Em fevereiro de 2000 participou do programa de cursos “A Prática Pedagógica em Construção”, pela escola Castelinho Montessoriano – Arapiraca – AL, durante um período de 8 horas/aulas. Instrutora: Profª, apresentadora de programas de rádio e TV, atriz e contadora de histórias infantis, Beatriz Martine Bedran.
 
Em março de 2000 criou o projeto “Dr. Alegria”, com os personagens Dona Felicidade e Gotinha de Sorriso, visitando os hospitais voluntariamente, todas as quartas-feiras, das 8:30 às 12:00 horas, com o apoio da UNIMED – Arapiraca, que tem como presidente o Dr. Lenildo Amorim da Silva; vice-presidente o Dr. José Ulisses Pereira da Silva; Superintendente o Dr. Herbeth José Toledo Silva e Vogal o Dr. Rogério Dantas de Castro.
 
No mesmo ano (2000) estreou na Rádio 96 FM – Arapiraca o programa radiofônico infantil, intitulado “Domingo Alegre” com o palhaço Teco-Teco, até hoje , que vai ar aos domingos das 16 às 18 hs, som e imagem na rede internet: www.96fmarapiraca.com.br.
 
Em 19 de Abril de 2002 a 10 de Janeiro /2004 concluí o curso de radialismo pelo NCA (Núcleo de Cultura Avançada) e Sindicato dos Trabalhares em Radiodifusão/AL,  com a DRT: 775 /AL.
 
Em Agosto de 2004 estreou na Rádio Novo Nordeste AM, o Programa “Carrossel da Alegria, apresentado aos sábados das 9:00 às 12:00 hs.
 
Em Agosto de 2005  a Câmara Municipal de Arapiraca através do presidente vereador Ricardo Nezinho, concedeu ao Palhaço Teco-Teco voto de aplausos pelos relevantes serviços prestados nos programas ” Domingo Alegre” e “Carrossel da Alegria, pela campanha ” Diga Não á Violência, Com o Desarmamento Infantil”, arrecadando mais de 4.380 armas de brinquedo por um ingresso para a assistir ao filme em cada localidade. Quem não tivesse arma trazia um quilo de alimento, que seria distribuído com comunidades carentes.
 
 

 
 Em Abril de 2006 fundou a empresa J. Gomes de Oliveira Eventos. Com CNPJ:07.905.407./0001-07 e Inscrição Municipal CMC: 007 80 69
 
 
 
[ Fonte:  Site – O Código / Domingo Alegre ]
 
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
 
Terapia do Riso Leva Alegria aos Pacientes da UE do Agreste
Repórter: ASCOM / Saúde
 
 
Roupas coloridas, fantoches e muita animação. Foi assim que a equipe Terapia do Riso invadiu corredores e enfermarias da Unidade de Emergência do Agreste, em Arapiraca, para divulgar o atendimento médico hospitalar humanizado.Em cada setor por onde passava o palhaço Teco-teco e sua assistente havia brincadeiras, interagiam com os servidores transformando o ambiente estressante de um hospital de emergência em momentos de descontração e de muitos sorrisos.
 
“A visita às enfermarias infantis foi a mais esperada. Quando a turma do riso chegou causou uma agradável surpresa às crianças e adolescentes. Vítimas de diversos traumas como queimaduras, ferimento por arma de fogo e queda de animal, os jovens pacientes esqueceram um pouco a dor que estavam sentindo para sorrir, brincar e tirar fotos com os palhaços”, ressaltou a coordenadora de internações do hospital, Mônica Suzy.
 
Durante o mês de agosto e setembro, a Terapia do Riso vai visitar hospitais, ambulatórios, clinicas infantis e maternidades do interior e da capital. O cronograma de atividades do grupo foi desenvolvido pela Secretaria de Estado de Saúde (SESAU).“O objetivo é difundir o atendimento médico hospitalar humanizado. Queremos sensibilizar todos os profissionais da área de saúde sobre a necessidade de oferecer uma assistência de melhor qualidade com humanização”, afirmou Virgilio Vieira, técnico da Comissão de Políticas de Humanização da SESAU.
 
Fonte: ASCOM / Saúde[ Fonte: http://www.saude.al.gov.br ]
 
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
 
SONETO
 
Doutor Alegria*
Por Cícero Galdino (Membro da ACALA)
 
De jaleco, muito engraçado com seu jeito
Ele vai desenvolvendo tudo que cria.
Maquiado, se diz Doutor Alegria.
No rádio, nos hospitais é o que ele tem feito.
 
Com Teco-Teco, sempre a Chiquinha acompanha
Esse trabalho extra que os dois bem desenvolvem.
Nas estorinhas que eles contam e se envolvem,
Um bom resultado se obtém dessa campanha.
 
Publicidade em duas rodas agregou
Á nova firma desse palhaço empresário.
Inteligente e criativo, ele chegou.
 
Como é bacana essa atitude harmoniosa!
Vão defendendo seu sustento, o seu salário
Com o Domingo Alegre, e essa ação corajosa!
 
Nota: Homenagem ao amigo Josival Gomes de Oliveira, artista e radialista.
 
[ Fonte: Livro “Desafio” – 1ª edição, maio de 2012 ]
 
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Foto: O artista Josivaldo Gome mais conhecido por palhaço “Teco-Teco”, 50 anos, está internado no hospital Regional, em Arapiraca, desde a última sexta-feira (15). De acordo com informações passadas pela irmã de Josivaldo, ele deu entrada com dores abdominais e ontem (17), ele teve uma piora em seu quadro clínico, tendo que ser transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) daquela Unidade Hospitalar.“Ele estava na enfermaria, mas com a piora da infecção e por ele continuar tendo muita febre alta, os médicos decidiram transferir ele para a UTI. Ele está com uma infecção muito forte no intestino grosso” disse Márcia – sobrinha de Teco-Teco.

NOTÍCIA ARAPIRACA ( 18 de fevereiro de 2013 )

O artista Josivaldo Gomes mais conhecido por palhaço “Teco-Teco”, 50 anos, está internado no hospital Regional, em Arapiraca, desde a última sexta-feira (15). De acordo com informações passadas pela irmã de Josivaldo, ele deu entrada com dores abdominais e ontem (17), ele teve uma piora em seu quadro clínico, tendo que ser transferido para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI) daquela Unidade Hospitalar.

“Ele estava na enfermaria, mas com a piora da infecção e por ele continuar tendo muita febre alta, os médicos decidiram transferir ele para a UTI. Ele está com uma infecção muito forte no intestino grosso”, disse Márcia – sobrinha de Teco-Teco. Fanpage de Notícia Arapiraca ]

[ Fonte: Fanpage do Notícia Arapiraca ]

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

APLAUSOS / O Adeus de um Palhaço – Por Cláudio Roberto ( Jornalista )

Dizem que quando alguém quer ser bom, primeiro deve morrer ou se mudar. Porém, esses argumentos não se aplicam a quem durante muitos e muitos anos só fez o bem, principalmente as crianças. Estamos falando do Palhaço Teco-Teco, pessoa que Arapiraca/AL aprendeu a amar, respeitar e admirar com o grau de profissionalismo exercido por ele em suas apresentações, em festas infantis e outros eventos.

Mesmo estando com o coração em tristeza por seus problemas de ordem particular, Teco-Teco não deixava cair uma lágrima dos seus olhos. Mesmo com os olhos tristes, escondia a tristeza com cambalhota. Teco-Teco era sorridente ás vinte e quatro horas do dia. Com a mesma alegria em que ele fazia as crianças sorrirem, os adultos, também por alguns momentos voltavam a ser crianças.

Sua paixão pelo circo era incondicional. Ele pintava o rosto, com a mesma vontade que sentia em se alimentar. Está num picadeiro era sinômino de vida, de alegria e aproximação com Deus. Era através do nariz pintado em vermelho, que Teco-Teco mostrava a verdadeira arte da magia do circo. Era aquele sapato demasiado longo, que ele dava os passos ao encontro do sorriso de cada criança.

Esse era o Palhaço Teco-Teco. Ele também tinha o seu lado ser humano. Se preocupava com os problemas alheios, onde realizava campanhas voltadas para o bem social, levando comida a quem estava com fome. Ele também era amante da paz, onde por alguns anos realizou uma das mais importantes campanhas – a do Desarmamento Infantil, sempre com a participação das escolas, tanto das redes privadas, como das públicas.

O seu amor pelo próximo, ultrapassava as barreiras do imaginário. Isso, não é figura de linguagem e, muito menos palavras jogadas ao vento. A prova disso foi uma visita que ele fez ao presídio de segurança média de Arapiraca, quando após arrecadar centenas de brinquedos com o comércio local, resolveu fazer a alegria dos filhos dos reeducandos, ao entregar a cada criança, uma boneca, uma bola ou um carrinho. Este fato apesar de ter tido uma ampla divulgação, acabou caindo no esquecimento. Porém, apesar de tudo, ele ainda repetiu aquilo que ele mesmo classificou de “Um encontro com Deus através do sorriso de uma criança”.

Esse foi, esse será sempre o Teco-Teco, que vai continuar em nossas lembranças, porque um palhaço nunca morre. Em nossas recordações irão permanecer suas brincadeiras, suas palhaçadas. Teco-Teco era uma pessoa humilde e, que com aquele imenso sorriso, sabia cativar a amizade de todos.

Teco-Teco também realizava um trabalho voluntário nos hospitais e casas de saúde, onde com a sua trupe, o “Dr. Alegria”, visitava instituições levando a alegria e tentando minimizar a dor de quem estava em um leito de hospital. Não se tem conhecimento em Arapiraca, de qualquer discussão travada por ele com quem quer que seja. Devoto de Santo Expedito, Teco-Teco tinha um sonho não realizado: construir uma capelinha dos seu santo protetor, como muito bem dizia ele.

Falar dele após a sua morte, pode parecer demagogia, mas nós que o conhecíamos direito, podemos falar sobre ele sem medo de errar. Com certeza, Deus preparou um picadeiro muito grande para que ele lá do Céu continue fazendo a alegria dos Anjos, também!

[ Fonte: Revista “Xereta”, março e abril de 2013 ]

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 CONTATOS
Rua Curitiba, 68 – Centro – Arapiraca/AL
CEP: 57.300-430
Telefones: [082 ] 3522-2028 / 9985-6767
 
Mais Informações:
Site –  O Código/Domingo Alegre
 
Pesquisa: Gilvan J. S ( Blog Arapiraca Legal )
E-mail: blogassociado1@live.com
 

Uma resposta para “Palhaço Teco-Teco

  1. Domingo triste para a arte popular de Arapiraca e amigos foi esse 24.02.2013, após a notícia do falecimento de JOSIVAL GOMES DE OLIVEIRA, o popular palhaço Teco-Teco. O conhecido Jô Gomes deixou os legados de: Ser solidário, ser voluntário e o de fazer as pessoas tristes sorrirem.
    Em 2007, o Josival me procurou para dizer que seu maior sonho era ver construída em Arapiraca uma igreja de Santo Expedito, de quem ele era devoto. Saimos em companhia do Mons. Aldo de Melo Brandão para falarmos com o então prefeito Luciano Barbosaa e expomos o assunto, solicitando por escrito um terreno público para essa finalidade, de quem obtivemos todo apoio, colocando a nossa disposição o departamento de engenharia da prefeitura para fazer a planta arquitetônica da obra.
    Com a transição de governo municipal, não houve tempo para o Teco-Teco ser informado da liberação do terreno, mas ele morreu sabendo sobre o local da área pleiteada. Resta-nos agora lutarmos por essa causa.
    Pretendemos fazer o lançamento da pedra fundamental para a construção dessa igreja de Santo Expedito, em 19 de abril próximo, data consagrada ao santo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s