AFRÍSIO ACÁCIO DO ACORDEON

 “O Projeto Cultura na Praça é uma forma simples e eficaz de aproximar a arte popular e o público. A aproximação dos festejos juninos motiva as pessoas a apreciar, mesmo que por alguns minutos, os shows apresentados.” – (Afrísio Acácio)
[ Fonte ( frase ): http://www.arapiraca.al.gov.br ]
 
 
“O trabalho de Afrísio Acácio é inédito, pelo menos não conheço nada igual: ele executa um dueto no acordeon utilizando uma técnica própria, que retira acordes perfeitos entre os baixos e o teclado sem nenhum truque de mixagem”.
José Lessa ( Site Forró Alagoano )
[ Fonte (frase): afrisioacassio.blogspot.com ]
 
Nome completo: Afrísio Acácio
Nome Artístico: Afrísio Acácio do Acordeon
Codinome: “O Poeta-Vaqueiro”
Data de nascimento: 12/08/1949
Local: Campo Grande (AL)
Gênero: Forró.
 
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
AFRÍSIO ACÁCIO DO ACORDEON: “O POETA-VAQUEIRO”
Por Pedro Jorge
 
O “Poeta-Vaqueiro” Afrísio Acácio do Acordeon é natural de Campo Grande (AL). Ele é considerado um dos maiores acordeonistas do Nordeste brasileiro. Atualmente reside em Arapiraca (AL) e vem dando uma grande contribuição, através de seus projetos, para a cultura local e regional. Seja cantando ou apresentando o Projeto Cultura na Praça,  Afrísio proporciona a todos nós a oportunidade de ter um contato direto com as nossas raízes artísticas e culturais. 
Afrísio transmitiu a sua vocação de artista para os seus dois filhos, Arlyson Acácio e Altamiro Acácio; e para sua esposa, D. Alcina Barbosa Acácio: todos eles também cantam.  Afrísio Acácio é um exímio tocador  do verdadeiro 8 baixos, popularmente conhecido como sanfona pé de bode – instrumento musical que deu origem ao legítimo forró pé de serra.
 __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
AFRÍSIO ACÁCIO DO ACORDEON [ Biografia ] 
Por Pedro Jorge
 
Afrísio Acácio nasceu em 12 de agosto de 1949 no sítio Sapato,  próximo ao povoado Campo Grande (atualmente cidade), que pertencia na época ao município de São Brás (AL).
Ele teve os primeiros contatos com a música ouvindo os programas de Josa, “O Vaqueiro do Sertão” ; e de outros radialistas das emissoras de rádio do estado de Sergipe. Ele é filho de fazendeiro e foi criado ajudando o seu pai, trabalhando como vaqueiro e carreiro. Desde criança sonhava em ser músico, possuía gado e portanto tinha condições de comprar uma sanfona, mas o seu pai não permitia que ele comprasse, pois não queria que ele se tornasse um artista.
 
Certo dia ele comprou a bicicleta de seu irmão e foi para a zona urbana de Campo Grande (AL). Chegando no centro da cidade, ele trocou a bicicleta por uma sanfona de 48 baixos (marca  Todeschine). Nessa transação ele “tornou” dinheiro. Retornando á fazenda, ele disse para o seu pai que, omitindo que tinha “dado torna”, havia trocado “uma na outra”. O seu pai ficou contente, pois sabia que a sanfona era duas vezes mais cara que a bicicleta. Seu pai só permitia que ele e os seus irmãos negociassem com os seus familiares e jamais com outras pessoas.
 
No início, seu pai e sua mãe pensaram que ele iria tocar somente para os familiares e para os outros moradores da fazenda. Eles costumavam se reunir nos finais de tarde, após o trabalho diário, e todos juntos faziam uma grande festa na varanda da fazenda, ao som da sanfona do aprendiz Afrísio. Mas ali era só o começo, pois começaram a surgir muitos convites para ele se apresentar em diversos lugares como festas de aniversários, casamentos, batizados e vaquejadas, e logo depois também se apresentou em muitos showmícios.
 
Seus professores na arte de tocar sanfona foram Zé Maraba e Sabino da Sanfona; e as suas principais  influências musicais foram  Luiz Gonzaga ( 1912-1989 ), Josa, “O Vaqueiro do Sertão”, Jacinto Slva, Trio Nordestino, Marinês (1935-2007 ) & Sua Gente e Zé Nilton. 
 
CURRÍCULO [ Radialista ] 
Afrísio Acácio o Acordeon já trabalhou como locutor-apresentador de diversos programas dedicados ao legítimo forró pé de serra em várias emissoras de rádio dos estados de Alagoas , Sergipe e Pernambuco. 
 
EMISSORAS DE RÁDIO [ Alagoas, Sergipe e Pernambuco ] 
 
Palmeira dos Índios (AL)
* Rádio Sampaio AM.
 
 
 Arapiraca (AL)
* Novo Nordeste AM;
* Cultura AM;
* Nativa FM;
* Pajuçara FM.
Notas:
1. Atualmente, Afrísio Acácio do Acordeon – “O Poeta-Vaqueiro”, está apresentando o imperdível programa “Manhãs Nordestinas, de segunda a sexta-feira das 5 ás 6h, pela Pajuçara FM – Arapiraca (101,9). Esta atração radiofônica é um verdadeiro compromisso com Deus, com os ouvintes e com a cultura nordestina!
Contato (Pajuçara FM – Arapiraca):
(82) 3521.4023.2.
 
2. Afrísio Acácio, continua comandando o “Projeto Cultura na Praça” todas ás segundas-feiras das 8 á 12h.
Contatos (Afrísio Acácio o Acordeon):
(82) 99964.5284 (TIM) / 98101.9483 (VIVO).
Penedo (AL)
* Emissora Rio São Francisco AM.
 
Aracaju (SE)
* Rádio Aperipê AM.
 
Itabaiana (SE)
* Rádio Princesa da Serra AM;
* Capital do Agreste AM;
* Itabaiana FM.
 
Vitória de Santo Antão (PE)
* Vitória FM.
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
AFRÍSIO ACÁCIO DO ACORDEON [ Homenagens ]
 
1. “Verdadeiro patrimônio vivo da cultura alagoana, Afrísio Acácio do Acordeon é um artista completo: músico, cantor, compositor, poeta, escritor , declamador e improvisador. Está comemorando 45 anos dedicados a boa música e a poesia. Com o seu talento, virtuosismo e simplicidade ímpares ele vem conquistando a cada dia novos admiradores!” – (Pedro Jorge, administrador do blog Arapiraca Legal)
 
2. “Afrisio Acácio é um grande incentivador da cultura popular, das manifestações populares e da música nordestina, no entanto, carece de mais apoio e incentivo dos órgãos públicos para dar continuidade a sua missão de divulgar a musicalidade nordestina e a nossa tradição!” – (Manoel Tenório, cantor e compositor)
 
3. “Afrísio Acácio é um artista abençoado, de muito talento e além de tudo honestíssimo. Ele é um poeta de alto nível e de um espírito fraterno. É um homem de Deus!” – (Manoel Soares – “Mansoar”, bancário aposentado)
 
4. “O trabalho de Afrísio Acácio é inédito: ele executa um dueto no acordeon utilizando uma técnica própria, que retira acordes perfeitos entre os baixos e o teclado sem nenhum truque de mixagem.” – (José Lessa – administrador do blog “Forró Alagoano”, Maceió/AL)
 
5. “O autêntico programa radiofônico, ‘Manhãs Nordestinas’, é apresentado por Afrísio Acácio do Acordeon. Ele é um dos maiores defensores da música nordestina e um dos principais responsáveis pela preservação de nossas raízes e tradições culturais!” – (Cláudio Roberto, jornalista arapiraquense)
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
DISCOGRAFIA [ LPs, Cds e DVDs ]
Afrísio Acácio gravou 2 LPs: “Recordação do Passado” com Nouzinho do Xaxado (1980) e o vinil solo   “Forrófiando” (1986), além de vários CDs, incluindo de poesias, e DVDs.
 
AFRÍSIO ACÁCIO DO ACORDEON [ Compositor ]
Como compositor, Afrísio Acácio, teve músicas gravadas por Clemilda – “Menina Nova” ; Zinho – “No Cheirinho Dela”; Miguel Vieira e Zé Paulo, “O Major do Forró” – “Sorriso de Prata” ;  Gérson Filho, entre outras.
  
CURRÍCULO [ Política ]
Afrísio Acácio foi eleito vereador em Campo Grande por duas legislaturas. Exerceu os mandatos de 1983 a 1988 e de 1989 a 1992. Sendo presidente da Câmara Municipal de Vereadores nas duas legislaturas.
 
ORQUESTRA SANFÔNICA DE ARAPIRACA
A Orquestra Sanfônica de Arapiraca foi  criada pelo “Mestre” Afrísio Acácio no governo da prefeita, Célia Rocha. Na época o secretário de Cultura e Turismo era Ronaldo Oliveira.  No primeiro ano de fundação, em 2005, o regente era o próprio Afrísio Acácio, e a partir do segundo ano ele pediu para que fosse convidado o Maestro Jovelino Lima para substituí-lo na regência da  Orquestra Sanfônica.
 
[ Por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
 
TROFÉU “O BONECO SANFONEIRO” /2005 ( Sinopse )
Por Patrícia Bastos
 
O mês de junho ainda não chegou, mas Arapiraca já respira o clima de São joão com a abertura oficial dos festejos juninos pela Orquestra Sanfônica de Arapiraca, na praça Bom Conselho.
 
A Orquestra de sanfonas executou clássicos de Luiz Gonzaga e Jackson do Pandeiro e também, músicas de artistas alagoanos, como Joci Batista. Os festejos fazem parte do Arraiá da Integração, promovido pela Prefeitura de Arapiraca através da Secretaria de Cultura e Turismo.
 
Durante a sessão itinerante da Câmara de Vereadores no bairro Manoel Teles, o secretário de Cultura, Ronaldo Oliveira, aproveitou a oportunidade para anunciar a homenagem á duas figuras de grande importância  na música nordestina, com o Troféu “O Boneco Sanfoneiro”, uma delas é o sergipano Josa , O Vaqueiro do Sertão”, que estará  presente durante os festejos juninos no município e que é considerado uma lenda viva  da nossa cultura regional.
 
O outro homenageado com o Troféu é o barbeiro por profissão e sanfoneiro por paixão, Cecílio, que é proprietário de uma barbearia localizada na “Praça dos Curís”. Cecílio além de ser um exímio sanfoneiro e afinador  do instrumento, reúne  diariamente em  seu estabelecimento diversos acordeonistas de toda a região.
 
[ Fonte: Jornal “Alagoas  em Tempo”, 30/05 a 05/06 de 2005 ]
 __________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
O “MESTRE” AFRÍSIO ACÁCIO DO ACORDEON
Por Pedro Jorge
 
O “Mestre”, Afrísio Acácio do Acordeon, também mantém um conservatório de ensino prático para aprendizagem de acordeon. Ele já teve a oportunidade de ensinar a  mais de 50 sanfoneiros, tendo se destacado Messias do Acordeon,  de Campo Grande (AL), entre outros. Quem observa atentamente  o Afrísio Acácio tocando, percebe que ele sempre executa o som do acordeon em dueto, ou seja: dois sons ao mesmo tempo. Façanha muito difícil  para um acordeonista do Brasil e do mundo. 
Verdadeiro patrimônio vivo da cultura alagoana, Afrísio Acácio do Acordeon é um artista completo: músico, cantor, compositor, poeta, escritor , declamador e improvisador. Está comemorando 45 anos dedicados a boa música e a poesia. Com o seu talento, virtuosismo e simplicidade ímpares ele vem conquistando a cada dia novos admiradores.
 
[ Por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 

PROJETOS

1. PROJETO CULTURA NA PRAÇA
 
O “Projeto Cultura na Praça” é uma extensão do CTNA (Centro Cultural de Tradições Nordestinas de Arapiraca). Com o apoio da prefeitura Municipal de Arapiraca, através da Secretaria de Cultura e Turismo o projeto tem por objetivo resgatar antigas tradições culturais e abrir espaços para valorizar os artistas populares da região.
 
Na tenda cultural, localizada na praça Luiz Pereira Lima ( antiga “Praça da Prefeitura” ), sanfoneiros, emboladores de coco, violeiros-repentistas, aboiadores, poetas-declamadores e cantores populares de toda Arapiraca e região se apresentam todas ás segundas-feiras das 8 ás 12h. Contando com a organização e apresentação do grande Afrisio Acácio, o verdadeiro guerreiro na defesa da nossa cultura.
 
“O evento está crescendo a cada apresentação programada. Além das atrações de Arapiraca, também contamos com a presença de artistas de outras cidades circunvizinhas e até da região do sertão. É gratificante ver a participação e o entusiasmo destes homens e mulheres que optaram em preservar a cultura popular nordestina”.
Teófanes da Silveira Júnior
 
[ Frase ( fonte ): http://www.clickarapiraca.com.br ]

Projeto Cultura na Praça

 
Projeto Cultura na Praça
Local: Praça Luiz Pereira Lima – Centro
Horário: Todas ás segundas-feiras das 8h da manhã ao meio dia 
Produção e apresentação: “Poeta-Vaqueiro”, Afrísio Acácio do Acordeon.
Apoio cultural: Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Arapiraca (AL).
 
Dando voz e vez aos artistas de nossa região:
* Poetas-declamadores e cordelistas;
* Poetas-vaqueiros e trovadores;
* Cantadores de coco de pandeiro;
* Violeiros-repentistas;
* Sanfoneiros e cantores;
* Tocadores de vialejo e concertina;
* Orquestra sanfônica;
* Grupos folclóricos.
 
2. CTNA ( Centro Cultural de Tradições Nordestinas de Arapiraca/AL )
 
O CTNA, foi fundado no dia 27 de novembro de 2010, e tem a sua programação voltada para a divulgação dos artistas da região metropolitana do Agreste, onde apresentações folclóricas, gravações de programas de TV e manifestações artísticas e culturais.
 
A sede do CTNA está funcionando, em novo endereço, na rua Coronel Vicente Ramos N.º 85, bairro Cacimbas  (saída para Lagoa da Canoa/AL ).  Afrísio Acácio continua ensinando os seus alunos o curso prático de acordeon, ás terças-feiras das 8 ás 22h. Os interessados podem entrar em contato pelos  seguintes telefones: (82) 99964.5284 (TIM)  /  8101.9483 (VIVO).
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
AFRÍSIO ACÁCIO, “O PADRINHO DOS FORROZEIROS”
Por Pedro Jorge
 
O “Mestre” Afrísio Acácio do Acordeon desenvolve um trabalho social voltado para os forrozeiros e artistas populares de Arapiraca e região, conseguindo contratos para vários sanfoneiros, trios de forró pé de serra e artistas em geral, sem cobrar comissões, e sempre divulgando os autênticos talentos de nossa Cidade e região.
 Afrísio Acácio, inclusive. já levou diversos artistas locais  para Aracaju/SE. Devido a esta sua importante colaboração, é considerado o “Padrinho dos Forrozeiros”.
 
O “PADRINHO DO BLOG ARAPIRACA LEGAL”
Por Pedro Jorge e Gilvan Juvino (administradores do blog Arapiraca Legal)
 
O blog “Arapiraca Legal” tem o orgulho de ter como padrinho o “Mestre” Afrísio Acácio do Acordeon, que sempre colabora na divulgação de nosso blog em suas entrevistas em programas  de rádio e televisão, no Projeto Cultura na Praça e em contato direto com artistas arapiraquenses de vários segmentos musicais.
_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 

Afrísio Acácio e Josa, “O Vaqueiro do Sertão”

 
HOMENAGEM – Josa, “O Vaqueiro do Sertão”
Por Pedro Jorge
 
Os administradores do blog Arapiraca Legal, Gilvan Juvino e Pedro Jorge, e o poeta-vaqueiro Afrísio Acácio do Acordeon prestam uma homenagem ao genial forrozeiro sergipano Josa, “O Vaqueiro do Sertão”.
 
José Gregório Ribeiro, popularmente conhecido por Josa, “O Vaqueiro do Sertão”, nasceu no dia 12 de março de 1929, em Simão Dias/SE. Josa é filho de um vaqueiro, e pai de nove filhos.Ele estreou no rádio em 1960 na emissora “Difusora” ( atual “Aperipê” ) onde manteve por 25 anos o programa ” Festa na Casa Grande “. Em 1965,  foi descoberto por Luiz Gonzaga, “O Rei do Baião”, que o ajudou a gravar o seu primeiro disco, um compacto simples com duas músicas: “No Pátio da Fazenda” e “Há Boi no Mourão”, inclusive Luiz Gonzaga tocou zabumba nas duas faixas. Fez várias turnês pelo Brasil, ao lado do “Rei do Baião”, tendo a oportunidade de participar do “Programa do Chacrinha”.  
 
A partir de 1968, Josa se apresentou em circos junto com Maria Feliciana, na época considerada a mulher mais alta do Brasil. Em todas as suas apresentações o “Poeta-Vaqueiro” Afrísio Acácio do Acordeon sempre homenageia Josa, “O Vaqueiro do Sertão”, seja cantando ou declamando poesias em sua homenagem. Joseany di Josa, filha de Josa, além de exercer a profissão de enfermeira, realiza durante os festejos juninos várias apresentações na capital e no interior de Sergipe.
 
 Frases:
 “Josa, ‘O Vaqueiro do Sertão’ é um dos nomes da música sergipana com maior referência. Apesar de não estar mais em atividade, ele ainda é lembrado e bastante respeitado”.
Paulo Corrêa ( produtor e realizador do “Fórum do Forró”/SE).
[ Fonte ( frase ): senotícias.com.br ]
 
“A música de Josa,”O Vaqueiro do Sertão’, é uma verdadeira obra de arte. Tudo que se fizer em vida para homenagear este grande defensor da música nordestina ainda é pouco. Ele é a própria música nordestina”.
Afríso Acácio do Acordeon
[ Fonte (frase): Revista “Popim”, 31/03 a 30/04 de 2005 ]
 
 
NORDESTE SE RENDE E PRESTA HOMENAGEM A JOSA, “O VAQUEIRO DO SERTÃO”
Por Cláudio Roberto
 
Luiz “Lula” Gonzaga (1912-1989), o eterno “Rei do Baião”. Quem já não ouviu falar neste mito da MPB (Música Popular Brasileira), que durante toda a sua trajetória artística, sempre defendeu e representou através das letras carregadas de críticas a esperança por um Nordeste melhor ?Foi ele quem serviu de referência para centenas de artistas brasileiros, mesmo aqueles que por motivos alheios a sua vontade, teimam em afirmar que não tiveram Luiz Gonzaga como ídolo ou até um referencial na música. Mas, não é o caso de Josa, “O Vaqueiro do Sertão”, nascido em 1930, em Simão Dias/SE. Ainda menino, corria de um lado para outro á procura de suas raízes e tradições. E foi na música do “Rei do Baião”, que Josa se inspirou e começou a dar os primeiros aboios. Cresceu e encontrou seu caminho, trilhando o que ele chama da “Fina Flor do Nordeste”.
 
Hoje, aos 75 anos de idade, mas com um vigor de adolescente, Josa ainda tem forças nos pulmões para dar o grito de guerra em forma de aboio.Considerado pelos artistas nordestinos como um verdadeiro representante da música raiz, “O Vaqueiro do Sertão”, foi recentemente homenageado por artistas de todo o Nordeste, onde se reuniram no último dia 5, na cidade de Girau para prestar uma homenagem aquele que ainda representa o que há de melhor no cancioneiro nordestino.Josa, lamenta que atualmente estejam deixando desaparecer um esporte chamado de vaquejada e consequentemente a corrida de mourão e pega de boi no mato. Ele lembra que não se faz mais festa de vaquejada como antigamente, onde a participação da população era grande.
 
Com a mesma maestria do seu ídolo, Luiz Gonzaga, ao segurar o seu acordeon, Josa brinca ao dedilhar as teclas de sua inseparável sanfona.Para o sanfoneiro, poeta, cantor e apresentador Afrísio Acácio, que comanda o programa Bom Dia Sertão, todos os dias a partir das 5h da manhã, pela Rádio Sampaio AM de Palmeira dos Índios/AL, Josa representa o aboio, a sanfona e a poesia. Ele lembra que a voz melodiosa de Josa, alegra o coração daquele que pára para ouvir seus aboios e suas músicas autênticas.
 
[ Fonte: Revista “Popim”, 31/03 a 30/04 de 2005 ]
 
 
 HOMENAGEM
 
HOMENAGEM A JOSA, “O VAQUEIRO DO SERTÃO”
Autor: Afrísio Acácio
 
Josa, “O Vaqueiro do Sertão” / É aboio, é sanfona é poesia
Sua voz melodiosa é alegria / E muitas vezes alegrou meu coração
Sergipe, Alagoas, meu rincão / Não esquece que foi  o pioneiro
Seus progranas alegrou o Nordeste inteiro / Me recordo do rádio de outrora
Seu nome já passou para a história / De um bravo e  autêntico sanfoneiro.
 
[  Trecho da poesia de Afrísio Acácio em homenagem aos 70 anos de idade de Josa, “O Vaqueiro do Sertão” / 1999 ]
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
OOPS INTERNET / NOTÍCIAS
Cantor Afrísio Acácio Incentiva a Cultura Popular em Arapiraca – Por Roberto Gonçalves ( 02/08/2011 )
 

O cantor, sanfoneiro e poeta popular Afrisio Acácio é um verdadeiro entusiasta da difusão e da divulgação da música nordestina em Arapiraca e RMA (Região Metropolitana do Agreste alagoano). Sem nenhum apoio de órgãos públicos fundou e mantém em Arapiraca o Centro de Tradições da Cultura Nordestina.

No centro, são ministradas aulas para os interessados em aprender a tocar sanfona cujo objetivo é manter viva essa tradição da cultura nordestina, segundo explica Afrisio Acácio. “Diariamente o artista se apresenta no “Programa Derrubado’ ancorado por Alves Correia toda manhã de segunda a sábado na Rádio Gazeta FM Arapiraca. Alves nos oferece um grande apoio e incentivo” destaca Afrisio Acácio.

Todas as segundas-feiras no período da manhã, Afrísio – forrozeiro bem a caráter com seu chapéu de couro -, comanda a apresentação de grupos de Forró e cantores que se apresentam na concha acústica da Praça Luiz Pereira Lima, a antiga “Praça da Prefeitura” que foi totalmente reformada e revitalizada pela atual administração municipal.

A apresentação pública dos cantores e grupos de forró atrai um expressivo público, sobretudo da zona rural e cidades do Agreste em razão da feira livre de Arapiraca realizada todas as segundas-feiras. A realização do evento conta com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura e do Diretor da Casa da Cultura de Arapiraca, o Cantor Manoel Tenório.

Para Tenório, Afrisio Acácio é um grande incentivador da cultura popular, das manifestações populares e da música nordestina, no entanto, carece de mais apoio e incentivo dos poderes públicos para dar continuidade a sua missão de divulgar a musicalidade nordestina e a nossa tradição.

[ Fonte: http://www.oops.net.br, 02/08/2011 ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

HOMENAGEM A AFRÍSIO ACÁCIO
Letra: Manoel Tenório  / Música: Mário Maia ( 2011 )  
                                                                                                  
Caro amigo Afrísio Acácio / Beleza de criatura
Desenvolve nossa Cultura / Com muita dedicação,
Pedimos em oração / Que você nunca desista,
De promover cada artista / Dessa nossa região.
 
Caro amigo, Afrísio Acácio / Sabe o que você faz?
É promover muito mais / A Cultura deste torrão
Tu fazes de coração / Que tua vontade persista
De promover cada artista / Dessa nossa região.
 
Caro amigo, Afrísio Acácio / Arapiraca te agradece
Sabemos que você merece / Toda nossa gratidão
Mostrando a este povão / Sua atitude bonita
De promover cada artista / Dessa nossa região.
 
Caro amigo, Afrísio Acácio / Segunda tem festa plena
No palco desta arena / Pra nossa população
Nos enchendo de emoção / Mantenha esta escrita
De promover cada artista / Dessa nossa região.
 
Caro amigo, Afrísio Acácio / O prefeito Luciano e nós da pasta da Cultura
Te agradecemos com ternura / Essa tua opção
De ajudar teu irmão / Com tua bondade humanista
De promover cada artista / Dessa nossa região.
 
Caro amigo, Afrísio Acácio / Arapiraca te agradece
Sabemos que você merece / Toda nossa gratidão
Mostrando a este povão / Sua atitude bonita
De promover cada artista / Dessa nossa região.

Arapiraca, 8 de agosto de 2011
Manoel Tenório Sobrinho ( Diretor da Casa da Cultura )

Clique no link abaixo e escute a música Homenagem a Afrísio Acácio, de autoria de Manoel Tenório,  na belíssima interpretação de Mário Maia:

Homenagem a Afrísio Acácio

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Um Resgate no Cenário Musical – 1
Por José Lessa

Conheci Afrísio Acácio já a alguns anos, na oportunidade Afrisio era vereador em Campo Grande/AL, e naquela oportunidade não conhecia seus dotes artísticos: poeta, compositor, sanfoneiro, locutor, vaqueiro e acima de tudo uma figura totalmente comprometida com a cultura nordestina, em especial ao forró pé de serra.

Este trabalho de Afrísio Acácio é inédito, pelo menos não conheço nada igual. Trabalhando em dueto no acordeon ele utiliza uma técnica própria que retira acordes perfeitos entre os baixos e o teclado sem nenhum truque de mixagem, inclusive este CD, por Sinal, foi gravado ao vivo. O repertório é composto por grandes sucessos gravados por Gonzagão, Gerson Filho, Clemilda, Joci Batista entre outros grandes nomes da música nordestina, bem como de sua própria autoria como é o caso da homenagem a Josa, “o Vaqueiro do Sertão”, grande figura humana e musical do estado de Sergipe e responsável pela fixação de Gerson Filho e Clemilda em Aracaju no final da década de 1960.

Afrísio é atualmente presidente do CTNA (Centro de Tradições Nordestina de Arapiraca) e responsável pelo Projeto Cultura Na Praça que é apresentado todas as segundas feiras em Arapiraca das 8 as 12h, onde se exibem gratuitamente artistas do Agreste alagoano. No dia 9 de dezembro de 2011, Afrísio foi agraciado com o Troféu Luiz Gonzaga pela Câmara de Vereadores de Maceió, uma homenagem justa e merecida.

[ Fonte: http://palcomp3.com/afrisioacacio/ ]

Um Resgate no Cenário Musical – 2
Por José Lessa

Este é mais um trabalho que postamos de Afrísio Acácio, natural de Campo Grande/AL, e hoje residindo em Arapiraca, onde dirige o Centro de Tradições Nordestina de Arapiraca e comanda o Projeto Cultura na Praça. Poeta, vaqueiro, radialista, compositor, sanfoneiro e cantor, Afrísio é um divulgador da cultura nordestina e defensor intransigente do genuíno forró pé de serra.

Afrísio Acácio reúne, neste LP, nove composições de sua autoria ou em parceria com Enoque da Sanfona, Duda Santos, um arapiraquense que está fazendo falta e precisa voltar a gravar e do Delmirense Nozinho do Xaxado, que por sinal já publicamos aqui um trabalho de ambos e Beto Tecla. Neste Disco grava ainda Fazenda Velha composição do sergipano Erivaldo de Carira em parceria com Erivaldo e José Ernesto na faixa “Fazenda Velha”.

O repertório é de excelente qualidade, contudo duas faixas merecem destaque especial a composição “Pedaço de Menina”, um Xote muito gostoso de ouvir ou dançar que enaltece a mulher e seu papel na sociedade, muito diferente dessas bandas do dito forró eletrônico, que somente deprecia as mulheres numa verdadeira agressão as lutas das mulheres pela igualdade, pois para as composições destas bandas tem como enfoque geralmente que todas mulheres são putas, e os homens cornos e cachaceiros. Vamos dar um chega nestas baixarias, além de deturpar o autêntico Forró e a cultura nordestina.

[ Fonte: afrisioacassio.blogspot.com ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Afrisio Acácio: Um Embrião da Cultura Toma Forma em Arapiraca

Muito timidamente chegou à Arapiraca o poeta e sanfoneiro de Campo Grande, Afrisio Acácio. Depois de muitas tentativas e apresentações de programas de rádio, principalmente na Rádio Novo Nordeste AM, onde comandou o “Pinicado do Vaqueiro” aos domingos das 4:30 às 7h,  Afrísio retorna a meu convite, quando assumi a Secretaria de Cultura, com o objetivo de juntar o maior número de sanfoneiros possível para formar o que viria a ser a Orquestra Sanfônica de Arapiraca.

Num prazo recorde o poeta juntou mais de trinta músicos, ensaiou e em 2005 fez a abertura do São João de Arapiraca com um show que contou, inclusive com a presença de Josa, o Vaqueiro do Sertão. Naquele mesmo ano Afrísio foi responsável por contatar todos os artistas regionais do Agreste para participarem das festividades do São João de Arapiraca.

Com muitas composições, poesias matutas e mestre na arte de tocar sanfona, Afrísio fez muitas apresentações em Sergipe e em outros estados brasileiros. Em 2010, veio com a ideia de comandar uma casa de forró em Arapiraca, a iniciativa não vingou, porém, surgiu a proposta para realizar semanalmente shows regionais na concha acústica da Praça da Prefeitura.

O que era uma ideia simples virou um grande projeto. Sanfoneiros, violeiros, improvisadores e poetas se misturam com o povo que vem a feira de Arapiraca e promovem a manhã mais animada do Nordeste brasileiro. O próximo passo e que já está em execução é transformar o projeto numa caravana que visitará as cidades alagoanas. Parabéns Afrisio Acácio! Você é verdadeiramente um MESTRE DA CULTURA POPULAR. Que Deus abençoe, professor Afrísio. Continue assim, abrindo espaços para os mais jovens e consagrando os mais velhos.

[ Fonte: http://www.facebook.com/profile.php?id=100003591343457 ]

_________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

ROTEIRO DA CULTURA / Artistas de Arapiraca se Apresentam no Projeto Cultura na Praça ( 6 de novembro de 2012 )

As segundas-feiras da praça Luiz Pereira Lima já não são mais as mesmas. Desde que o projeto Cultura na Praça foi iniciado, em maio do ano passado, a animação tomou conta dos artistas da terra e dos admiradores da cultura regional. A iniciativa do projeto é da Prefeitura de Arapiraca (AL), através da Secretaria de Cultura e Turismo em parceria com o Centro Cultural de Tradições Nordestinas.

No local, sanfoneiros, cantores, cantadores de coco de pandeiro, violeiros, poetas-vaqueiros e declamadores, além de grupos folclóricos fazem a festa de quem comparece a tenda cultural. Enquanto os músicos se apresentam, a população se divide entre assistir e dançar. Na última segunda, 5, o projeto reuniu grandes artistas locais como: Afrísio Acácio, Bastinho da Sanfona, Ditinha, Zé Moreira, Ednaldo do Acordeon, Claudemir, Mílson do Acordeon, Moisés do Forró, Mário Maia, Alcina Barbosa Acácio e Patativa & Curió.

[ Fonte: 7segundos.com.br ]

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 
CONTATOS PARA SHOWS / Afrísio Acácio do Acordeon
 
Celulares: (82) 99964.5284 (TIM)  /  98101.9483 (VIVO).
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
TRIBUTO / Joci Batista
 
Os administradores do blog Arapiraca Legal, Gilvan Juvino e Pedro Jorge, e todos os forrozeiros alagoanos prestam um tributo ao saudoso e inesquecível Joci Batista.
 
MEMÓRIA / Jornal do Commércio
 
Cantor Alagoano Joci Batista Faleceu aos 78 Anos / Forró perde mais um seguidor da escola de Jackson do Pandeiro – Por José Teles ( 29/12/2012 )
 
Um dos últimos remanescentes de uma escola de canto do forró que seguia a cartilha de Jackson do Pandeiro, o alagoano (de Penedo), o forrozeiro Joci Batista faleceu, quinta-feira, vítima de atropelamento em Olinda/PE. Coincidentemente, ele havia feito uma apresentação recentemente em sua cidade natal. Foi lá também que foi homenagedo quando completou 78 anos, em janeiro deste ano.
 
Joci Batista morou durante muitos anos em São Paulo, onde gravou a maioria dos seus discos, todos fora de catálogo. Lançados por várias gravadoras. Verbetes sobre ele, assim como sobre a maioria dos nomes do forró, não constam de importantes obras de referência, a exemplo, do Dicionário Cravo Albin de MPB. Coco de Itapuã (Wanderlei Martins/Piquerubi), Saudade dela (Durval Vieria), Juazeiro verde (de sua autoria), Na pensão de “Dona Biu” (Joci Batista/Rita Passos Silva), são alguns dos seus sucessos. A pensão de “Dona Biu” realmente existiu e foi um ponto de encontro de forrozeiros que moravam ou visitavam São Paulo. Joci Batista durante cinco anos viveu com a dona da pensão, frequentada por nomes como Edgar Ferreira (o compositor de 17 na corrente e 1 x 1, entre outras), Jackson do Pandeiro, Jacinto Silva, e até mesmo Luiz Gonzaga.
 
Usando a pensão como “locação”, Joci Batista é intérprete do divertido rojão “Briga de Artista” (Durval Vieira), uma verdadeira “Festa de Arromba”, do forró: “Briga como aquela / ninguém nunca viu / de artista nordestino / na pensão de Dona Biu”.  Jackson do Pandeiro,  Jacinto Silva,  Luiz Vieira,  Luiz Wanderley,  Zé Paraíba,  Gérson Filho, todo mundo se engalfinha até que, na estrofe final a briga acaba: “Chegou Luiz Gonzaga / eles todos respeitaram / ele e o velho Januário / acabaram a confusão”. Nos últimos 5 anos, Joci Batista passou a ser mais reconhecido, tanto aqui em Pernambuco, quanto em Alagoas, onde se apresentava, geralmente, com sua filha, também cantora, Jocilda Batista.
 
[ Fonte: http://jconline.ne10.uol.com.br/canal/cultura/noticia/2012/12/29/forro-perde-mais-um-seguidor-da-escola-de-jackson-do-pandeiro-68340.php ]
 
[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]
 
Transfome fotos

21 Respostas para “AFRÍSIO ACÁCIO DO ACORDEON

  1. Nós administradores do Blog Arapiraca Legal agradecemos de coração a todos os leitores que visualizam o nosso blog: um autêntico meio de comunicação que tem por finalidade divulgar e valorizar os artistas, escritores, radialistas e personalidades em geral que fizeram e que ainda fazem parte da história do progresso de nossa querida “Terra de Manoel André”. O resgate da história de nossa Cidade, os pontos turísticos e de lazer em geral, as manifestações artísticas e religiosas também estão presentes no blog.
    Aproveitamos a oportunidade para desejar a todos os leitores do blog um FELIZ NATAL e um PRÓSPERO ANO NOVO repleto de saúde, sucesso, felicidade e paz.
    São os sinceros votos dos administradores do Blog Arapiraca Legal, Gilvan J. S. e Pedro Jorge.

  2. Tenho as melhores impressões sobre Afrísio Acácio do Acordeon; pois ele é um artista abençoado: de muito talento e além de tudo honestíssimo; poeta de alto nível e de um espírito fraterno. É um homem de Deus, sem ser piega…
    Abraços,
    Manoel Soares ( Mansoar ) – Arapiraca/AL ( Por e-mail ).

  3. Olá “Poeta-Vaqueiro” Afrísio Acácio!
    Parabéns por seu blog que tem por finalidade divulgar o Projeto Cultura na Praça e os trabalhos artísticos dos forrozeiros de nossa região, além de oferecer notícias sobre o verdadeiro Forró Pé-de-Serra.
    Nós, administradores do Blog Arapiraca Legal, desejamos que você continue dando a sua grande contribuição, através de sua arte e de seus projetos, para a cultura local e regional.
    Parabéns!
    Acesse: http://afrisioacassio.blogspot.com/

  4. AFRÍSIO ACÁCIO, “O POETA-VAQUEIRO”
    Por Januário Leite

    Todo mundo sabe que viver de cultura e arte
    No Brasil, não é nada fácil.
    Mas dentre os lutadores-guerreiros
    Possuímos Afrísio Acácio.

    Não basta o “homi” ser cantor e poeta
    Visionário e também compositor
    Nunca aquietando o “facho”
    Ainda arranja tempo pra ser produtor.

    Vai fazendo arte na luta
    Fazendo rima na raça
    Abrilhantando toda segunda de manhã
    Com o seu “Cultura na Praça”.

    Da mulher recebe apoio
    Da população e da Prefeitura
    Grande parceiro que é esse cabra
    Da nossa Secretaria de Cultura.

    Sanfoneiro bom que é
    Nunca alisa na imagem
    Transita entre os “oitobaixo” e o teclado
    Sem nenhum truque de mixagem.

    Seja nas cores dos balões
    Ou nos refletores cor neon
    O forró começa mesmo
    Quando chega o seu Afrísio Acácio do Acordeon!

    [ Fonte: Agendinha Arapiraca, maio/2013 – Secretaria de Cultura, Turismo e Lazer de Arapiraca/AL ]

  5. Boa tarde,
    Estou querendo comprar uma sanfona 08 baixos “Pé de Bode” NOVA, e estou com grande dificuldade de achar por aquí em Recife. Vocês poderiam informar locais onde posso comprar?

    Grato, Ricardo Lira
    ricardoclira@gmail.com

  6. FORRÓ NO ESTADO DAS ALAGOAS
    Autor: José Carlos Gueta – “O POETA DO ABC”

    F orró em Alagoas é uma obra prima que descortina
    O s seus defensores são Afrísio Acácio e Zé Lessa
    R esgatando a nossa verdadeira música nordestina
    R ealmente pessoas engajadas devem entrar nessa
    O forró alagoano com a sua alegria muito nos anima.

    N o projeto Cultura na Praça temos um bom exemplo
    O Afrísio diz que é uma forma de aproximar esta arte.

    E le está certo mesmo que os festejos durem pouco tempo
    S ão pequenas sementes que germinarão por toda a parte
    T rabalho inédito de Afrísio Acácio demonstrando talento
    A presentando um dueto no acordeon com técnica pessoal
    D edilhando e retirando acordes perfeitos á todo momento
    O s baixos e o teclado sem truque de mixagem… É original!

    D enominado o “Poeta Vaqueiro”, Afrísio é de Campo Grande
    A cordeonista maior do Nordeste por todos ele é considerado
    S eja cantando ou apresentando o Projeto Cultura na Praça expande.

    A rlyson e Altamiro seus filhos e a esposa estão sempre ao seu lado
    L evando a cultura local e a regional para bem perto do seu povo
    A família unida colabora para o êxito deste músico já consagrado
    G anhando popularidade agradando tanto ao velho quanto ao novo
    O verdadeiro oito baixos a sanfona pé-de-bode é o seu maior instrumento
    A ssim originou o legítimo forró pé-de-serra para nosso contentamento
    S egue em frente Afrísio Acácio levando o forró que da alma é alimento.

    [ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

  7. Tive o privilégio de conhecer um grande sanfoneiro – Afrísio Acácio, em Aracaju. Foi um ótimo dia almoçamos juntos no mercado e fizemos um pequeno ensaio com violão e sanfona. Afrísio, também, me levou na casa dp Goiabinha, um grande amigo de Jackson do Pandeiro… Isso foi a aproximadamente 8 anos.

  8. PROGRAMA “RANCHO DO MATUTO”
    Apresentação: Afrísio Acácio do Acordeon
    Rádio Comunitária Cidade FM – 91,9
    De Segunda a sábado das 16 ás 18h.
    IMPERDÍVEL

  9. Afrísio Acácio Leva o Forró ao Som do Mercado
    Por Dep. de Imprensa, em 08/08/2014

    Nesta sexta-feira (8), a partir das 20h, o Som do Mercado traz mais uma vez o projeto “Afrísio Acácio e Seus Convidados”. O evento acontece todas as sextas no palco do Mercado do Artesanato Margarida Gonçalves, no Parque Municipal Ceci Cunha, bairro do Centro de Arapiraca.

    Nesta edição, o acordeonista mestre Afrísio – que comanda às segundas-feiras o “Cultura na Praça”, na Praça Luiz Pereira Lima –, traz à concha acústica o sanfoneiro Zé Moreira, junto à sua família de músicos, exaltando nossa música nordestina.
    Nas edições passadas, houve Ditinha da Sanfona, Bastinho da Sanfona, Severo do Acordeon, Neide Morena e Miguel Vieira.

    O Mercado do Artesanato tem um palco que serve de vitrine para os músicos da terra e tem frequente programação efetuada pela Secretaria Municipal de Cultura e Turismo. No local, há também o trabalho de nossos artesãos em dezenas de boxes.

    No São João de Arapiraca deste ano, foi feita uma homenagem ao radialista e poeta José Cícero dos Santos, o Zé do Rojão, que faleceu em novembro último, aos 75 anos. No Mercado, em maio, aconteceu ainda o “Clássicos na Praça”, levando música popular e erudita para o mesmo espaço.

    Fonte: http://www.arapiraca.al.gov.br/v3/noticia.php?notid=7687

  10. Cia da Sorte no Projeto Cultura na Praça

    Essa manhã chuvosa, em Arapiraca/AL, teve espaço para muita arte e cultura; Mais uma edição do nosso projeto Cultura na Praça, onde sanfoneiros, poetas, repentistas e mestres da cultura popular dão o tom nesse tradicional dia de feira.

    Hoje tivemos uma participação mais que especial com a Cia da Sorte. Uma trupe de dois que tem viajado o Brasil num fusca/teatro/cinema/circo. Apresentando o espetáculo “Segura Mamãe” para a praça lotada e sempre ávida por novidade, causaram muitos risos no público que logo após se acabou no forró.

    No decorrer da semana eles farão oficinas para crianças no SESC Arapiraca e na Escola de Circo. O projeto Semente da Sorte é uma realização da Cia. da Sorte e em Arapiraca conta com apoio do SESC Arapiraca e da Prefeitura de Arapiraca, através da Secretaria de Educação & Secretaria de Cultura e Turismo.

    Fonte: Facebook da Secretaria de Cultura e Turismo de Arapiraca, 6 de outubro de 2014.

  11. “Cultura na Praça – 90 Anos”, Mostra Força da Tradição em Arapiraca
    Por Dep. de Imprensa (20/10/2014)

    Frase:
    “Só temos a agradecer por este espaço dado pela nossa prefeita, Célia Rocha, e nossa secretária de Cultura e Turismo, Tânia Santos, e pelo empenho em manter este evento que reúne a nata da cultura nordestina. E, mesmo nova, com seus 90 anos, Arapiraca dá exemplo às outras cidades do país mostrando este resgate às suas tradições.” – (Afrísio Acácio do Acordeon)

    “São iniciativas como essa que frutificam nossa cultura popular”, diz o poeta pernambucano Sandoval Ferreira, visitando a cidade de Arapiraca e conhecendo o projeto Cultura na Praça, que acontece todas as segundas-feiras.

    Sempre na arena da Praça Luiz Pereira Lima, antiga “Praça da Prefeitura”, no bairro Centro, o evento desta segunda (20) foi especial em reverência aos 90 anos de Emancipação Política de Arapiraca/AL.

    Estiveram no local os artistas populares Bastino da Sanfona, Nelson Rosa, Maxsuel do Acordeon, Afrísio Acácio, Wilson China e Sandoval Ferreira, além de muitos outros de municípios vizinhos. Estes dois últimos, por exemplo, são de Pernambucano e ficaram encantados com o projeto.

    “Este Cultura na Praça contempla a amplitude da nossa cultura popular, convergindo artistas de boa parte do estado de Alagoas, com aboiadores, cantores de toada, repentistas, poetas matutos e o forró pé-de-serra, além de um público que apoia o artista local. É muito importante essa valorização porque vai mostrando aos mais novos toda essa efervescência no setor cultural. Tenho que parabenizar o trabalho da Prefeitura Municipal, da Secretaria de Cultura e Turismo e, não menos importante, do seu Afrísio Acácio, que comanda esse evento com tanto fervor, mantendo viva essa tradição”, diz Sandoval Ferreira.

    Natural de Iati-PE e morando atualmente em Garanhuns-PE, ele declamou seu poema “Gonzagão deixou de herança forró, xaxado e baião”, de seu livro “Porteira Velha se Abrindo Faz Meia Lua no Chão”, lançado no ano passado, e ainda fez rimas homenageando Afrísio. Sandoval afirmou nunca ter visto algo assim em Pernambuco e pretende voltar outras vezes.

    Admirado ficou também Wilson China, cordelista, declamador e músico popular de Lajedo-PE. “Andei por vários lugares do Nordeste e confesso que nunca vi nada igual a este formato de projeto desenvolvido em Arapiraca – nem em Caruaru, considerada a ‘Capital do Forró’ a gente presencia algo assim tão bonito, tão intenso, onde se mostra o trabalho do cordelista, do aboiador, do sanfoneiro. Os idealizadores deste Cultura na Praça estão todos de parabéns, realmente”, coloca Wilson China, que é inclusive membro da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel (ACLC).

    Por sua vez, 50 idosos da cidade de Junqueiro/AL prestigiaram o evento nesta manhã. Com coordenação das Mulheres de Farda Salvar, do Corpo de Bombeiros Civil, eles vão fazer um city tour pelo município, visitando a exposição sobre o emancipador Esperidião Rodrigues, no Museu Zezito Guedes, o Bosque das Arapiracas, a Escola Municipal de Circo Teófanes Silveira, o Mercado do Artesanato Margarida Gonçalves, a Igreja São Sebastião e a Associação dos Pensionistas, Idosos e Aposentados de Arapiraca.

    “Só temos a agradecer por este espaço dado pela nossa prefeita, Célia Rocha, e nossa secretária de Cultura e Turismo, Tânia Santos, e pelo empenho em manter este evento que reúne a nata da cultura nordestina. E, mesmo nova, com seus 90 anos, Arapiraca dá exemplo às outras cidades do país mostrando este resgate às suas tradições”, conclui o mestre Afrísio Acácio do Acordeon.

    O Cultura na Praça ocorre às segundas-feiras, sempre a partir das 8h, em consonância à tradicional Feira Livre de Arapiraca. Para conferir a programação completa dos 90 anos, acesse arapiraca.al.gov.br/arapiraca90anos.

    Fonte: http://www.arapiraca.al.gov.br/v3/noticia.php?notid=7949

    [ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

  12. AFRÍSIO ACÁCIO
    Autor: Sandoval Ferreira

    Afrísio Acácio é poeta / De rima e de precisão
    Canta forró e baião / Cumpre bem a sua meta
    Seu repertório completa / O aboio do vaqueiro
    O canto do forrozeiro / E de quem tem sofrido
    Afrísio Acácio tem sido / A voz do Brasil inteiro.

    Ele dá oportunidade / A quem está começando
    A quem cantou e tá cantando / Com talento e humildade
    Homem de simplicidade / Valoriza o toadeiro
    Puro simples, verdadeiro / Desse jeito tem vivido
    Afrísio Acácio tem sido / A voz do Brasil inteiro.

    Recordando Dominguinhos / Tocando sua sanfona
    Canta, lembra, se emociona / E toca com todo carinho
    Gosta do canto do passarinho / E da voz do violeiro
    Com verso simples ligeiro / De repente tem saído
    Afrísio Acácio tem sido / A voz do Brasil inteiro

    E assim eu me disperso / De você e dessa gente
    Pra mostrar o meu repente / Quero ter o meu regresso
    Fazer prosa, rima e verso / Com meu poema rasteiro
    E meu linguajar brejeiro / Foi bom ter lhe conhecido
    Afrísio Acácio tem sido / A voz do Brasil inteiro.

  13. Projeto Cultura na Praça Mantém a Tradição do Forró Pé-de-Serra
    Por Cláudio Roberto

    “Já trabalhei muito. Criei meus filhos e de alguma forma contribuí com o desenvolvimento de Arapiraca. Agora, aposentado e viúvo há dez anos, quero aproveitar a vida”, disse José Alves de Almeida, 70, que todas às segundas-feiras vêm de Junqueiro, participar do Projeto Cultura na Praça, na Tenda na Praça Luiz Pereira Lima, centro de Arapiraca, antiga Praça da Prefeitura.

    Coordenado e apresentado pelo sanfoneiro Afrísio Acácio, o Projeto Cultura na Praça, vem mantendo a tradição nordestina ao abrir espaço para sanfoneiros de todo o estado de Alagoas, que tocam do xote ao baião, revivendo a boa música do Mestre Luiz Gonzaga.

    Segundo Afrísio Acácio, o projeto não contempla apenas os sanfoneiros, mas também outros gêneros como aboiadores, cantores de toada, repentistas, poetas matutos e o forró pé-de-serra.

    Porém, não é apenas o forró que faz a alegria das centenas de pessoas que lotam todas as segundas-feiras pela manhã, a Tenda, mas obras literárias de cordel e esculturas em ferro, madeira e gesso, produzidas por artistas de Arapiraca, do Agreste e de todo o estado de Alagoas, que expõe suas obras.

    O Cultura na Praça ocorre às segundas-feiras, sempre a partir das 8h, em consonância à tradicional Feira Livre de Arapiraca. Segundo Afrísio Acácio, o Cultura na Praça terá suas apresentações até o dia 24 de dezembro, retornando em março de 2015.

    Fonte: Facebook de Cláudio Roberto Silva.

  14. CULTURA POPULAR – Projeto “Cultura na Praça” tem suas Atividades Encerradas, em 2014, pelo Poeta-Vaqueiro Afrísio Acácio do Acordeon
    Por Mr. Xereta

    O projeto “Cultura na Praça” apresentado pelo “Mestre”, Afrísio Acácio do Acordeon, encerrou suas atividades no dia 22 de dezembro de 2014. Estiveram presentes os amantes do forró, bem como grandes nome da música regional pé de serra, como Messias lima, Zé paulo, Derinho Santos, Marcos Lima e José Lessa (site “Forró Alagoano”), entre outros artistas como Mário Maia e o Cheiroso ( o “Amante do Brega”).

    Arapiraca/AL tem sido representado pelo poeta-vaqueiro e “Mestre” dois 8 baixos, Afrísio Acácio, que tem comandado com brilhantismo o projeto “Cultura na Praça”, sempre ás segundas-feiras atraindo turistas de todos os lugares que vem visitar a capital da RMA (Região Metropolitana do Agreste). Afrísio é natural da cidade de Campo Grande/AL e vive há 20 anos com sua família na “Terra de Manoel André”, onde o mesmo adotou como a sua segunda terra natal. Ele é casado com a sra. Alcina e é pai de tês filhos: José Arlison (o “Dj Touro”), Altamiro e Ailton. Discípulo de Luiz Gonzaga (o “Rei do Baião”) e de Josa (o “Vaqueiro do Sertão”), ele vem ganhando a vida com as suas cantorias e prosas em festas regionais e shows por várias cidades do interior de Alagoas, Sergipe, Bahia, entre outros municípios do Nordeste.

    Se você deseja contratar o “Mestre”, Afrísio Acácio, para abrilhantar o seu evento, ligue e agende a sua festa pelos seguintes telefones: (82) 9964.5284 e 8101.9483 ou pelo Facebook “Afrísio Acácio”.

    Fonte: Revista “Xereta”, janeiro e fevereiro de 2015.

  15. Projeto Cultura na Praça Retorna e Faz Homenagem ás Mulheres
    Por Cláudio Roberto (9 de março de 2015)

    Muito arrasta-pé e alegria marcaram na manhã desta segunda-feira (9), a volta do Projeto Cultura na Praça, com a apresentação de sanfoneiros de toda a Região do Agreste. Idealizado pelo Centro Cultural de Tradições Nordestinas, que tem como coordenador Afrísio Acácio, o Projeto Cultura na Praça, é realizado todas as segundas-feiras, das 8h00 ao meio dia na Tenda Cultural, da Praça Luiz Pereira Lima, antiga Praça da Prefeitura, centro de Arapiraca.

    Pelo Dia Internacional da Mulher, comemorado neste domingo (8), o projeto homenageou as mulheres com apresentações de cantoras de forró, a exemplo de Neide Morena, cantora arapiraquense que foi acompanhada pelo sanfoneiro Bastinho da Sanfona. Amantes do forró pé-de-serra, principalmente homens e mulheres da Terceira Idade, freqüentadores assíduos de todas as segundas-feiras, não pouparam energias e arrastaram os pés por toda a extensão da Tenda Cultural, mostrando ginga e disposição.

    “Venho de Igaci/AL todas as segundas-feiras. Aqui me divirto e encontro velhos amigos”, disse o aposentado José Orlando da Silva, ressaltando, que desde quando o projeto foi iniciado, ele participa. Já a aposentada, Maria Auxiliadora dos Prazeres, que mora em Taquarana, disse que vem para a casa da filha em Arapiraca, e aproveita para se divertir.

    Segundo o coordenador do projeto, Afrísio Acácio, a alegria estampada no rosto de cada frequentador da Tenda Cultural, é visível e mostra o quanto está sendo importante, além de preservar a música regional, ainda oferecer divertimento a jovens, adultos e até idosos gratuitamente.

    O Projeto Cultura na Praça recebe o apoio das Secretarias Municipais de Cultura e Turismo em parceria com o Centro Cultural de Tradições Nordestinas. No local, sanfoneiros, cantores, cantadores de coco de pandeiro, violeiros, poetas vaqueiros e declamadores, além de grupos folclóricos fazem a festa de quem comparece a tenda cultural.

    Fonte: Facebook “Cláudio Roberto Silva”.

  16. “O gosto pela música está no sangue! Isso é inegável quando se trata do cantor, compositor e sanfoneiro “Mestre” Afrísio Acácio do Acordeon e seus herdeiros. As primeiras lições já estão encantando o seu netinho, Arthur. Ele vê no instrumento de seu avô uma deliciosa e lúdica brincadeira. O futuro a Deus pertence, mas que o pequeno já está dando uns passinhos para seguir os caminhos do vovô, ah isso com certeza tá!!!” – (Lourdes Rizzatto, colunista social e fotógrafa)

    “Obrigado, Lourdes, pelo carinho que você e o seu esposo, Silvestre Rizzatto, tem pela riquíssima cultura nordestina. Peço a Deus que continue abençoando a vocês e a todos os seus familiares!” – (“Mestre” Afrísio Acácio do Acordeon)

    Fontes: jornal “Tribuna Independente” (coluna “Agreste”) e Facebook “Afrísio Acácio”.

    [ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s