JUBILEU DE PRATA DA ACALA

 

 

HOMENAGEM / Jubileu de Prata da ACALA
Uma homenagem dos administradores do blog Arapiraca Legal, Gilvan Juvino e Pedro Jorge, aos 25 anos – Jubileu de Prata – da ACALA ( Academia Arapiraquense de Letras e Artes ).

 

ACALA COMPLETA 25 ANOS
Por Almira Gouveia Alves Fernandes ( Sócia Benemérita da ACALA )

Em 14 de junho de 1987 foi criada, na Cidade de Arapiraca/AL, a Academia Arapiraquense de Filosofia, Ciências e Letras.

Um grupo de idealistas, sonhava, já há algum tempo, com essa Academia, e deve-se a esses intelectuais o surgimento de tão importante instituição para a nossa Cidade. Desse grupo, alguns já pertenciam a uma entidade esotérica, e assim, já havia um importante elo de ligação entre eles. Interessante é mencionar que, dado a precariedade de nomes para a formação do primeiro quadro de sócios, foram convidadas pessoas de outras Cidades próximas, completando então 24 acadêmicos, os quais tomaram posse oficialmente no dia citado.

Imbuídos do mais firme propósito de divulgar as Letras, havia entre eles, um acadêmico que se dedicava á Filosofia e um cientista e pesquisador. Daí a Academia intitular-se também de Filosofia e Ciências. Os patronos foram escolhidos entre nomes de arapiraquenses ilustres, sendo selecionados outros nomes de destaque nas Letras e nas Artes, nascidos em outros Municípios alagoanos.

O movimento literário, muito bem recebido na Cidade, apesar de algumas insatisfações, pois isto sempre acontece, teve como seu primeiro presidente, o Profº Oliveiros Nunes Barbosa e, como vice-presidente o Major Darcy, um iluistre e competente santanense.

Houve um período de euforia e produtividade, chegando-se até a lançar um livro intitulado Canteiro de Poesias contendo escritos dos diversos acadêmicos. Os que fundaram a primeira Academia de Letras de Arapiraca já tinham livros escritos, publicados ou não, mas não pertenciam a nenhuma outra entidade literária e, deve-se a eles, o pioneirismo de criar um sodalício na Terra de Manoel André, sendo pois os primeiros imortais do Município.

Com o passar do tempo e o falecimento de quatro sócios fundadores, bem como com a mudança de eleições de novas diretorias, a Academia, iniciada com entusiasmo e vibração, foi se tornando inoperante e esquecida, o que é costumeiro em muitos agrupamentos sociais e, até mesmo considerado próprio da psicologia de grupos.

Mas a chama criada não se extingiu e, em 20 de dezembro de 2000, estimulado por vários colegas acadêmicos, o Profº Oliveiros, retornando a presidência da instituição, injetava sangue novo, dando posse a quatro novos sócios efetivos, os quais ocuparam cadeiras vazias com o falecimento de quatro saudosos fundadores.

Novamente o sodalício reergue-se, passando então por modificações do estatuto, inclusive tendo o nome original mudado para ACALA (Academia Arapiraquense de Letras e Artes). Tudo isto foi realizado partindo de reuniões, debates e estudos, sempre com o firme propósito de permanecer o ideal de seus fundadores. Os novos rumos da Academia foram consagrados 14 anos depois de sua fundação, ou seja, no ano de 2001.

Agora, a ACALA comemora 25 anos de fundação e pode-se dizer que continua atuante e altiva, servindo de estímulo literário, não só para o Município, mas para toda a região, estendendo sua fama até Cidades mais distantes, como Maceió, São Miguel dos Campos e Penedo/AL.

È notório o esforço que se tem empreendido, principalmente através das diretorias, para despertar o gosto pela Literatura nas escolas, promovendo concursos literários, levando os acadêmicos ás escolas públicas e particulares, bem como trazendo alunos e professores para tomarem conhecimento dos trabalhos acadêmicos.

Também, durante esse segundo período de atividade, a nova academia, ou melhor dizendo, a ACALA, tem tido maior interesse de lançar e difundir não só os livros novos de seus sócios, mas também de outros escritores.

Novos escritos e trabalhos literártios são sempre apresentados nas reuniões ordinárias e palestras de ilustres convidados são feitas em reuniões extraordinárias. É bom citar também o estímulo que a ACALA empresta a grupos teatrais, corais, recitais de canto e poesia, além de mostras de artistas plásticos e escultores, inclusive, trazendo para o seu quadro de sócios, não só pessoas ligadas ás Letras, mas ás Artes de um modo geral.

A ACALA, há 10 anos (14 de junho de 2002), publica um informativo anual de suas realizações, em formato de revista, o qual é totalmente patrocinada por empresários abnegados. É um documentário importante e muito bem acolhido, sendo sempre ponto de comentário satisfatório não só em Arapiraca/AL, mas em outros Municípios, recebendo valorosos elogios de sodalícios, até de outros Estados.

Lamentamos a saída de alguns veneráveis sócios fundadores que, por motivos diversos e pessoais, abandonaram as fileiras da ACALA mas, não se pode negar o quanto seria importante a permanência dos mesmos.

Hoje, a ACALA conta com algumas das suas atuais 40 cadeiras vagas, o que também deveria ser preenchido, pois sempre é muito importante e benfazejo o ingresso de novos sócios, que traz esperança e força para todo e qualquer associação humana.

Outrossim, é lamentável a ausência de vários sócios que, talvez por falta de motivação, deixam de comparecer ás reuniões ordinárias da ACALA. Reconhecemos o quanto é difícil manter-se uma alta frequência nesse tipo de organização e sabemos que esse mal assola também as grandes academias, até da capital. Porém, temos que registrar o interesse de alguns, vindos de outras Cidades, fazem todo o sacríficio para se fazerem presentes e participativos nas reuniões. Gostaríamos messmo de citar o caso exemplar do acadêmico Antônio Carlos da Conceição, o qual contando bem mais de 90 anos de idade, se desloca mensalmente de Aracaju/SE para se fazer presente e atuante nas reuniões ordinárias da ACALA. É um exemplo de dedicação á causa acadêmica, que deve ser mostrado e aplaudido.

Não é fácil manter-se uma academia de Letras em funcionamento, mesmo recebendo alguns incentivos, como é o caso da ACALA, que até foi contemplada com uma nova sede, cedida, por comodato, pela Prefeitura Municipal de Arapiraca. Outras benesses também têm sido concedidas pela municipalidade, como foi a participação efetiva da ACALA na V Bienal do Livro em 2011, em Maceió/AL, o que, sem o apoio do prefeito Luciano Barbosa e sua equipe, não teria sido possível.

Sabemos que existem projetos e planos para uma maior atuação da ACALA e, que a diretoria pretende fazer muito mais pelas Letras, porém, os sonhos tornam-se inviáveis e impossíveis.

De qualquer modo está de parabéns a nossa ACALA e, nessa data, quando se comemora 25 anos de sua existência e, assim engalana-se no seu Jubileu de Prata, vamos festejar com palmas e vivas, almejando sempre tempos melhores, mais interesse da população pelas Letras e Artes e mais estímulo para a realização de grandes feitos.

Parabéns especiais ao seu presidente atual, o Profº Cláudio Olímpio, que vem a frente da ACALA há alguns anos, dando o melhor dos seus esforços para mantê-la atuante, e agora está tendo a oportunidade única de comandar as festividades de prata de tão importante entidade cultural.

Vamos tocando em frente, conclamando os sócios para mais dinamismo e atenção, a fim de que a ACALA, cada vez mais, mostre a pujança e a força das Letras e das Artes nesta terra abençoada e progressista de Manoel André.

[ Fonte: “Informativo da ACALA” Nº 11, junho de 2012 ]
VINTE E CINCO ANOS ESCREVENDO HISTÓRIAS
Por Antônio Machado ( Membro da ACALA )

A história é como a saudade, liga o passado ao presente, e tem seus alicerces plantados nas muralhas do tempo, feitas pela ação do homem desde seu limiar na face da terra, até os dias atuais, nas pegadas deixadas, o homem continua sendo o maior construtor da história, isto é inegável; uns fazem a história, outros escrevem a história, daí o objetivo precípuo da ACALA; escrever a história de hoje centrada no passado para melhor se direcionar, e projeta-se no futuro como receptária dos fatos ocorridos na sociedade. Registro prazerosamente, que, aos 14 de junho de 1987, exatamente há 25 anos, nascia para o futuro a ACALA (Academia Arapiraquense de Letras e Artes: fadada ao crescimento, á Cultura, ao progresso, a registrar os fatos e os feitos dos homens e mulheres, escrevendo e fazendo história é o êmulo do tempo, repositórios dos fatos, testemunha do presente, advertência do porvir.

E, assim, se foram 25 anos… Um quartel de século, a ACALA; saiu de seu anonimato, e projetou-se no futuro, graças ao denodo e a inteligência dos seus membros, pois se nem todos possuem cursos superiores, porém, seus escritos nada deixam a desejar, haja vista talento não lhes faltar nesta caminhada de 25 anos escrevendo a história, informando, formando e divertindo tem sido ao mesmo tempo guardiã da língua pátria no zelo pela preservação dos valores culturais em consonância com as mudanças que o tempo requer. Não foi fácil se chegar ao topo desta jornada de 25 anos, sabemos que ocorreram muitos recuos e poucos avanços, porque tudo foi proveitoso, se nos jogaram pedras, juntamo-las na construção do futuro, não fizemos tudo e nem vamos fazer, mas fizemos o que pode ser feito, sentenciava o bem aventuraado Pe. Tiago Alberione: “Nem tudo se pode fazer, mas quando se faz aquilo que se pode, Deus vem a fazer aquilo que falta”.

Não podemos esquecer áqueles que tanto nos ajudaram e, já estão noutra dimensão, porém, deixaram suas pegadas em escritos e, no companheirismo da convivência “acaliana”, que hoje é uma família. Agora, quando essa entidade cultural das Letras compostas pelo quadro de escritores que a compõe, garbosamente comemora seus 25 anos de atividades, mister se faz que, se promova uma asssembleia junto á sociedade, onde os segmentos de várias classes possam oferecer seu contributo a ACALA; para sua nova arrancada na busca de novos horizontes e novas conquistas, porque nosso sucesso está também atávico a sociedade. Escreveu acertadamente o político Dr. Luciano Barbosa, magistralmente, prefeito da Cidade de Arapiraca/AL, que: “Escrever a história dos homens é tão importante quanto o registro da particpação dos amigos. Porque é deles muitas vezers, a narrativa de nosso sucesso”.

O mundo hodierno exige do homem do século XXI, a celeridade, inteligência com capacidade de discernir o joio do trigo, e os trabalhos literários que escrevemos, devem ser pautados na formação dos jovens, na orientação aos adultos e na perspectiva de um futuro promissor, este tem sido o fanal da ACALA; nos seus 25 anos de existência, o pensador romano, Terêncio, nos legou esta máxima latina: “habent sua falta libell” (“os livros têm os seus destinos, os seus fadários”).

[ Fonte: “Informativo da ACALA” Nº 11, junho de 2012 ]
ACALA NO JUBILEU DE PRATA
Por Judá Fernandes de Lima ( 1º Vice-Presidente da ACALA )

1
Em vinte e quatro de junho / A fundação da ACALA
Vamos então comemorar / Com discursos e muita fala.
2
É o Jubileu de Prata / Da querida Academia
Que faz um quarto de século / Vendo as Letras todo dia.
3
Merece uma grande festa / Expressiva data da ACALA
Academia que sempre escreve / E que também não se cala.
4
Movimentos culturais / Têm suas oscilações
Expostas ao tempo e ao vento / Sofrem as suas mutações.
5
ACALA – História e Vida / Livro que veio mostrar
A criação da sociedade / E seus feitos relembrar.
6
O informativo da ACALA / Dez anos agora já fez
Bom trabalho literário / Que tem vida, voz e vez.
7
Pois a nossa Academia / Fazendo Literatura
Está no caminho certo / Para manter a postura.
8
O nosso presidente Cláudio / Destemido timoneiro
Comanda com maestria / E segurança o veleiro.
9
Aproveito a oportunidade / Para fazer um apelo:
Frequente a nossa entidade / Tão carente do seu zelo!
10
Vamos soprar a velinha / Desta passagem vibrante
Cantando o hino da ACALA / Com o coração exultante.
11
Com alegria inusitada / Assim desejo saudar
E parabéns efusivos / E aplausos manifestar.
12
Deus salve a nossa Academia / E tenha um futuro promissor
Promovendo a comunidade / Mais letras com mais amor.
***********************************
Doze foram as quadrinhas / Escritas com muito prazer
Para marcar solenidade / Das Letras e Artes do Saber.

[ Fonte: “Informativo da ACALA” Nº 11, junho de 2012 ]

 

 

ACALA (Academia Arapiraquense de Letras e Artes) Comemora Jubileu de Prata / Solenidade foi realizada no Teatro do Sesi e contou com a presença de autoridades e convidados
Por Roberto Gonçalves

A ACALA (Academia Arapiraquense de Letras e Artes) comemorou na última sexta-feira, 15 , os seus 25 anos de fundação. O ato solene muito prestigiado pela sociedade alagoana e arapiraquense foi realizado no Teatro do Sesi no bairro Primavera e contou com a presença de autoridades, intelectuais e convidados além de familiares dos acadêmicos.
O ato marcante da solenidade foi à posse do novo sócio efetivo o escritor e professor, Cícero Galdino dos Santos e a entrega da comenda Judá Fernandes Lima para várias autoridades a exemplo do escritor Francisco Reinaldo Amorim de Barros, autor do ABC das Alagoas que está prestes a lançar a sua segundo edição atualizada.

Na solenidade, foi lançado a 11ª edição do informativo da entidade cultural e o acadêmico Judá Fernandes Lima fez a saudação ao novo sócio efetivo da ACALA. A solenidade serviu para a posse dos novos sócios beneméritos a exemplo do chefe de gabinete do Governo Municipal, Josivan Vital que representou o prefeito Luciano Barbosa na solenidade.
Outros novos sócios beneméritos empossados na solenidade do Jubileu de Prata da ACALA, o tabelião Cícero Tadeu Ribeiro, o médico, Sandro Luiz Machado, a empresária Rita de Cássia Souza Barbosa Nunes e o sócio honorário, radialista José Silva Rocha.

Na abertura da solenidade, o cantor e acadêmico Manoel Tenório, cantou o Hino Nacional Brasileiro e em seguida o Hino da entidade de cultura. A solenidade contou com a presença do desembargador Juarez Marques Luz, do presidente da Academia de Letras de Penedo, Valfredo Messias, Claudemiro Avelino de Souza representando Associação dos Magistrados Alagoanos – Almagis, empresário, Wilton Malta, vereadoras por Arapiraca, Graça Lisboa e Gilvânia Barros. O advogado, Maurício Fernandes dos Santos, representou na solenidade a OAB (Ordem dos Advogados do Brasil / Seccional Arapiraca).
O acadêmico Ronaldo Oliveira fez a saudação aos novos sócios honorários e beneméritos e o acadêmico Antônio Carlos Conceição fez a apresentação do Informativo da ACALA. Em seu discurso, ressaltou a importância da ACALA para a Cultura alagoana e arapiraquense, afirmando que a entidade se projeta no cenário da cultura alagoana como um desafio e, em cima dos desafios é que projetamos a alma.

A cerimônia foi presidida pelo presidente da ACALA, escritor e professor, Cláudio Olimpio dos Santos, que em seu discurso ressaltou a importância da ACALA para a Cultura e como instrumento ativo em Arapiraca dedicado a Cultura e a Educação. O presidente fez um relato das atividades da entidade e um histórico dos seus 25 anos de atuação na terra de Manoel André.
O momento artístico contou com a apresentação do cantor e acadêmico Manoel Tenório e do comediante penedense, Ronaldo Luiz dos Santos. A cerimônia teve como mestre, o acadêmico, Carlindo de Lira Pereira. Após a solenidade foi servido um coquetel aos convidados.

[ Fonte: bobgonsalves.blogspot.com.br, postado em 17 de junho de 2012 ]

[ Editado por Pedro Jorge ]

2 Respostas para “JUBILEU DE PRATA DA ACALA

  1. Evento especial para mim e também marcante foi o da solenidade de Jubileu de Prata da ACALA, bem descrito em cordel pelo Dr. Judá Fernandes e comentado por Drª Almira e o Prof. Antônio Machado nos seus artigos fascinantes do Informativo nº 11, ano 11, de junho de 2012. Parabéns escritores por terem abordado e descrito um tema tão importante para todos nós que abraçamos a Cultura!

  2. Vejamos o quanto é importante a participação da imprensa, dos meios de comunicação em geral, incluindo um dos mais abrangentes e rápido que é a internet, através de blogs. O Dr. Roberto Gonçalves, atencioso e prestativo como sempre, concluiu o brilhantismo da festa da ACALA com a divulgação em jornais e blogs. Agradeço a todos e ao blog Arapiraca Legal pelo amplo apoio que vem prestando aos temas vinculados a nossa história literária.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s