Monsenhor Aldo de Melo Brandão


Frase:

“Sou feliz porque sou padre: esta á a sublime missão do padre fazer todos felizes na caridade e no amor de Jesus e Maria e nossos santos padroeiros”
Mons. Aldo de Melo Brandão

SOU FELIZ, PORQUE SOU PADRE
Por Mons. Aldo de Melo Brandão

Com idade de 15 anos entrei no Seminário Diocesano de N. S. da Assunção – Maceió/AL, onde passei 12 anos estudando desde o primeiro ano ginasial até o curso filosófico e teológico.

Tive como reitor – Dom Adelmo Machado, penedense homem cheio de santidade e ciência, autodidata que nos acompanhou em todo Seminário Menor; Pe. Antônio Assunção que nos acompanhou no Seminário Maior que concluí sob a direção do Mons. José Luiz Soares até o final dos nossos estudos seminarísticos.

O meu tempo de seminário foi um tempo muito feliz. Entrei no Seminário com muita dificuldade – o meu estudo foi muito fraco, em razão de minha pouca condição financeira, trabalhava mais do que estudava. Consegui entrar no primeiro ano ginasial, com muito esforço e para isso usei bastante a minha força de vontade e com o ideal que tinha consegui vencer os quatro anos ginasiais.

Entrei no Curso Científico e comecei a melhorar, mais tinha muita dificuldade no estudo de Latim que tinha aulas diárias e achava muito difícil. Com a graça de Deus venci todas as etapas sem repetir ano, nem ficar para segunda época como era meu grande desejo, que realizei.

Todo tempo, a partir do 3º ano fui convocado pela diretoria do seminário para exercer o cargo de Prefeito de Disciplina das 1ª e 2ª divisões dos alunos das 1ª a 8ª séries, isto aconteceu durante nove anos. Muitos seminaristas não gostavam de mim, porque me achavam muito “exigente” mais eu procurava realizar dentro da justiça o que os superiores desejavam em disciplina para os futuros padres, por esta razão fui obrigado a fazer alguns sacrifícios (como não ter um quarto separado dos seminaristas maiores e dormia sempre nos dormitórios).  

No dia 22 de novembro de 1954 fui ordenado sacerdote (para sempre) por Dom Frei Felício da Cunha Vasconcelos para exercer a minha função sacerdotal como sacerdote católico na Diocese de Penedo.No meu período de seminarista principalmente nos Cursos Filosófico e Teológico, me distingui como catequista. Exerci esta função em Maceió/AL no Sanatório dos Tuberculosos por diversos anos. Fui catequista dos bairros Reginaldo e Jacintinho, sem perder um domingo durante seis anos. O meu procedimento era diferente dos demais catequistas que sempre perdiam a catequese nas vésperas das provas. Para não ser prejudicado trocava os dias pelas noites estudando até alta horas da madrugada, e assim sempre estava presente na catequese.Tenho certeza que por este sacrifício recebi muitas bênçãos de Deus. Durante as férias catequizava em Penedo/AL nos bairros Santa Cruz, Santa Luzia e Oiteiro. Durante esta catequese iniciei a construção da Igreja do Senhor do Bonfim e por esta razão o bispo Dom Fernando Gomes prolongou as minhas férias porque eu estava muito cansado e fui residir até o final do mês na residência episcopal.

Ordenado sacerdote comecei minha vida apostólica: fui Diretor Diocesano do Ensino Religioso da Diocese de Penedo, que naquela época abrangia os territórios da Diocese de Penedo e da atual Diocese de Palmeira dos Índios/AL.

Visitei todas as paróquias da grande diocese, realizando uma semana catequética em cada uma delas. Eram verdadeiras missões. Em cada Paróquia fundei a Congregação da Doutrina Cristã. O Bispo Dom Frei Felício da Cunha Vasconcelos me deu total apoio. Com pequenas exceções fui muito bem recebido por todos os colegas das paróquias.

Fui nomeado diretor do jornal “O Apóstolo” e poucos meses depois da emissora de rádio Rio São Francisco. Recebi a minha primeira nomeação, a meu pedido como pároco de Coruripe/AL, onde passei muito feliz durante cinco anos procurando levantar a Paróquia e a sua grande obra social intitulada “A Casa do Pobre”, recebendo o apoio de todos. Em seguida
substituí o vigário de Piaçabuçu/AL que era de outra diocese: Pe. Luiz lima que voltou para a sua diocese de origem.

Fui nomeado por Dom José III de Souza como pároco da Paróquia de São Francisco de Bórgia com sede em Piaçabuçu onde passei verdadeiramente feliz durante seis anos. Fundei em Piaçabuçu a “Cidade de Nazaré” para meninas, que continua funcionando. Atualmente não pertence mais a paróquia porque o Bispo Dom Valério Breda cedeu para a Prefeitura
Municipal.

Pe. Luiz Barbosa, pároco da Paróquia de Santa Luzia em Penedo/AL, por motivos pessoais me consultou se desejava ceder a paróquia de Piaçabuçu/AL e ele renunciaria a de Santa Luzia, consultando, é lógico o bispo diocesano a respeito. Dom José III aceitou plenamente a proposta. Tomei posse da Paróquia de Santa Luzia onde passei 18 anos.

Na Paróquia de Santa Luzia meu trabalho fui muito intenso e eu estava muito feliz em razão também por que em Penedo estava a Escola Profissional “Lar de Nazaré” para crianças abandonadas, jovens e adolescentes de risco. Uma creche para 25 crianças intitulada “Alda de Melo Brandão”. Tudo funcionava muito bem porque eu estava presente cotidianamente.

Fiquei muito feliz com o acontecido, comecei meu trabalho na Colônia Pindorama que estava progredindo. Construí Igrejas em quase todas as aldeias. As minhas viagens eram semanais com muito sacrifício, mas com muita alegria. Tínhamos uma ótima equipe, inclusive o atual pároco da  Concatedral Pe. Murilo Santos. Esta equipe me ajudou na catequese e na organização litúrgica. ouve um grande progresso em toda Pindorama com duas missas dominicais. As missas que eram realizadas nas escolas foram substituídas por missas nas igrejas recém-construídas.

O Bispo Dom José III deixou a Diocese de Penedo, que foi substituído por Dom Constantino Lêurs. Fui convidado por Dom Constantino para a Paróquia de N. S. do Bom Conselho em Arapiraca/AL. Assumi no dia 22 de fevereiro de 1985, dia da inauguração da Igreja da Concatedral, na presença do Excelentíssimo Senhor Cardeal Arcebispo de São Salvador Dom Avelar Vilela Brandão, dos arcebispos de Maceió/AL e Aracaju/SE, de todos os padres da diocese e de vários padres de outras dioceses. O meu trabalho foi intenso nesta paróquia principalmente na sua sede.

Para a parte física da Igreja com ajuda de todos paroquianos comprei um carrilhão de sinos, fiz diversas modificações no serviço de som, que não é bom ainda por culpa da acústica que é péssima. A grande obra do meu paroquiano foi á construção de uma casa paroquial com um andar para residência dos padres. Construí várias Igrejas “todas grandes” em todos os bairros da cidade de Arapiraca.

No dia 2 de fevereiro de 2009, o Sr. Bispo Diocesano me solicitou a Paróquia para entregar ao Pe. Murilo Santos, que seria o pastor a partir daquela data. A minha missão é obedecer ao Bispo e imediatamente estava pronto a realizar sua vontade com alegria porque é um princípio da minha vida: quem obedece aos superiores está no caminho certo.

É natural que eu sinta saudade, é um sentimento humano, principalmente quando se sente ainda válido para prestar serviços á Igreja, como no meu caso. Continuarei com 2 Capelas queridas: N. S. da Conceição e N. S. do Rosário a serviço do povo com obras sociais, que são as seguintes:
* Escola Profissional Lar de Nazaré (nascida em Penedo/AL);
* Creche Alda de Melo Brandão (em Penedo);
Em Arapiraca:
* Creche Meu Lar;
* Casa da Menina;
* Unidade de Recuperação Nutricional;
* Marcenaria Jesus e José (inaugurada em 12 de outubro);
* Capela da Divina Providência;
* Rádio Comunitária “A Voz do Povo, A Voz de Deus;
* Escritório das Obras Sociais;
* Fábrica de Doces e Salgados;
* Residências para moradores do Complexo;
* Criatórios de Peixes, Porcos e Galinhas;
* Escritório e sede da revista “O Mensageiro”;
* Escola de Informática.

A Paróquia de N. S. do Bom Conselho nos cedeu dois boxes onde funciona a lanchonete e a livraria que ajudam na manutenção das obras sociais, juntamente com o aluguel de um box.

Menção Especial

Uma grande homenagem a minha querida mãe, Alda de Melo Brandão – a grande causa juntamente com meu pai Manoel Caetano de Águia Brandão da minha existência e da minha vocação sacerdotal.

Meu pai faleceu quando eu tinha apenas nove anos de idade e minha mãe morreu com 86 anos, depois de ter acompanhada a minha trajetória seminarística e sacerdotal – ela é a grande heroína da minha vida – que ela esteja gozando no céu o grande bem que fez na terra.

Meu agradecimento as pessoas que me ajudaram desde o início dos trabalhos eclesiais e sociais de maneira especial Maria do Espírito Santo, Zita Calumby, Maria do Socorro Silva Lira e todas as outras pessoas que se doaram e se dedicaram com todo amor e carinho.

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, novembro de 2009 ]
 
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
MOMENTOS DE ANIVERSÁRIO DA RÁDIO 105, 9 FM – ESSA É LEGAL!
Por Equipe da revista “O Mensageiro”
 
Aos 87 anos e com as sua limitações, ele sempre nos surpreende com sua força, fé e mor pelo próximo, e pede pra que não percamos a coragem de lutar e não deixemos suas obras sócia acabarem, esse foi um dos momentos de grande emoção no último dia 12 de outubro na missa em ação de graças a Nossa Senhora  Aparecida e pelo aniversário da rádio – celebrada pelo nosso idealizador e pelo nosso querido padre Eugênio Alexandre, na oportunidade estavam presentes, os voluntários, ouvintes e sócios colaboradores.
 
13 anos da rádio comunitária “A Voz do Povo, a Voz de Deus – 105,9 FM”, que vem prestando um relevante trabalho de radiodifusão comunitária a comunidade arapiraquense; Casa da Menina que abriga crianças e adolescentes a mais de 15 anos e Unidade de Proteção a Criança Desnutrida que acolhe crianças de 0 a 5 anos, com o apoio da Prefeitura Municipal de Arapiraca/AL.
 
Monsenhor Aldo, não iremos deixar o seu legado de mais de 50 anos dedicados as causas sociais em prol da criança e do adolescente morrer!
 
[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, novembro de 2014 ]

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

O MENSAGEIRO – Editorial
Por mons. Aldo de Melo Brandão e radialista Leandro Inácio

Estamos iniciando o mês de novembro e nos aproximando do final do ano. Este mês é para muito importante para mim, pois no próximo dia 22, estarei comemorando 61 anos de sacerdócio – com total dedicação a Deus, a sua Igreja Católica Apostólica Romana e ao seu povo.

Hoje estou com 87 anos de vida e comemorando 61 anos de padre, o que é para mim um presente Divino e só tenho a agradecer a Deus por ter me dado forças e proteção durante toda esta missão. Missão esta que tenho procurado seguir com muito amor, fé e carinho.  Nestes 61 anos de padre, passei por várias Paróquias á exemplo de Penedo/AL e por último Arapiraca/AL, onde estive por muitos anos á frente da Paróquia de N. S. do Bom Conselho.  Durante a minha passagem por Penedo – minha cidade natal -; fundei o Lar de Nazaré, com o objetivo de acolher e ajudar e acolher jovens que viviam em situação de risco, dando a eles um lar, evangelização, comida e estudo, os trabalhos lá são realizados até hoje; fui um dos fundadores da emissora de rádio São Francisco, em Penedo – uma rádio voltada á
evangelização e ao povo de Deus -; levando informações e prestação de serviço á população. Esses são apenas alguns exemplos dos trabalhos que desenvolvi naquele município.

Vindo para Arapiraca continuei com o meu trabalho social, ajudando aos menos favorecidos da nossa cidade e região. Construí ao lado da Concatedral um pequeno albergue, para acolher as pessoas que viviam em situação de risco nas ruas, dando a eles um lugar seguro para passarem a noite e refeição. Trouxe para Arapiraca a extensão do Lar de Nazaré, fundando, assim, a Casa da Menina, onde com a ajuda dos fiéis fundamos a Fundação Assistencial e Radiofônica Lar de Nazaré. No ano de 2001 inauguramos a rádio “A Voz do Povo, a Voz de Deus” – 105,9 FM. Uma rádio comunitária legalizada e divulgadora de nossa obras sociais – onde levamos aos nossos ouvintes prestação de serviço, utilidade pública, informação e evangelização. Nossa emissora é mantida graças a vocês sócios e aos nossos
voluntários.

Fundamos ainda a UREN (Unidade de Recuperação a Criança Desnutrida), onde com a ajuda de voluntários e da Prefeitura Municipal de Arapiraca, atendemos crianças de nossa cidade e de toda a região gratuitamente. Construí a Creche Meu Lar, ao lado da Casa da Menina, para beneficiar os pais e crianças do bairro Capiatã e adjacências. Tudo isso está sendo administrado pela Prefeitura por meio de um comodato, com exceção da rádio comunitária, que é mantida pelos sócios.

Hoje por conta da minha idade tenho as minhas limitações, a saúde já não é mais a mesma, mas continuo lutando e seguindo com a minha missão, até quando for da vontade de Deus. Mesmo depois da minha morte peço que não desistam de ajudar as obras sociais que fundei – todas elas são de vocês, arapiraquenses.

Que o nosso Deus de infinita bondade, N. S. das Graças e todos os Santos derramem infinitas bênções sobre todos nós!

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, novembro de 2014 ]

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 
 Nota: Contribua com as Obras Sociais do Mons. Aldo de Melo Brandão, assinando a  Revista “O Mensageiro” .
Contatos – Lindurval                                                                                                                                                       Telefones:Celulares – 9935.2338 ( TIM ) / 9116.7068 ( Claro )
Anúncios

8 Respostas para “Monsenhor Aldo de Melo Brandão

  1. COMENTAR ALGO SOBRE ESTA ILUSTRE PERSONALIDADE CHAMADA PADRE ALDO, É DIZER EM POUCO ESPAÇO A IMENSIDÃO DE UM GRANDE HOMEM, PERSONALIDADE EXEMPLAR, SANTO PADRE, QUE TEM SUA VIDA DEDICADA A SERVIR A HUMANIDADE, COM SEU JEITO SIMPLES, MUITO ORGANIZADO E CONHECEDOR. UM A BRAÇO DESTE ILUSTRE FILHO PENEDENDE QUE TE ADMIRA MUITO.

  2. Olá! Li a mensagem e a vida do Padre Aldo, tive o prazer de conhecê-lo nos movimentos sociais, sei que a nossa sociedade ainda está cheia de discriminação com os seus semelhantes ou convicções políticas, sociais e religiosas, antes de participar da Igreja da Assembléia de Deus, ia não com muita frequência para a Igreja católica, na verdade nunca foi muito presente nessas questões religiosas, admiro muito quem consegue caminhada nessa estrada, hoje ainda não me vejo assíduo nessa questão,mas, tenho certeza que temos um Deus cheio de Misericórdia e compaixão por todos nós. Creio que Jesus Cristo veio para Libertar e não para Oprimir, assim como vemos em vários setores, inclusive nas religiões, mas, nem por isso vou julgar o meu semelhante porque participa da igreja A ou B. Parabéns Padre Aldo, que Deus possa sempre te proteger e te ajudar a concluir essa sua caminhada.
    Um abraço fraternal com Jesus!
    Prof. Marivaldo Vitório Mota
    Arapiraca-AL
    Contato; 82 9956 8259
    DEUS ESTÁ NO COMANDO!!

  3. EDITORIAL – Revista “O Mensageiro” (dezembro de 2014)
    Por Mons. Aldo de Melo Brandão e radialista Leandro Inácio.

    O ano está terminando, estamos vivenciando os últimos dias de 2014, Está chegando o Natal e o Ano Novo, momentos de grandes reflexões, épocas de pensarmos em tudo que fizemos e no que eu pôde ser realizado durante o ano que está se findando. Para que o ano que se aproxima possa ser vindouro e cheio de boas realizações, temos que fazer uma avaliação do bem que fizemos, do que recebemos de bom e de tudo que não deu certo ou não se concretizou.

    No Natal comemoramos o nascimento do Menino Jesus, o nosso Salvador, Protetor e Pai de infinita bondade, por isso temos que estudar e conhecer o verdadeiro sento desta importante data festiva. O verdadeiro sentido natalino é a celebração do nascimento de Jesus Cristo, que veio ao mundo para a nossa salvação, infelizmente nem todo sabem disso e comemoram o Natal somente com festas arregradas de muita bebida, comidas, troca de presentes e sem ao menos se lembrarem do valor real do dia que estão celebrando.

    É também durante o período de final de ano, que muitas pessoas resolvem fazer as pazes umas com as outras e, isso é bonito, sem dúvidas, mas não é o suficiente, temos que procurar viver em paz com os outros todos os dias, durante todo o ano, e ao fazermos as pazes ou nos reconciliarmos com outra pessoas, isso precisa ser feito com o coração, ou seja com e por amor ao próximo, o perdão precisa ser sincero e de toda a mágoa precisa ser extinta do coração. Se perdoamos e pedimos perdão aos outros, seremos mais felizes e poderemos viver em paz e harmonia, e é isso que Deus nos pede e nos ensina, pedir perdão e perdoar é ser humilde e o próprio Deus nos pede para sermos humildes.

    Façamos uma retrospectiva, de todas as coisas ás coisas que vivemos e fizemos ou que deixemos de fazer no ano que está terminando, e que possamos traçar desde já planos para a concretização dos nossos sonhos pra o ano que está se aproximando, colocando Deus sempre no comando de tudo. Um feliz natal, cheio de paz e bênçãos para todas as famílias! Um Ano Novo de muito amor, prosperidade, paz, boas realizações, alegrias e bênçãos de Deus e de Nossa Senhora para todos!!!

    Fonte: Revista “O Mensageiro”, dezembro de 2014.

    [ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

  4. Comentários:
    1 – “Mons. Aldo, 88 anos! Parabéns meu guerreiro, minha referência de respeito, caráter…. Gratidão por tudo que me ensinou, muito orgulho da mulher que me tornei graças aos ensinamentos e oportunidades que tive neste lar chamado Casa da Menina, obrigada pelas vidas que cuidou protegeu e educou durante esses mais de 50 anos voltado ao trabalho social!” – (Rejane Barros)

    2 – “Parabéns, Monsenhor Aldo, pelo seu carisma e dinamismo! Pelo seu aniversário, uma bênção, uma dádiva de nosso Criador! Que Deus ilumine seus caminhos e sua vida, que o amor ao próximo, prevaleça, em seu coração, como sempre!!! Feliz Aniversário!!! – (Leõnia Ribeiro)

  5. “Parabéns, Monsenhor Aldo, pelo seu carisma e dinamismo! Pelo seu aniversário, uma bênção, uma dádiva de nosso Criador! Que Deus ilumine seus caminhos e sua vida, que o amor ao próximo, prevaleça, em seu coração, como sempre!!! Feliz Aniversário!!! – (Leônia Ribeiro)

  6. NOTA DE ESCLARECIMENTO

    Esclarecemos a todos, que às obras Sociais fundadas na cidade de Arapiraca/AL, pelo saudosíssimo Monsenhor Aldo de Melo Brandão: Casa da Menina, Rádio A Voz do Povo, A Voz de Deus 105,9 FM, Unidade de Recuperação à Criança Desnutrida e Creche Meu Lar, continuam funcionando e independentemente do resultado da decisão judicial que será decidida nos próximos dias, quanto a administração de todo O Complexo Mons. Aldo de Melo Brandão, onde estão situadas as instituições acima mencionadas, todo o trabalho Social já existente será mantido, mesmo que o Complexo fique sobe à responsabilidade do Lar de Nazaré, instituição fundada na Cidade de Penedo-AL, também pelo Monsenhor Aldo.

    Quaisquer informação, sobre o fim das Obras Sociais do Monsenhor Aldo em Arapiraca ou sobre “troca” de instituição, não passam de especulações e boatos. Nos últimos dias de vida de Monsenhor Aldo, um dos seus pedidos sempre foi de que não deixassem que suas Obras Sociais “morressem” junto com ele e que todos se unissem para que seu trabalho tivesse continuidade. A Rádio Comunitária 105,9 FM Passará a ser administrada nos próximos dias, atendendo a um dos últimos pedidos do Mons. Aldo, pelo Padre Redentorista, Eugênio Alexandre, pároco da Paróquia de Cristo Redentor, bairro Eldorado.

    A Direção.

  7. “Um grande religioso.e missionário. Com seu trabalho social. fez o que pode.. Ele conseguiu ajudar muitas jovens Adolescentes. e a muitos jovens. semeou muitas sementes. Fique no Repouso Eterno, Monsenhor Aldo!!” – (Maria de Fátima)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s