ARTIGOS por Pedro Jorge 3 (Revista “O Mensageiro” – 2014)

[ Arte (crédito): Paulinho da Julita – Girau do Ponciano/AL ]

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

11. CULTURA NA PRAÇA – Por Pedro Jorge*

Todas as segundas-feiras das oito ao meio dia é realizado o projeto “Cultura na Praça” no palco localizado na praça Luiz Pereira Lima (antiga “praça da prefeitura”). Idealizado e apresentado por Afrísio Acácio do Acordeon este tradicional evento artístico-cultural conta com o apoio da Secretaria Municipal de Cultura e Turismo de Arapiraca/AL e tem como finalidade dar voz e vez aos artistas de nossa região: poetas-declamadores e cordelistas; poetas-vaqueiros e trovadores; cantadores de coco de pandeiro; violeiros-repentistas; sanfoneiros e cantores; tocadores de vialejo e de concertina; orquestra sanfônica, bandas de pífanos e grupos folclóricos.

Com um público fiel – verdadeiros apreciadores do legítimo forró pé de serra -, este projeto presenteia a todos com as participações de diversos artistas consagrados de nossa cidade e de outras localidades: Afrísio Acácio, Bastinho da Sanfona, Basto Peroba, Zé do Rojão (in memoriam), Messias Lima, Zé Paulo, Ditinha da Sanfona, Maxsuel do Acordeon, Nelson Rosa, Moisés do Forró, Noel Calixto, Zé Moreira, Ednaldo do Acordeon, Claudemir, Milson do Acordeon, Alcina Barbosa, Curió & Verde Linho, Severo do Acordeon; os populares-românticos: André Ribeiro, Cheiroso de Alagoas, Mário Maia e Laércio Moreno; entre outros.

Sobre Afrísio Acácio
O “poeta-vaqueiro”, Afrísio Acácio, nasceu em Campo Grande/AL no dia 12 de agosto de 1949. Atualmente reside em Arapiraca/AL e vem dando uma grande contribuição para a cultura regional – dirigindo o CTNA (Centro de Tradições Nordestinas de Arapiraca) e comandando o Projeto Cultura na Praça. Afrísio Acácio do Acordeon é poeta, vaqueiro, radialista, compositor, sanfoneiro e cantor, além de um grande divulgador da cultura nordestina e defensor do genuíno forró Pé-de-Serra – proporcionando a todos nós a oportunidade de ter um contato direto com as nossas raízes culturais.

Os primeiros contatos do “Mestre Afrísio Acácio” com a música foi escutando os programas de Josa, “O Vaqueiro do Sertão”. Desde criança sonhava em ser músico, mas o seu pai não queria que ele se tornasse um artista. Seus mestres foram: Zé Maraba e Sabino da Sanfona, e as suas principais influências musicais foram Luiz Gonzaga (1912-1989); Josa, “O Vaqueiro do Sertão”; Jacinto Silva; Trio Nordestino; Marinês (1935-2007) & Sua Gente e Zé Nílton. Ele foi vereador em Campo Grande por duas legislaturas; 1983/1988 e 1989/1992.

Currículo Artístico
# Radialista – Apresentou diversos programas dedicados ao legítimo forró pé de serra, em várias emissoras: Sampaio AM (Palmeira dos Índios/AL); Novo Nordeste AM, Cultura AM e Nativa FM (Arapiraca/AL); Emissora Rio São Francisco AM (Penedo/AL); Rádio Aperipê AM (Aracaju/SE); Rádio Princesa da Serra AM, Capital do Agreste AM e Itabaiana FM (Itabaiana/SE) e Vitória FM (Vitória de Santo Antão/PE);
# Discográfico – Gravou 2 LPs: “Recordação do Passado” com Nouzinho do Xaxado (1980) e o vinil solo “Forrófiando” (1986), além de vários DVDs CDs – incluindo de poesias;
# Compositor – Teve músicas gravadas por Clemilda, “Menina Nova”; Zinho, “No Cheirinho Dela”; Miguel Vieira e Zé Paulo, “O Major do For, “Sorriso de Prata”; e Gérson Filho;
# Orquestra Sanfônica de Arapiraca – Criada por Afrísio Acácio, no governo da prefeita Célia Rocha e do secretário de Cultura e Turismo, Ronaldo Oliveira. Afrísio continua ensinando o curso prático de acordeon. Os interessados podem entrar em contato pelos seguintes telefones: (82) 9964.5284 (TIM) / 8101.9483 (VIVO).

* Pedro Jorge de Melo é funcionário público municipal em Arapiraca/AL, e um dos administradores do blog Arapiraca Legal. Contato (E-mail): pjorge-65@hotmail.com.

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, dezembro de 2014 ]

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

10. “SEBA” E “YOYÔ DO JAPÃO” ( TRIBUTOS ) – Por Pedro Jorge*

O artigo deste mês é uma homenagem póstuma a dois importantes e inesquecíveis nomes ligados á nossa cultura popular: o carnavalesco, desportista e motorista – Sr. Sebastião Braz de Melo, o “Seba”; e o organizador de Pega de Boi no Mato e vaqueiro – Sr. Epitácio, o “Yoyô do Japão”. Essas duas saudosas personalidades arapiraquenses contribuíram e proporcionaram diversão e alegria para milhares de pessoas com as suas habilidades profissionais e os seus legados pessoais.

Tributo a “Seba”
Sebastião Braz de Melo, conhecido como “Seba”, nasceu na cidade de Caruaru/PE, em 8 de agosto de 1936. Ele chegou no ano de 1958, em Arapiraca/AL, através de um convite feito por ”Cural” (na época goleiro do ASA), para fazer parte do elenco do Alvinegro arapiraquense.

“Seba” jogou na decisão do “Torneio do Interior”, competição também conhecida popularmente como Torneio do Boi, na posição de zagueiro central e ajudou o ASA a ser campeão deste evento esportivo. O zagueirão “Seba” tinha 1,86 m. de altura. Ele excursionou com o ASA, em 1960, por algumas cidades dos estados de Pernambuco e Paraíba e, ajudou o Alvinegro ganhar todos os jogos amistosos em que disputou.

Além de suas atividades como atleta profissional, “Seba”, também participou ativamente da vida cultural e social de nossa cidade. Foi ele quem fundou a primeira escola de samba de Arapiraca: a “Gigantes do Ritmo”. Ele sabia tocar todos os instrumentos musicais pertencentes a uma escola de samba e, também foi o compositor do samba-enredo intitulado “Iracema, a Virgem dos Lábios de Mel”. Como músico também teve a oportunidade de se apresentar ao lado de grandes nomes da música, como Jackson do Pandeiro, Jacinto Silva, Zé do Rojão e outros.

“Seba” trabalhou na Rádio Novo Nordeste AM, como profissional do volante e comentarista esportivo e na 96 FM como motorista, vendedor de anúncios publicitários e, também participava de alguns programas da emissora contando causos e piadas. “Seba” faleceu no dia 17 de julho de 2004, em um acidente automobilístico na rodovia AL 115 – Arapiraca, juntamente com mais quatro pessoas, quando seguia para a cidade de Caruaru/PE. “Seba” ainda saiu com vida do impacto, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu na mesa de cirurgia da Unidade de Emergência do Agreste.

Tributo a “Yoyô do Japão”
Sr. Epitácio, popularmente conhecido como “Yoyô do Japão”, foi um dos idealizadores de uma das mais tradicionais festas da região Agreste: Pega de Boi no Mato e, também, um dos melhores vaqueiros juntamente com Arestides Zezinho, seu cunhado; neste tipo de competição. Este evento era realizado anualmente, no mês de dezembro, no povoado Serrote do Japão – que faz limite entre as cidades de Arapiraca e Girau do Ponciano/AL, atraindo a vaqueirama de todo o Nordeste. Ele também foi um dos maiores incentivadores e divulgadores dos aboiadores de nossa região.

“Seu Yoyô do Japão” é pai de várias filhas e dos seguintes filhos: “Pita” (funcionário da SMTT de Arapiraca/AL), Zé Lúcio (ex-vereador de Arapiraca e atual presidente do Clube dos Fumicultores), Manoel, China, Jório, Nenê e Coelho. A Pega de Boi no Mato consiste em uma competição onde os inscritos se lançam pela região árida na tentativa de vencer os desafios trazendo como prêmio os animais fugidos.

A dupla que sempre fazia a abertura desta tradicional festa era Zominho Aboiador e Antônio Sobrinho. Outros aboiadores convidados que também sempre participavam desta festa e, portanto, merecem destaque são os seguintes: Zé de Almeida & Paulo Nunes; Vavá Machado & Léo Costa; George & Neno do Gado; Abílio Neto & Irmão e Gero Batista & Miguel Simão do Gravatá.

“Seu Yoyô do Japão” faleceu no dia 22 de dezembro de 2006. Como lembrança e herança ele deixou o seu filho Jório e o seu neto Júnior, como exímios vaqueiros. Com certeza toda a vaqueirama continua sentindo saudades das festas de Pega de Boi no Mato – que eram realizadas no Serrote do Japão -, e do inesquecível “Yoyô do Japão”.

* Pedro Jorge de Melo (Email: pjorge-65@hotmail.com) é funcionário público municipal em Arapiraca/AL, e um dos administradores do blog Arapiraca Legal.

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, novembro de 2014 ]

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

09. REJANE BARROS – A GUERREIRA
Por Pedro Jorge*

“Minha querida, Rejane Barros, estou muito feliz em comemorar neste dia 7 o seu aniversário. Agradeço a Deus, imensamente, por ter você ao meu lado. És uma mulher guerreira, profissional super competente, carinhosa, solidária… Me orgulho de poder chamá-la de minha esposa. Parabéns meu amor, receba o meu carinho e de todos que gostam de você. Sucesso, felicidade, saúde e luz!”. – Anailton Carlos

Rejânea Henrique do Nascimento Barros é o nome completo da radialista Rejane Barros. Ela nasceu no dia 7 de outubro de 1986 em Cacimbinhas/AL. Casada com Anaílton Carlos Alves de Almeida e filha do casal Raimundo Barros Silva (in memoriam) e Floraci Henrique do Nascimento.

Ex-interna da Casa da Menina, Rejane chegou nesta instituição aos 13 anos de idade trazida por sua mãe. A Casa da Menina é uma das obras sociais do Complexo Monsenhor Aldo de Melo Brandão – instituição que é mantida por doações, principalmente pelos assinantes da Revista “O Mensageiro”. Neste local funciona várias obras sociais e a Rádio Comunitária “A Voz do Povo, A Voz de Deus – 105,9 FM”, que foi inaugurada no dia 10 de outubro de 2001. Nascida e idealizada pelo Monsenhor Aldo (diretor geral), esta emissora vem realizando um belíssimo trabalho beneficente, através de seus 23 voluntários, para toda a comunidade arapiraquense.

Ainda de menor e interna da Casa da Menina, Rejane começou a trabalhar na livraria da Concatedral N. S. do Bom Conselho, vendendo artigos religiosos e auxiliando na marcação de missas, batizados e casamentos. Em 2002, um ano depois da inauguração da rádio, ela começou a rezar o terço, juntamente com outras pessoas, em um dos programas da emissora. Em 2006, após concluir o Curso de Radialismo em Penedo/AL, ela começou a apresentar os seus primeiros programas nesta emissora comunitária: “Noticiário 105″ e “Almoce Com o Rei”. Em 2008, Rejane assumiu a direção de programação da emissora e atualmente está apresentando de segunda a sexta-feira das 7 ás 9h, somente o “Noticiário 105” ao lado do cantor e radialista Romildo Lúcio.

Rejane lecionou aulas de teatro durante um ano e meio nas escolas integrais – até o final de 2012 -, e continua trabalhando como voluntária ministrando aulas na Casa da Menina e coordenando o Grupo “As Calunkas”: grupo de teatro e de contação de histórias. Sua formação nas artes cênicas foi através de um curso que realizou na UNIMED, na época que ela ainda era interna da Casa da Menina.

Através de um processo seletivo ela conseguiu uma vaga de orientadora social no CENTRO POP (Centro de Referência Especializado Para População em Situação de Rua), que fica localizado na Rua Professor Domingos Correia – Bairro Ouro Preto, e funciona de segunda a sexta-feira das 8 ás 17h. Esta entidade de assistência aos moradores de rua conta com verba federal e a Secretaria de Assistência Social do município de Arapiraca é responsável pelo gerenciamento da mesma.

Ela participou do espetáculo “A História do Nascimento de Jesus” – de 19 a 24 de dezembro de 2013 no Pólo Turístico Religioso Cidade de Maria -, que fica localizado na cidade de Craíbas/AL, interpretando duas personagens: a vendedora de joias e a mãe desesperada com a direção teatral de Alberto do Carmo. Também atuou no mesmo local – de 17 a 20 de abril de 2014 na peça “Paixão de Cristo” -, realizada pela “Cia. Teatral Luzes da Ribalta”, que foi um grande sucesso de público e de crítica. Rejane é amante das artes e da música e os seus gêneros musicais preferidos são: MPB e música instrumental. Inclusive, na época que era interna da Casa da Menina participou tocando saxofone na “Banda Renascer”.

Rejane Barros se considera uma guerreira. Depois de muita luta e com o apoio do Monsenhor Aldo de Melo Brandão está conseguindo realizar todos os seus sonhos. Ela conta que é feliz ao lado de seu esposo, Anaílton Carlos. E lembra que o conheceu, em 2006, quando realizava a cobertura de um evento junino como repórter mirim para o programa “Juventude Cidadã”. Ainda relata com orgulho que o seu marido está se formando em Zootecnia e que graças a ele e a ajuda de psicólogos, hoje ela tem uma relação maravilhosa com a mãe.

“Mons. Aldo foi minha referência de pai. Meu exemplo pra seguir sempre acreditando em dias melhores. Hoje, eu olho pra ele cheia de orgulho e gratidão por tudo e percebo a sua fragilidade física devido aos anos. Sou muita grata a ele em nome de centenas de meninas que passaram pela Casa da Menina e que assim como eu encontrou um novo caminho e construiu uma nova história. Que Deus continue cuidando dele! Nós os amamos muito!” – Rejane Barros

Contatos (Pedro Jorge):
E-mail: pjorge-65@hotmail.com
Blog: arapiracalegal.wordpress.com

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, outubro de 2014 ]

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

10665887_671139829648507_3224263545263651269_n

Crédito da foto: Arquivo pessoal de José de Sá / Crédito da restauração: José Cláudio Menezes de Souza

08. O “REI” ROBERTO CARLOS EM ARAPIRACA
Por Pedro Jorge*

O cantor e compositor Roberto Carlos já realizou três shows, em Arapiraca/AL. A primeira apresentação foi no ano de 1973, a segunda em 1978 e a terceira em 2002. Em 1973, o conceituado e renomado artista que se tornou conhecido nacionalmente através do programa Jovem Guarda – e ao lado do “Tremendão”, Erasmo Carlos e da “Ternurinha”, Wanderléa formatou o pop rock nacional -, realizou um show basicamente com um repertório popular-romântico. Benjamim Bertolini foi o empresário responsável pela produção deste primeiro show do “Rei” em nosso município. O local foi o Cine Triunfo: palco de grandes espetáculos musicais nos anos 1970 – a exemplo de Renato & Seus Blue Caps, Perla, Paulo Sérgio (in memoriam), Agnaldo Timóteo, Fernando Mendes & José Augusto, Sílvio Brito e outros.

Segundo informações de Benjamim em um gesto de humildade – digno de um verdadeiro “Rei” e pela amizade que tinha há bastante tempo com ele -, Roberto Carlos em comum acordo com o seu empresário particular cobrou apenas 5 milhões de cruzeiros ao invés do valor total do contrato, que era de 25 milhões. Roberto ficou hospedado no Hotel São Francisco que fica localizado em Penedo/AL. Durante o show realizado no Cine Triunfo no dia 23 de setembro de 1973, o “Rei” foi homenageado por Higino Vital (in memoriam), prefeito de Arapiraca na época. O Sr. Higino presenteou o cantor com uma caneta banhada a ouro e o artista plástico Ismael Pereira com uma tela.

A segunda apresentação de Roberto Carlos foi realizada, em 1978, no Clube dos Fumicultores. Segundo informações do veterano artista plástico e radialista – Comendador José de Sá -, que apresenta o consagrado programa “Nos Braços da Saudade” pela Rádio Novo Nordeste AM, a avenida Rio Branco – onde fica localizado o referido clube social -, ficou superlotada de fãs do cantor, pois, todos queriam ver a chegada do artista naquele local. Esse segundo show de Roberto teve como empresário Claudir Aranda Valeriano, “Dinho do Cinema”.

No camarim do tradicional clube de Arapiraca –  fundado em 1949 -, o artista recebeu várias pessoas, entre elas o artista plástico Jório. Entre os representantes da imprensa que estavam presentes pra cobertura deste importante evento artístico-musical, o primeiro que teve a oportunidade de conversar com o “Rei” foi José de Sá, que o pediu para que ele autografasse um vinil. Este segundo show teve a cobertura de diversas emissoras de rádio do estado. A Rádio Novo Nordeste AM, de Arapiraca, escalou o radialista Zé de Sá; a Rádio Gazeta AM, de Maceió/AL, a comunicadora Floracy Cavalcante e a Rádio Difusora AM, também da capital alagoana, o radialista Jalon Cabral.

No dia 12 de junho de 2002 (Dia dos Namorados), o “Rei” Roberto Carlos – o maior fenômeno musical da música popular do Brasil de todos os tempos -, realizou em nossa cidade a sua terceira apresentação. Desta vez o show foi na (hoje extinta) casa de espetáculos Espace Arapiraca Shows e Eventos, intitulado Acústico MTV, com o apoio cultural da VASP e o patrocínio dos Correios. O repertório foi baseado em seu primeiro álbum acústico produzido pela MTV Brasil.

Em uma ampla matéria de divulgação deste show publicada no (hoje extinto) Jornal Tribuna de Alagoas – edição de 26 de maio de 2002 -, foi incluído os detalhes da produção do álbum Acústico MTV: “Em maio de 2001, Roberto Carlos presenteou seu público com a gravação de seu disco Acústico MTV. Foi um momento histórico para a MTV. Roberto cantou e encantou a todos, com um repertório repleto de grandes sucessos e contando com as participações especiais de Tony Bellotto, Samuel Rosa e Milton Guedes. A gravação foi realizada no Polo de Cinema e Vídeo do Rio de Janeiro/RJ e resultou em um dos melhores álbuns de sua carreira artística. Seus fãs agradecem e podem curtir novos arranjos para músicas consagradas pelo ‘Rei’ como Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo; É Proibido Fumar; As Curvas da Estrada de Santos, Detalhes; Emoções e outras que acompanham a vida de todos nós”.

Finalizo este artigo torcendo que o “Rei” Roberto Carlos se apresente pela quarta vez em nossa cidade. Possibilitando, assim, a todos nós arapiraquenses e da RMA (Região Metropolitana do Agreste) – que somos seus fãs -, a oportunidade de prestigiarmos e curtirmos, ao vivo, os sucessos deste artista que é considerado um dos maiores e mais carismáticos cantores e compositores populares brasileiros.

Contatos (Pedro Jorge): E-mail: pjorge-65@hotmail.com / Blog: arapiracalegal.wordpress.com

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, setembro de 2014 ]

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

07. VOCÊ EM DESTAQUE
Por Pedro Jorge*

O programa “Você em Destaque” é idealizado e apresentado pelo radialista e empresário arapiraquense, Marcos Góes (“Marcos da Som Pop”) – com um repertório classe A, entrevistas, curiosidades, brindes, bate-papos inteligentes e informações sobre os melhores artistas e bandas. A sua estreia foi no dia 2 de junho de 2014, com a brilhante participação do seresteiro arapiraquense, Manoel Tenório.

“Você em Destaque” marcou o retorno de Marcos Góes ao rádio e conta com a participação especial de Paulo Lourenço (“Paulo do Bar”); compartilhando o melhor da MPB, bossa nova, blues e jazz. O principal objetivo desta atração radiofônica, que vai   ao ar de
segunda a sexta-feira, das 12 ás 14h, pela Rádio Comunitária “A Voz do Povo, a Voz de Deus – 105,9″; é proporcionar aos ouvintes a oportunidade de apreciarem o que há de melhor no segmento musical nacional e internacional.

Também conta com a parceria bíblica do comunicador Isaac Santos que apresenta o quadro Momento Para Deus – destacando a família, passagens bíblicas, programações festivas da Igreja Católica em Arapiraca/AL e região, e outras informações referentes ao mundo missionário e cristão. Outro momento imperdível do programa é o quadro Expresso Saudade – um revival do melhor da música: forró, jovem guarda, internacional, MPB, seresta, pop rock, samba, popular-romântico e outros estilos musicais.

Todos os artistas: populares, forrozeiros, circenses, folclóricos/regionais, plásticos, artesões, cineastas, desenhistas, atores, etc; escritores: poetas, poetas-cordelistas, jornalistas, colunistas sociais, etc; radialistas: esportivos, noticiaristas e de programas religiosos e de variedades; empresários musicais; produtores culturais; fotógrafos; pesquisadores, historiadores; professores e musicistas estão convidados para divulgarem os seus trabalhos artísticos-culturais no programa “Você em Destaque”.

SOBRE MARCOS GÓES – Marcos Antônio de Góes, o popular “Marcos Góes da Som Pop Discos”, nasceu no dia 13 de maio de 1954 na cidade de Brejão/PE. É filho do Sr. Ermiro Trajano e de D. Josefa Mendes de Góes (in memorians). Está radicado em Arapiraca desde 1974. Tem oito irmãos. É casado com Fernanda Epifânio de Góes e pai de João Marcos de Góes (o “Segundinho”). Ele é formado em Contabilidade (Colégio N. S. do Bom Conselho).

Em 1974, Marcos se destacou nos shows de calouros que eram realizados no Cine Triunfo, intitulado Show Pop, comandado pelo comunicador Jarbas Lúcio, onde interpretava músicas de Roberto Carlos. Neste mesmo ano trabalhou na função de caixa no
Supermercado Vascore e, em 1976, montou a sua primeira loja de discos: a Som Pop Discos. Nos anos 1990 chegou a montar duas filiais em nossa cidade e outras três na capital alagoana. Devido a pirataria, encerrou as suas atividades como lojista de CDs e DVDs.

Em seu vasto currículo, já prestou relevantes serviços para a formação cultural dos arapiraquenses – principalmente divulgando os talentos musicais. Também marcou presença como radialista e diretor de programação da Rádio Gazeta FM – Arapiraca, em 1988; e na direção comercial da Rádio Cultura AM. Na Rádio Novo Nordeste FM apresentou os programas: “Roberto Carlos Especial”, “Disco Dance” e “Sweet Memorys” e na Rádio Gazeta FM: o “Jazz Especial”, ao lado do “Paulo do Bar”. Em 2002, na emissora Litoral FM (Maceió/AL): o “Litoral nas Cabeças” e, em 2003, na “A Voz do Povo, a Voz de Deus”: o “Almoce Com o Rei”, onde apresentava os sucessos e contava detalhes sobre a trajetória artística e pessoal de seu grande ídolo, o “Rei” Roberto Carlos.

Em 1990, juntamente com alguns amigos criou o Projeto Alavantú, contratando 36 atrações, entre elas: Jorge de Altinho, Dominguinhos, e Sheilamy – cantora com a qual teve um relacionamento amoroso durante dois anos. Foi responsável por outros grandes shows: Flávio José, Eliane, Fabiana e outros (de 1996 a 1999). Outro projeto que marcou época foi o Circuito de Forró (de 1999 a 2002), no campo do Colégio Bom Conselho. Também fundou a Casa de Shows Estação do Forró.

Marcos Góes, ao lado de Carlos Wanderley, realizou o projeto “Noite de Gala”, onde a nata da sociedade arapiraquense teve a oportunidade de assistir a várias atrações: Renan Torres, Cauby Peixoto, Reginaldo Rossi, Almir (ex-The Fevers), entre outros. Ele também produziu e/ou elaborou diversos eventos em 70% dos municípios alagoanos, e em outros Estados do Nordeste. Desde criança ele nutre o sonho de gravar um disco.

FRASE – “Desde que fazia rádio, apresentando programas como: Parada Pop, Sweet Memories, Túnel do Tempo e outros; sempre costumava mostrar a qualidade musical. Sempre toquei o melhor e, é tanto que convidei o “Paulo do Bar” para dividir um programa comigo: o Jazz Especial… Aí foi de arrebentar: Ella Fitgerald, Egberto Gismonti, Flora Purim, George Benson, Sivuca, Hermeto Pascoal… Enfim, um programa altamente inteligente e educativo. Hoje não se preocupam com a qualidade da música e na maioria das vezes divulgam sempre o pior!” – (Marcos Góes)

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, agosto de 2014 ]

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

06. JOÃO DO PIFE E OUTROS ÍCONES ARAPIRAQUENSES
Por Pedro Jorge*

João do Pife, nome artístico de João Bibi dos Santos (1932–2009), foi um dos mais prestigiados músicos arapiraquenses. Autodidata, ele conseguiu com o seu processo criativo único, revolucionar a arte de tocar o pífano. Ainda criança aprendeu a tocar o instrumento, ao mesmo tempo que ajudava os pais na atividade do cultivo do fumo. Seu nome começou a ficar conhecido no final da década de 1960, permanecendo com bastante sucesso até o final da década de 1980. Neste espaço de tempo, João do Pife realizou inúmeros shows por todo o Brasil, e além fronteiras.

Além de sua participação em shows de grandes artistas a exemplo de Dominguinhos e Luiz Gonzaga até hoje o seu nome está ligado principalmente a sua parceria com o saudoso comediante Coronel Ludugero, tornando-se, assim, um dos principais ícones da musicalidade arapiraquense. Ele gravou inúmeros vinis e foi considerado por muitos “experts” da legítima música regional nordestina como “O Rei do Pife”.

A nossa cidade também foi berço de outros grandes instrumentistas a exemplo de Hermeto Pascoal. O início de sua trajetória artística foi entre as cidades de Lagoa da Canoa/AL e Arapiraca/AL, pois ele se apresentava nas feiras livres e nas portas de algumas lojas desses dois municípios. Outro exemplo marcante é o consagrado e virtuoso violonista arapiraquense Fernando Melo, que forma ao lado de Luiz Bueno o famoso duo instrumental Duofel – que tem uma carreira de sucesso bastante sólida no Brasil e no exterior.

Entre outros artistas populares de Arapiraca que ficaram conhecidos a nível nacional destaco os seguintes:
* O cantor e compositor Daniel Brasileiro – que emplacou alguns sucessos nas paradas musicais brasileiras, nos anos 1970. Daniel participou de diversos programas de auditório: Clube dos Artistas, Aleluia, Buzina do Chacrinha, entre outros. Também foi exibido um clip de uma de suas músicas no programa Fantástico. A sua composição mais famosa é Duas Lágrimas – um dos grandes sucessos do (saudoso) Wando. Daniel Brasileiro faleceu no dia 15 de setembro de 2012, no estado de São Paulo;

* A cantora, Silene, que fez bastante sucesso no exterior. Ela iniciou a sua trajetória artística-musical em nossa cidade, como crooner de diversas bandas. Silene emplacou muitos sucessos no Peru, onde é conhecida como “La Garota de Oro” e os seus irmãos Cícero (Giullian Jacinto) e Jacinto do Sax que continuam trabalhando na área musical em São Paulo/SP;

* Outro exemplo de uma vida totalmente dedicada á música é o veterano sanfoneiro, compositor e radialista Miguel Vieira. Um artista completo que juntamente com os seus irmãos e outros músicos arapiraquenses montou, nos anos 1960, o primeiro grupo jovem de nossa cidade – Os Notáveis. “O Príncipe do Carimbó”, como era conhecido nos anos 1970 e 80, tem a honra de algumas de suas composições atingirem as paradas de sucesso brasileiras nas vozes dos (saudosos) Alípio Martins (“Garota”) e Maurício Reis (“Mercedão Vermelho”);

* Os talentosos roqueiros Janu e João Felipe, e outros jovens talentos que estão despontando no cenário musical; Dira Lino, Eribério, César Soares, Elaine Kundera e outros artistas que animam as noites em diversos barzinhos de nossa cidade e região; Afrísio Acácio e seus convidados no conceituado Projeto Cultura na Praça…

São muitos os nossos representantes em diversas áreas artísticas-culturais que divulgam o nome de nossa querida Arapiraca através de nossos artistas para todo esse imenso Brasil. Basta, pois, que os empresários e a Prefeitura Municipal valorizem os talentos arapiraquenses através de projetos e incentivos financeiros em forma de patrocínios culturais, valorizando, assim, em primeiro lugar a “Prata da Casa” com cachês dignos de suas performances.

Nos últimos anos de sua vida, João do Pife, foi acolhido por Miguel Vieira e sua esposa, Maria Aparecida, que era prima dele. Apesar do “Rei do Pife”, se encontrar, na época, musicalmente no ostracismo há bastante tempo e sofrendo de diversas doenças, as mãos amigas do “Príncipe do Carimbó” e de sua esposa foram as que verdadeiramente ampararam aquele que um dia recebera os aplausos de milhares de pessoas em diversos clubes, cinemas, circos, teatros e praças públicas. Vale a pena registrar o emocionante discurso que Miguel Vieira proferiu no cemitério localizado no bairro Canafístula, em Arapiraca, no momento do sepultamento desse genial músico.

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, julho de 20124 ]

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

05. PESQUISA BLOG ARAPIRACA LEGAL ( Resultado Final )
Por Pedro Jorge*

O blog Arapiraca Legal realizou a sua 2ª pesquisa para a escolha das melhores postagens publicadas em seus dois primeiros anos de existência. Este site se tornou referência na área cultural arapiraquense e a sua principal finalidade é prestigiar e divulgar os artistas, escritores, radialistas e personalidades em geral – nascidos, radicados e/ou que iniciaram as suas atividades artísticas e profissionais, em Arapiraca/AL. Também exibe os pontos turísticos e culturais, escolas, emissoras de rádio, jornais e revistas locais, Igrejas e outros templos religiosos, aspectos históricos e a agenda de diversos eventos realizados na nossa cidade e, em toda a RMA (Região Metropolitana do Agreste).

Na 2ª pesquisa do blog Arapiraca Legal foram homenageados dois importantes ícones: o multi-instrumentista Hermeto Pascoal – nascido em Lagoa da Canoa/AL (na época pertencente a Arapiraca), que iniciou a sua trajetória artística tocando nas feiras livre de sua cidade natal e na “Terra de Manoel André” e José Carmo de Sá – talentoso e eclético profissional: radialista, artista plástico, professor de música, teatrólogo e historiador. José de Sá é um dos precursores da radiodifusão arapiraquense. Ele é natural de São Miguel dos Campos/AL e apresenta, na Rádio Novo Nordeste AM, o tradicional programa “Nos Braços da Saudade”. Também é conhecido como “J. Sá”, “Zé de Sá” e o “Comendador do Rádio”. Além destas homenagens o blog presta tributos aos saudosos: Daniel Brasileiro (cantor e compositor) e a Ernande Moreira (bancário e escritor).

O principal objetivo desta enquete cultural não foi a competição, e sim a interação dos internautas com o blog – pois todos os artistas, bandas, escritores e radialistas citados na referida pesquisa são dignos de ser votados. Cada vencedor receberá um certificado produzido de forma independente pelos administradores, Gilvan Juvino e Pedro Jorge, do blog Arapiraca Legal.

Confira, em ordem alfabética, a relação completa de todos os vencedores da 2ª Pesquisa Blog Arapiraca Legal – Edição 2014:
ARTISTAS – Afrísio Acácio do Acordeon / Cheiroso de Alagoas / Destaladeiras de Fumo de Arapiraca / Dira Lino / Ditinha da Sanfona / Elaine Kundera / Eribério / Família Moreira / Hermeto Pascoal / Ismael Pereira / Janu & os Matutos Urbanos / Jorginho Teclados / Laércio Moreno / Lourenço Roque / Marcone Macêdo / Mestre Wilson da Canafístula / Miguel Vieira / Nelson Rosa / Orquestra Ari de Queiros / Palhaço Biribinha / Palhaço Mixuruca e Severino Pedro. / Maestro Nelson Palmeira e Zé do Rojão (In memorians)

ESCRITORES – Adalberto Custódio / Carlindo de Lira / Cárlisson Galdino / Cartuxo Cordelista / Cícero Galdino / Égide Jane de Amorim / Genival Silva / Inez Amorim da Silva / Jeane dos Santos / José Carlos Gueta (“Poeta do ABC”) / Roberto Gonçalves e Ronaldo Oliveira. / Izabel Torres de Oliveira (“Dona Bezinha”) – (In memoriam).

RADIALISTAS – Alves Correia / Antônio Correa / Arethuza Viana / Carlos Wanderley / Diassis Lima / Edvaldo Silva / Fernando Murta / Gilvan Nunes / Isve Cavalcante / Jânio Oliveira / Nasário Silva e Nelson Filho. / Assis Gondim e Romilton Júnior (In memorians).

Também receberão certificados os colecionadores de discos: Antônio Limeira (“Tonho da Pipoqueira”) e Paulo Lourenço (“Paulo do Bar”); o soneto escrito por Cícero Galdino: VOZ DO ENCANTO (dedicado a Jarbas Lúcio); os acrósticos por “Poeta do ABC”: O SOM DAS LETRAS e SILVIO BRITO e os artigos por Pedro Jorge: A SANTA DOS POBRES (publicado, em novembro de 2012, na revista “O Mensageiro”) e TRIBUTO A YOYO DO JAPÃO.

Todos os ganhadores – e os demais nomes citados nessa pesquisa, são merecedores de nossos elogios, aplausos e incentivos. Com os seus trabalhos artísticos eles engrandecem e dignificam a cultura arapiraquense. Agradeço aos leitores-internautas que votaram, e aproveito a oportunidade para parabenizar a todos os vencedores.
VIVA A CULTURA!

CONTATOS – Pedro Jorge
E-mail: pjorge-65@hotmail.com
Blog: arapiracalegal.wordpress.com

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, junho de 2014 ]

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

04. UMA LIÇÃO DE AMOR
Por Pedro Jorge e Simone Santos de Melo*

O filme Uma Lição de Amor (I Am Sam), começa com Sam Dawson (Sean Penn) – Um adulto com a idade mental de sete anos de idade, trabalhando em uma lanchonete. Logo em seguida, ele vai até a maternidade onde uma garota de programa que ele tivera um relacionamento e lhe dera abrigo em sua residência, dá a luz a uma menina – fruto de uma gravidez não desejada. Na saída a prostituta abandona Sam e a bebê e, ele fica com a responsabilidade de criar a recém-nascida sozinho.

Com a ajuda de seus amigos – Que também são especiais, Sam consegue fazer dos primeiros anos de Lucy (Dakota Fanning) uma infância cheia de muita alegria e amor. Por ser super fã da banda inglesa The Beatles, ele regista a criança com este nome em referência e homenagem a um dos sucessos dos Beatles.

A sua vizinha Annie lhe dá diversas dicas práticas de como lidar com a sua filha: colocar fraldas, alimentá-la e outros cuidados. Ele sempre agradece a todos por tudo que eles fazem por sua filha. Sam sempre tem paciência com Lucy e a trata com bastante carinho e a menina na medida em que cresce vai percebendo que o seu pai é uma pessoa especial e por isso, pacientemente, ela sempre corresponde ao seu amor. O filme surpreende por abordar diversas situações entre a integração e a inclusão social,
mostrando os conflitos entre as pessoas preconceituosas com aquelas que não nutrem nenhum preconceito.

Em um determinado momento o Serviço de Proteção á Infância, percebendo as limitações de Sam e por ele ser pai solteiro, alega que ele não tem capacidade para dar continuidade a educação e o crescimento de sua filha. A partir daí, Lucy é encaminhada para uma instituição de abrigo para menores enquanto sai a decisão judicial se o seu pai biológico (Sam), permanece cuidando dela ou se ela deverá ser adotada.

Depois de muita insistência Sam consegue o serviço de uma renomada advogada – Rita Harrison (Michelle Pfeiffer), para defender o seu direito de permanecer com a guarda da menina. Ela ao perceber que ele não tinha condições financeiras de pagar os honorários, decide ajudá-lo gratuitamente. No decorrer dos contatos entre os dois, ela fica cada vez mais encantada, apegada e com afeição pela causa e, principalmente pela lição de amor que ambos (pai e filha) estão compartilhando.

A advogada o defende com bastante firmeza, pois acredita, apesar das limitações dele, de sua capacidade de cuidar e acompanhar o crescimento de Lucy, não só por sua perseverança e carinho, mas no amor recíproco que existe entre eles. A cada audiência, Rita, mostra que o amor que os une supera todos os obstáculos existentes.

Apesar de todos os esforços de Rita Harrison, a Justiça consegue que a menina seja adotada por um casal que não tem filhos. Na busca incessante de Sam em ficar próximo de sua filha, ele resolve se mudar para perto da casa dos pais adotivos de Lucy. Em várias madrugadas, ela (Lucy) sai ás escondidas e vai para a residência de seu pai biológico (Sam). Em uma determinada noite, ao observar uma nova tentativa de fuga da criança e, percebendo o carinho que ela nutre por seu verdadeiro pai, a sua mãe adotiva resolve levar Lucy para a casa de Sam.

Este filme demonstra que o amor verdadeiro supera todas as barreiras. Acredito que a lição de amor e carinho recíproco, transmitida neste ótimo drama cinematográfico conseguirá tocar e sensibilizar os corações de todos que tiverem a oportunidade de assisti-lo.

* Pedro Jorge de Melo é funcionário público municipal em Arapiraca/AL e um dos administradores do Blog Arapiraca Legal, e Simone Santos de Melo é professora.

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, maio de 2014 ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

SÍLVIO BRITO EM FAMÍLIA (Crédito da foto: Dora Lima)

03. SÍLVIO BRITO EM FAMÍLIA
Por Pedro Jorge*

O cantor, compositor, multi-instrumentista e apresentador de TV Sílvio Brito, iniciou as suas atividades artísticas ainda criança no Sul de Minas Gerais (Varginha/MG), a convite do Padre Honório Link (in memoriam) – em um programa de rádio. Aos nove anos de idade apresentou uma atração infantil em uma emissora de TV, de Brasília/DF, e aos dez anos gravou o seu primeiro disco. Na adolescência montou um conjunto de baile – Os Apaches.

No final dos anos 1960, teve a sua grande oportunidade ao conhecer o Padre Zezinho – um de seus padrinhos musicais, e a convite dele fez os arranjos e tocou vários instrumentos musicais em alguns discos do “Padre-Missionário”. Em 1974, ao gravar o seu primeiro LP -com divulgação a nível nacional, emplacou o sucesso Tá Todo Mundo Louco e se tornou um dos maiores ídolos populares da época, conquistando, inclusive, o seu tão sonhado primeiro disco de ouro. Logo em seguida, em 1975, foi convidado para comandar, ao lado de Fábio Jr., o programa Aleluia: uma releitura do Jovem Guarda.

Sílvio Brito emplacou diversos sucessos nos anos 1970; principalmente a trilogia Tá Todo Mundo Louco, Espelho Mágico e Pare o Mundo Que eu Quero Descer, toda no estilo do inesquecível Raul Seixas – O eterno “Maluco Beleza”. Esses e outros êxitos musicais lhe renderam três discos de ouro e todos eles marcaram época e são lembrados, até hoje, por todos os amantes da boa música brasileira. Ele também venceu, na década de 70, dois festivais de música nos “países hermanos”: Uruguai e Argentina.

Outros fatos importantes no currículo artístico de Sílvio Brito foi a conquista como vice-campeão, com 24 vitórias consecutivas, no quadro Qual é a Música? do programa Sílvio Santos; a 2ª colocação, em 1989, no 1º Festival Rímula de Música Regional e nos anos 2000 conseguiu o 2º lugar no Rei Majestade, com a votação de telespectadores de todo o Brasil. Todos estas atrações foram exibidas pelo SBT (Sistema Brasileiro de Televisão).

Atualmente, ele apresenta, como diria o Padre Honório: “Esplendidamente Bem!”, o programa Sílvio Brito em Família, ao lado de sua esposa, Margarita Rivas; e de suas duas filhas, Marysol e Clarissa. Nesta atração musical já passaram grandes nomes de nossa música: os sertanejos Sérgio Reis, Inezita Barroso, Jayne, Sula Miranda e Andréa Faria; os representantes do Jovem Guarda Jerry Adriani, Martinha, Os Vips e Ronnie Von; os populares-românticos Amado Batista, Nilton César, Gilliard e Cláudia; os sambistas – Luiz Ayrão, Luiz Américo e Jair Rodrigues (in memoriam); os artistas internacionais Fred Rovella e Patrick Dimon; o cantor e compositor José Wilson (parceiro musical de Fernando Mendes e Sílvio Brito); os covers de Tim Maia, Elvis Presley, Roberto Carlos e do próprio Sílvio, e outros importantes ícones populares.

O imperdível programa Sílvio Brito em Família vai ao ar aos sábados, ás 22h, pela Rede Vida de Televisão – “O Canal da Família”. Não perca esta atração televisiva, que além do carisma de seus apresentadores e da qualidade musical dos cantores e músicos convidados, sempre presenteia a todos os telespectadores com belíssimas mensagens de paz, esperança e amor.

Atualmente Sílvio, também, está apresentando o programa Sílvio Brito Show pela rádio Capital AM de São Paulo. Esta atração vai ao ar todos os domingos á noite após a jornada esportiva.  A produção é do competente Humberto de Campos – o responsável pelo primeiro sucesso de Sílvio Brito a nível nacional – Tá Todo Mundo Louco, em 1974.

Para escutar escutar este programa, acesse o link da Rádio Capital AM/SP: http://www.capital1040.com/

SAIBA MAIS
Blog: http://cantorsilviobrito.blogspot.com.br/
Site: http://www.silviobrito.com.br/

CONTATOS PARA SHOWS – Sílvio Brito
Telefone: (11) 5572.6301
E-mail: silviobrito@silviobrito.com.br

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, abril de 2014 ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

02. MENSAGENS BÍBLICAS EM VERSOS
Por Pedro Jorge*

“Agradeço a Trindade Santa: Pai, Filho e Espírito Santo e a Virgem Imaculada, que me inspiraram para que eu pudesse publicar este meu primeiro livro: Mensagens Bíblicas em Versos”, esta frase reflete a alegria do professor aposentado, Rosival Barbosa dos Santos, por ter lançado em 2007 a sua primeira obra literária. Os seus poetas preferidos são: Carlos Drumond de Andrade e Cecília Meireles. As belíssimas poesias de Rosival Barbosa tem como objetivo primordial a evangelização, pois os seus escritos são baseados nos textos bíblicos.

Rosival Barbosa é Legionário (Auxiliar) da Associação Religiosa Legião de Maria, cuja sede está localizada na Rua Manoel Leão, Centro de Arapiraca/AL. Em uma de suas poesias intitulada Evangelho em Versos ele resume com criatividade todo o Novo Testamento – em um estilo poético-literário único.

Mensagens Bíblicas em Versos é um livreto de 40 páginas, escrito com muito carinho e publicado de forma independente pela SR Impressos. Nas entrelinhas de todas as 21 poesias constantes nesta grandiosa obra literária, o escritor consegue retratar fielmente em uma narrativa simples e direta, toda a sua vivência diária como Legionário de Maria. Vale a pena conferir este trabalho que é digno de apreciação e com certeza elevará ainda mais a fé daqueles que tiverem a oportunidade de adquiri-lo. Toda a renda dos exemplares será revertida para a Casa da Menina – uma das obras assistenciais do Complexo Monsenhor Aldo de Melo Brandão.

Sobre o Autor
Rosival Barbosa dos Santos nasceu em Arapiraca no dia 1 de agosto de 1953. É filho do Sr. José (in memoriam) e de D. Luzia. É Casado com Marilene Júlia e pai de duas filhas: Thayanne Emanuelle e Thayseanne Ellen. Seu primeiro trabalho foi na agência dos Correios na função de carteiro no período de 1974 a 1979. A partir do início de 1980, exerceu o magistério lecionando Geografia durante 30 anos na Escola Aurino Maciel. Atualmente está aposentado e se dedica a escrita. Tem 180 poesias inéditas – todas com conteúdos bíblicos, para futura publicação.

Amante da natureza e da cultura em todas as suas vertentes, Rosival, gosta de boa música e os seus cantores preferidos são Roberto Carlos e Padre Zezinho. Nos intervalos de seus estudos bíblicos, gosta de ler revistas informativas e de assistir a um bom filme. Seus Santos de devoção são Jesus Cristo, Maria e Santa Luzia e todas as manhãs costuma rezar o terço e meditar o Evangelho do dia.

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, março de 2014 ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

01. A SANTA DOS POBRES
Por Pedro Jorge*

“Para mostrar nosso amor por Deus e pelo próximo, não precisamos fazer grandes coisas. É a quantidade de amor que colocamos naquilo que fazemos que torna bonita aos olhos de Deus a nossa oferenda”. – Madre Teresa

Madre Teresa de Calcutá (1910-1997) foi a perfeita personificação da humildade e do amor ao próximo. Com sua ternura e simplicidade transmitiu a todos a força do verdadeiro amor. Costumo dizer que ao proferir a frase “Amar a Deus sobre todas
as coisas e ao próximo como a si mesmo”, Jesus Cristo resumiu toda a mensagem bíblica que Deus transmitiu para todos nós, através dos textos de todos os livros sagrados que compõem a Bíblia.

Ao ter a consciência de que o único jeito de ajudar as pessoas mais necessitadas seria trabalhar fora do convento, Madre Teresa iniciou o seu trabalho humanitário em Calcutá, Índia, entre as pessoas mais carentes, principalmente os moradores das favelas. Mostrando, assim, ao mundo a força de uma verdadeira santa, onde, a maior prova de sua santidade consistira em suas ações de ajuda aos mais necessitados, não só com alimentos, remédios e vestimentas, mas principalmente com a sua presença constante levando carinho e ternura para todos eles.

Em 1965, ano em que eu nasci, Madre Teresa começou a sua peregrinação por diversos países, criando centros de ajuda para milhares de pessoas e, aproveitando para fazer propaganda de sua mensagem de amor. Dentre os diversos prêmios e honrarias que ela recebeu merecidamente, destaco o Prêmio Nobel da Paz (1979). Um legítimo reconhecimento por sua intensa dedicação aos excluídos deste mundo.

Madre Teresa costumava dizer as suas colaboradoras e colaboradores das ordens Missionárias(os) da Caridade, fundadas por ela, que todos eles deveriam ir até aqueles que não tinham ninguém, aqueles que sofriam com a pior das doenças: aquela de uma pessoa de não tem alguém que a queira, que a que ame, que não se preocupe com ela, pois ser indesejável é a pior doença que pode ocorrer ao ser humano. Ela passou toda a sua vida alimentando, vestindo, oferecendo assistência médica aos enfermos e, acima de tudo, dando atenção e carinho aos solitários que a maioria das pessoas os negavam o devido respeito, amor e dignidade que eles mereciam.

Com um furgão que recebera em doação, Madre Teresa o transformou em uma clínica móvel para prestar auxílio as pessoas que não podiam se locomover. A cada dia o furgão-clínica ia a uma localidade diferente. Ainda hoje existem em vários lugares do mundo centenas de clínicas móveis das Missionárias da Caridade que continuam prestando anualmente assistência médica a milhões de pessoas. A visão da dignidade humana de Madre Teresa foi tão sublime que para ela uma pessoa, por mais desfigurada que estivesse, tinha toda a importância. Por isso ela ficou popularizada e aclamada, ainda em vida, como “A Santa dos Pobres Dentre os Pobres”.

A missão de amor desta freira que foi um verdadeiro instrumento de Deus, ajudando os mais pobres dentre os pobres e plantando a sua semente de solidariedade continua dando frutos, pois este era o seu grande sonho e a sua razão de viver. Com certeza as suas mensagens de altruísmo permanecem nos corações de muitos – inspirando e mostrando a nossa e as futuras gerações que  verdadeiramente amar ao próximo é amar a Deus.

[ Fonte: Revista “O Mensageiro”, novembro de 2012 ]

* Pedro Jorge de Melo é funcionário público municipal em Arapiraca/AL, e um dos administradores do blog Arapiraca Legal.

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

Anúncios

3 Respostas para “ARTIGOS por Pedro Jorge 3 (Revista “O Mensageiro” – 2014)

  1. Comentário:
    “Parabéns, Pedro Jorge, pelo artigo “João do Pife e Outros Ícones Arapiraquenses”, editado na revista O Mensageiro, edição de julho de 2014. Vejo nele uma fonte de pesquisa para nossos jovens”.
    Cícero Galdino (empresário e poeta).

    Resposta:
    “Agradeço ao amigo, Cicero Galdino, pelas palavras elogiosas endereçadas ao meu artigo. Tudo de bom, amigo! VIVA A CULTURA!”
    Pedro Jorge (funcionário público municipal e administrador do blog Arapiraca Legal).

  2. Comentário:
    “Puxa, que emoção em dobro! Meu pai, meu herói e meu rei, Roberto Carlos! Tenho essa foto! Nesse dia eu, adolescente, apaixonada por Roberto Carlos, ia lhe entregar uma placa, mas de tanta emoção, as pernas não me deixaram chegar até ao palco! Pense! Fantástico o registro de Pedro Jorge sobre o Rei em ARAPIRACA!”
    Neide Vital
    [ Fonte: Facebook de Carleuza Jacinto Ferreira, 26 de setembro de 2014 ]

    Resposta:
    “Legal, Carleuza Jacinto Ferreira e Neide Vital. Fico feliz por vcs terem gostado de meu artigo sobre as apresentações de Roberto Carlos, em Arapiraca/AL. Abs”.
    Pedro Jorge (funcionário público municipal em Arapiraca, e administrador do blog Arapiraca Legal.

  3. Caro amigo Pedro Jorge, segue Acróstico para o mestre Rolando Boldrin, inspirado no artigo de sua autoria para a Revista “O Mensageiro”
    13. SR. BRASIL (“Vamos Tirar o Brasil da Gaveta”)

    ROLANDO BOLDRIN

    R epresentando dignamente os artistas brasileiros
    O portunidade ele dá aos talentos da nossa terra
    L evando aos lares os nossos valores verdadeiros
    A través do rádio e da TV traz paz e não guerra
    N ossa gente é exaltada através das suas cantorias
    D eclamando um belo poema seu programa encerra
    O apresentador ao povo transmite muitas alegrias

    B usca resgatar a autenticidade e formas de expressão
    O programa Sr. Brasil conta com uma ótima estrutura
    L egítimos nomes da ótima música brasileira ali estão
    D omingos ás 10h e reprisado ás quartas pela TV Cultura
    R evelando talentos, ritmos e temas regionais brasileiros
    I nclusive, Rolando no seu programa é brasilidade pura!
    N este tipo de programação Rolando Boldrin é o pioneiro

    José Carlos Gueta – O POETA DO ABC

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s