Casa da Menina


 
PREFEITURA INVESTE NA CASA DA MENINA E ESTIMULA ADOÇÕES
Por Assessoria
 
 
João Antônio da Silva, 51 anos, arquiteto e morador da cidade de São Paulo/SP, e sua esposa Maria Inácio da Silva, 53, viviam em um lar feliz – mas reconheciam a necessidade de algo a mais, o impulso que os fizesse completar a harmonia conjugal. Foi quando descobriram, por meio da indicação de amigos, a Escola Profissional Lar de Nazaré, conhecida como a Casa da Menina de Arapiraca.
 
Lá, conheceram a história apaixonante de duas irmãs gêmeas abandonadas pela família biológica e, após os procedimentos legais e burocráticos necessários, resolveram adotá-las. “É muito bonito e satisfatório poder chegar em casa e receber todo aquele afeto dos filhos e ver aquela bagunça gostosa, realizada por traquinagem de criança. Esse sentimento nos faltava e, com a chegada das nossas duas filhas, me sinto realizado e rejuvenescido”, revelou o arquiteto.
 
Para a prefeita Célia Rocha (PTB), o momento é ideal, já que as esperanças de todos se renovam com o raiar de um novo ano. “Estamos muito felizes com o resultado desse trabalho e, mais ainda, com o acolhimento dessas novas famílias a essas crianças. Sabemos da responsabilidade dessa iniciativa e da necessidade de continuar investindo nele, cuidando de cada criança”, comemorou a gestora.Uma Nova Casa
Fundada no dia 9 de agosto de 1998, pelo monsenhor Aldo de Melo Brandão, a Casa da Menina vem desenvolvendo, com o passar dos anos, ações integradas de acolhimento, educação e saúde para meninas com faixa etária entre 4 meses e 17 anos de idade.Este ano, por solicitação do monsenhor, Aldo, à prefeita, Célia Rocha, a instituição passou a receber apoio e coordenação da Prefeitura de Arapiraca, através da Secretaria Municipal de Assistência Social (Semas).No local, sob indicação da prefeita para assumir a coordenação do abrigo, há seis meses, Zuleide Alcântara – ou Dona Zu, como é tratada por todos – tem desempenhado papel fundamental à frente da instituição, contribuindo
para a formação do caráter moral e psicoeducacional das jovens.Agora, dentre as atribuições da equipe da Prefeitura, está a busca por famílias para as meninas internas. Após um longo período sem realizar adoções – devido a baixa procura de famílias e ações burocráticas da Justiça –, seis jovens foram acolhidas e já se encontram abrigadas com suas novas famílias, a exemplo das gêmeas.

Os interessados em adotar uma das garotas devem comparecer ao Fórum Desembargador João Oliveira e Silva, no bairro de Santa Edwiges, com RG e comprovante de residência, para receber informações iniciais a respeito dos documentos necessários para dar continuidade ao processo. Após análise e aprovação dos papéis, entrevistas serão realizadas com a equipe técnica das varas da Infância e da Juventude.

“Elas passam por um período de transição, no qual são designadas a adaptação familiar; uma espécie de guarda colaborativa, onde, durante a semana ficam com os futuros pais, retornando apenas no final de semana para o nosso abrigo”, informou o secretário da Semas, Daniel Rocha.

Profissionalização e Busca por Talentos
A instituição conta ainda com o apoio da assistente social Edna Alcântara e da psicóloga Sarah Cardoso que, aliadas aos demais funcionários e parceiros, contribuem para a formação profissional das internas,
disponibilizando cursos e atribuições sociais.

“Com base nesse trabalho, observamos quais métodos que podemos instituir para a desenvolver os talentos das nossas meninas. Muitas aqui possuem habilidades para várias áreas! Nós contribuímos para que elas possam aguçar ainda mais seus talentos”, destacou Dona Zu, coordenadora da Casa da Menina.

Além do auxílio da Prefeitura de Arapiraca, a Casa da Menina conta com o apoio de empresas solidárias e comprometidas em manter o instituto de pé. São doados materiais essenciais que contribuem para o sustento tanto das jovens, quanto da estrutura física do local.

Ainda segundo o secretário Daniel Rocha, os serviços disponibilizados pelo abrigo deverão duplicar ainda este ano pondo em prática novos planejamentos estratégicos com suportes psicológico e profissional, com o aval de novos parceiros e com o foco voltado a reinserção familiar.

“Aqui, eu encontrei o verdadeiro sentido da vida! O calor dessas crianças me mostram o quanto é bom fazer o bem, o quanto é satisfatório poder contribuir para a formação de cada uma. A vontade de viver floresce a cada dia que entro no abrigo”, concluiu a coordenadora.

Fonte: jornal “Tribuna do Sertão”, 20 de janeiro de 2014.

____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
CASA DA MENINA
 
Diretor/ Fundador: Monsenhor Aldo de Melo Brandão (in memoriam)
Área de Atuação: Assistencial/educação popular.
Principais atividades desenvolvidas: Atividades educacionais, culturais e de lazer
Atende crianças e adolescentes vítimas de violência sexual, doméstica e de prostituição.
 
Principais projetos realizados: Abrigo permanente de 48 meninas de 7 a 18 anos (exceto 1 criança de 6 anos deficiente física), Oficina de formação (artesanato e crochê).
Pessoal do município cedido para prestar serviços: 10 funcionários.Conta com:
Reforço escolar
Reforço de música (banda)
Trabalhos manuais (bordado, ponto de cruz, filé)
Produção de biscoitos (vendem)
Todas as crianças estudam (Clube de mães, Aurino Maciel, Colégio São Francisco de Assis)
Têm 2 ou 3 – Recepção de Rádio
Têm ônibus – Estado (governo)
Grupo de Dança.Manutenção:
Doações
Entidade mantida pela Escola
Profissional Lar de Nazaré (Penedo)
Entidade filantrópica com registro/atentado de funcionamento inscrito no Conselho Nacional
Não dispõe de equipe multiprofissional
Departamento de Associações Social; B.C.C.; Terapia Corporal
Todo pessoal:
Professor; administrativo
Escola Profissional Lar de Nazaré.
 
Justificativa
A Escola Profissional Lar de Nazaré tem sua sede localizada no centro do complexo das Vilas: São Francisco, Santa Clara e Primavera, na cidade de Penedo – Alagoas e sua extensão – Casa da Menina na cidade de Arapiraca – Alagoas, onde observa-se um considerável aumento dos problemas sociais e cada vez mais são numerosas, as famílias em estado de extrema pobreza, com situação bastante precária que dificultam os meios necessários para criar e formular seus filhos.
 
Dentro deste contexto, vê-se inúmeras crianças e adolescentes em desigualdade no acesso às oportunidades de engajamento por falta de uma atenção especial que lhe é devida como cidadão, impedindo o alcance de um futuro digno.
 
Objetivos: O projeto de Assistência Integral a Criança e Adolescente, tem como objetivo principal fortalecer o vínculo criança-escola.Proporcionando a Criança e Adolescente a melhoria de aprendizagem através de estímulos positivos como aula de reforço e acompanhamento psicopedagógico.Desenvolvendo práticas esportivas, jogos e competições que proporcionam, benefícios do conhecimento do corpo, desenvolvimento da auto-estima e espírito de solidariedade.

Levando a Criança e Adolescente ao desenvolvimento do corpo, memória, expressão e criatividade através de: Danças Folclóricas; Pastoril; Guerreiro; etc.

28 de Janeiro, 2004

Fonte: ABDL – Associação Brasileira Para O Desenvolvimento De Liderança

Relação Das Instituições De Acolhimento Institucional Em Arapiraca:

1 – Associação Mãe Rainha
Endereço: AL 110 – Sítio Mocó, 62.
Telefone: (82)3530-8148
E-mail: lucio.g.s@hotmail.com

2 – Associação Lar São Domingos Sávio
Endereço: Praça Antonio Barbosa 41, Novo Horizonte (próximo a AABB)
Telefone: (82)3521-1076/ 3521-7511
E-mail: larsaodomingossavio@yahoo.com.br

3 – Escola Profissional Lar de Nazaré/Casa das Meninas
Endereço: Rua Guanabara, Capiatã, 601
Telefone: (82)3521-6633/3539-1371
E-mail: casadamenina48@hotmail.com

4 – Fundação Antonio Jorge da Silva
Endereço: Sítio Tabocas 2002, Rua do BNB Clube.
Telefone: (82)3521-1653/3521-7093 (orelhão)
E-mail: mcarmo_pessoa@hotmail.com

5 – Casa de Passagem Mª das Neves Borges
Endereço: Rua Abraão de Oliveira s/n Cavaco
Telefone: 3522-1754.

ARRAIÁ DA CASA DA MENINA

No último dia 22 de junho foi realizado mais um Arraiá da Casada Menina, como objetivo de proporcionar lazer e diversão para as internas e, também manter viva a nossa Cultura junina. Foi uma festança maravilhosa com a presença de todos os funcionários e de alguns colaboradores de nossa instituição, sorteio de balaio junino, apresentação de quadrilha formada pelas meninas.

Logo após, os convidados de deliciaram com as tradicionais comidas típicas: pamonha, canjica, mungunzá, arroz doce, amendoim, bolo de milho, milho verde, dentre outros pratos. Ao redor da fogueira nossas meninas transmitiam alegria – soltando suas chuvinhas, traque-traques, e tanto outros fogos juninos que deixaram mais contagiantes a nossa noite de São João!

Agradecemos a todos que colaboraram direto e indiretamente para que esse evento acontecesse,
especialmente os seguintes:
* DISMOTO Honda;
* Irá Publicidade;
* Rádio Comunitária A Voz do povo, A Voz de Deus;
* SINDLOJAS Arapiraca e
* Madrinhas e Padrinhas da Instituição.

[ Fonte: revista “O Mensageiro”, julho de 2012 ]

 
Pesquisa e edição: Gilvan Juvino
E-mail: blogassociado1@live.com
 
Anúncios

12 Respostas para “Casa da Menina

      • Boa tarde Sr. Josélio!

        “Os interessados em adotar uma das garotas devem comparecer ao Fórum Desembargador João Oliveira e Silva, no bairro de Santa Edwiges, com RG e comprovante de residência, para receber informações iniciais a respeito dos documentos necessários para dar continuidade ao processo. Após análise e aprovação dos papéis, entrevistas serão realizadas com a equipe técnica das varas da Infância e da Juventude.”

  1. Quero agendar uma visita, pois eu queria realizar um sonho meu e de minha namorada de visitar crianças que estão precisando de apoio, iremos vestidos de palhaços e tentaremos alegrar as crianças lá existentes. Quero agendar para o dia 18 de junho de 2014, pois é aniversário dela e quero fazer uma surpresa.

  2. NOTA DE ESCLARECIMENTO

    Esclarecemos a todos, que às obras Sociais fundadas na cidade de Arapiraca/AL, pelo saudosíssimo Monsenhor Aldo de Melo Brandão: Casa da Menina, Rádio A Voz do Povo, A Voz de Deus 105,9 FM, Unidade de Recuperação à Criança Desnutrida e Creche Meu Lar, continuam funcionando e independentemente do resultado da decisão judicial que será decidida nos próximos dias, quanto a administração de todo O Complexo Mons. Aldo de Melo Brandão, onde estão situadas as instituições acima mencionadas, todo o trabalho Social já existente será mantido, mesmo que o Complexo fique sobe à responsabilidade do Lar de Nazaré, instituição fundada na Cidade de Penedo-AL, também pelo Monsenhor Aldo.

    Quaisquer informação, sobre o fim das Obras Sociais do Monsenhor Aldo em Arapiraca ou sobre “troca” de instituição, não passam de especulações e boatos. Nos últimos dias de vida de Monsenhor Aldo, um dos seus pedidos sempre foi de que não deixassem que suas Obras Sociais “morressem” junto com ele e que todos se unissem para que seu trabalho tivesse continuidade. A Rádio Comunitária 105,9 FM Passará a ser administrada nos próximos dias, atendendo a um dos últimos pedidos do Mons. Aldo, pelo Padre Redentorista, Eugênio Alexandre, pároco da Paróquia de Cristo Redentor, bairro Eldorado.

    A Direção.

  3. Associação a Voz do Povo, a Voz de Deus
    Endereço: Rua Guanabara, 593 – Capiatã
    CEP: 57.300-560 – Arapiraca/AL
    Telefone: (82) 9607.5557.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s