JOSÉ AMARO FILHO

“Realmente não há apoio para o artista popular. São poucos os que valorizam as coisas da própria terra, a maioria só gosta do que vem de fora”. – José Amaro Filho
BIOGRAFIA – José Amaro Filho

O pernambucano, José Amaro Filho, nasceu no dia 11 de maio de 1932. É filho do Sr. José Amaro Silva e de D. Maria Francisca da Conceição. Chegando do estado de Pernambuco com 20 anos de idade e, ainda sem nenhum documento de identificação, foi para o sítio Pau Ferro, município de Batalha (AL), chegando lá por intermédio do Sr. ( ?), conseguiu regularizar sua documentação e voltou a residir em Arapiraca (AL) até os dias e hoje.

Sua esposa Maria Julieta de Menezes e sua filha Elza Maria formam uma dupla de Tuadeiras, com um CD e um DVD lançados.

Zé Amaro apresentou diversos programas nas seguintes emissoras de rádio:
* Rádio Cultura (rádio do Claudionor), durante 2 anos;
* Rádio Antena de Publicidade (Prefeito João Lúcio), 2 anos;
* Rádio Novo Nordeste, 12 anos;
* Rádio Cultura de Arapiraca (Grupo Geraldo Bulhões), 9 anos.

Cantou nas emissoras de rádio:
* Rádio Sampaio (Palmeira Dos Índios/AL);
* Rádio São Francisco (Penedo/AL);
* Rádio Liberdade (Sergipe/SE);
* Rádio Nacional (São Paulo/SP).

Em sua trajetória artística, fez parcerias com os seguintes artistas:

Alagoanos:
Darci Felix de Menezes / José Pequeno / Abelardio de Souza / José de Souza / José Francisco / José Gonzaga / Manoel Oliveira / João Caboclo Linho / Guarita / Benedito Pereira / Olegário / Barros Novais / Roxinó / Lourival / Antônio do Algodão
Alfredo de Menezes / Duda Ferreira / José Ferreira / Antônio Minrin / Antônio Pinheiro / Lavandeira / João de Lima / Gilberto Calixto / José Calixto / Noel Calixto / Andorinha / Manoel de Góis / Patativa Branca / Patativa Preta / Dão.

Pernambucanos:
Raul Vicente / Lourival Barbosa / Manoel de Souza / Prigídio Bernardi / Ivanildo Vila Nova / José Lucas / Neve Branca / Curió.

Baianos:
Limeira da Bahia / Palmerinha da Bahia.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

AS RAÍZES DO REPENTE PERSISTEM EM ZÉ AMARO FILHO

Aos 72 anos de idade, José Amaro Filho, fotógrafo aposentado, divide seu tempo entre fabricar remédios caseiros e escrever poesias. Para ele qualquer assunto pode se transformar numa trova, até mesmo com o nome do jornal:
“Do Poeta José Amaro Filho / Repentista de verdade / Para o Jornal Alagoas em Tempo / Jornalismo com credibilidade / Veio para Arapiraca / Para o bem de nossa cidade”.

Ele conta que começou a escrever versos e fazer repentes aos 20 anos de idade, junto com um amigo, que já faleceu. “O poeta tem o dom da vidência. O verso chega assim no pensamento e se ele não escrever o verso, o verso acaba indo embora. Mas como eu decoro fácil, algumas poesias eu sei de cabeça”, afirmou.

Zé Amaro era fotógrafo, mas acabou sendo aposentado por invalidez. Quando ele ia revelar as fotos, manuseava o líquido revelador com as mãos e depois acabava esfregando nos olhos, o que acabou prejudicando a vista. Hoje ele tem que fabricar e vender remédios caseiros para completar a renda da família. “Realmente não há apoio para o artista popular. São poucos os que valorizam as coisas da própria terra, a maioria só gosta do que vem de fora”, disse.

Ele conta que hoje não faz mais apresentações. “Já passei 20 anos fazendo programa numa rádio de Arapiraca, e porque deixei a mensalidade atrasar 15 dias, tiraram meu programa do ar, sem nenhuma explicação”, afirmou, contando que sempre que queria se apresentar em alguma rádio tinha que pagar um espaço.

Fonte: Jornal “Alagoas Em Tempo”, edição de 15 a 30 de dezembro de 2003.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

HISTORIA DAS PLANTAS MEDICINAIS [ Plantas que Curam ]
Autor: José Amaro Filho

Ó Deus poderoso Pai / Rei dos reis e Pai dos pais
O Teu poder soberano / Me ajuda muito mais
Para escrever a história / Das plantas medicinais.

Pra comprar medicamentos / O pobre não tem dinheiro
Das plantas medicinais / Faça o remédio caseiro
Com poder de Jesus / Você melhora ligeiro.

Das plantas medicinais / Faça um remédio pra os seus,
Porque eu das mesmas plantas / Tenho feito para os meus
Até hoje estão vivendo / Todos bons graças a Deus.

O chá perpetua branca / Junto com manjericão
De colônia e cravo branco / Serve para o coração
Na hora que a crise ataca / Pode salvar um cristão.

Raiz de urtiga branca / O chá é para apendicite
A casca do pau pereira / É para ulcera e gastrite
A casca da sucupira / O chá é pra bursite.

Se sofrer de pressão alta / Na hora que lhe atacar
Tome o chá de milho alpiste / E chuchu mande preparar / Evite comida salgada / Que você vai melhorar.

Pressão baixa também trás / Uma fraqueza geral
Chá de alecrim e canela / É muito especial
Com cenoura bastante / E tome leite com sal.

Para depressão nervosa / Tome o chá de agrião
Enxaqueca e mal estar / O chá de flor de mamão
Para o baço tome o chá / Da folha da fruta pão.

Para bronquite procure / Mangará de bananeira
Faça o lambedor e tome / Com casca de mangueira
Casca de angico e eucalipto / É lambedor de primeira.

Para angina você tome / Um chá que servido vem
Manjericão da folha miúda / De alfavaca também
De carqueja e bela dona / Tome o chá que passa bem.

E para colesterol / Tome o chá de berinjela
Com oliveira roxa / Procurando encontrar ela
Evite gorduras e massas / De saúde a gente zela.

Se você sofre de asma / Mande logo preparar
O chá de cordão de frade / E depois mande torrar
A semente do quiabo / E faça o café pra tomar.

Da casca de jatobá / Faça um chá e tenha fé
Do óleo de copaíba / Três gotinhas no café
Tenha fé em Jesus Cristo / Que maravilhoso é.

Se você sofre de cálculo renal / Não vá procurar distancia
Chá do rabo da raposa / Em estante acaba a anciã
Raiz da urtiga vermelha / E tome água em abundância.

Quem sofre de diabetes / A casca de oiticica
É um chá maravilhoso / Logo melhor você fica
Coalhada e sumo de limão / Traz uma saúde rica.

Para inflamação no útero / O chá de jequitibá
A raiz do caldo santo / A casca de jatobá
A casca de baba timão / E a raiz de manacá.

Inflamação no ovário / Faça um chá com atenção
Casca de jequitibá / Uma banda de limão
Folha de cana do brejo / E vassourinha de botão.

Para inflamação nos rins / Chá da folha da mangueira
Com folha de abacate / E a folha de nogueira
A raiz do quebra pedra / E a folha de pitangueira.

Para inflamação na próstata / Imbiratanha é de verdade
Raiz de malissa roxa / Tem grande capacidade
Com macela e jatobá / Tome o chá em quantidade.

Quem sofre de labiritite / Feijão brabo é verdadeiro
O chá da cebola roxa / Com folha de anduzeiro
Marmeleiro do Sertão / E umburana de cheiro.

Fraqueza sexual / Catuaba é de primeira
Junto com nó de cachorro / E semente de romãzeira
Semente de melancia / E catingueira rasteira.

Para doenças veneras / Chá de casca de gitó
A casca de copaíba / A casca de mororó
Bata de pega pinto / E raiz de pito.

A casca de mulungu / Tem uma ação relaxante
Sobre os músculos e os nervos / O chá melhora bastante
Para fraqueza e insônia / O chá é grande calmante.

O chá de boldo do Chile / Digestiva é a produção
Produzida pelo fígado / Que ajuda a digestão
Produzida pela bile / Não ofende a pressão.

As flores da camomila / Das plantas medicinais
Para a digestão e gases / E cólicas intestinais
Hemorróidas e câimbras / Este chá é bom demais.

Das folhas do alecrim / Tome pra facilitar
A secreção da urina / A formação estimular
Tome este Chá que é bom / Não se esqueça de tomar.

Cambará é para tudo / Salsa, parrilha e sabugueiro
Parreira e eucalipto / Este Chá é verdadeiro
Se está com febre ou tosse / Você melhora ligeiro.

Para os rins você toma / O chá de mandacaru
A raiz de quebra pedra / E a folha de andu
Folha de cana do brejo / Com a raiz de bambu.

Erva de Santa Maria / Para verme é garantida
Esta erva no Brasil / Por mastruz é conhecida
Tome com leite em jejum / Que a verme é destruída.

Tome o chá de erva doce / E chá de erva cidreira
Sua essência e seu sabor / Acaba sua canseira
É calmante digestivo / Pra dormir a noite inteira.

Hortelã da folha miúda / O sumo é pra preparar
Junto com mel de abelha / Em jejum pode tomar
É remédio para ameba / Tome para eliminar.

Para catarro no peito / Prepara a cebola branca
Gengibre e mel de abelha / Alho e limão destrancam
Este catarro no peito / Ligeiramente arranca.

Para dores reumáticas / A folha de castanhola
Raiz de chapéu de couro / Tome este chá que controla
A casca da algaroba / Depois pode jogar bola.

Para cálculos biliares / Chá de hortelã miúda
Com tamarindo e carqueja / Uma palma de arruda
Que para curar ajuda.

Para digestão difícil / Tome o chá de alecrim
De capim santo e de endro / Este chá é ruim
Guaraná louro e carqueja / A doença leva ao fim.

Para dores de urina / Vá pisar rapidamente
Seis sementes de laranja / Faça um chá e tome quente
Com cabelo de milho / Que você fica contente.

Inflamação de uretra / Banho de asseio é verdadeiro
Mulher fazer a lavagem / Da casca de cajueiro
Jurema preta e corama / E casca de juazeiro.

Para gastrite nervosa / Folha de samba-caitá
O chá com mel de abelha / E casca de jatobá
A raiz de pega pinto / E semente de guaraná.

Para o câncer você tome / De uma planta milagrosa
Sumo da folha de couve / Mel de abelha e babosa
A casca ipê roxo / Traz saúde corajosa.

Para uma pancada forte / A casca de quixabeira
De bom nome é de angico / Jatobá e aroeira
Casca de baba timão / Com a raiz de parreira.

Enxaqueca quando ataca / O chá da flor do mamão
Mais sendo o mamão de corda / Cuidado peste atenção
Colônia e camomila / Junto com manjericão.

Pra vesícula preguiçosa / Tome que você melhora
Chá de alfazema branca / A dor acaba na hora
Tome com fé em Jesus / Que esta dor nao demora.

Pra dores na coluna / A folha cuitizeira  / Conhecida por coité / O chá da folha é primeira / Folha de chapéu de couro / Com casca da pitombeira.

Para bronquite crônica / Faça e tome lambedor
Com limão e beterraba / Quem tem um grande sabor
Três flores de muçambê / Vai acabar esta dor.

Para coceira e sarna / Tome o banho de cozimento
De melão de São Caetano / Que tem grande talento
Entre casca de cajueiro /Acaba este sofrimento.

Depurativo de sangue / Tome chá de agrião
Amor prefeito e angélica / Com o sumo de limão
Pega pinto e sabugueiro /Capeba e baba timão.

Para acidez no estomago / Tome o sumo de corama
Com leite e mel de abelha / Que melhora e não inflama
De gastrite o queimou passa / Você dorme e não reclama.

Quem sofre de piorréia / Escove os dentes com sal
Com casca de juá / Que penetra no canal
Com sumo de limão / Que é muito especial.

Quem sofre de eczema / Do melão de São Caetano
Faça um banho e vá usando / Pense em Deus não mude o plano
Que você vai melhorar / Com fé em Deus soberano.

Para falta de memória / Tome o chá de agrião
O chá de cebola roxa / Chega mais disposição
Produzindo energia / Coragem e compreensão.

Quem sofre de anemia / Mande procurar por perto
Folhas de velame branco / E maduras eu lhe desperto
Faça o chá e vá tomando / Que é o remédio certo.

Se não urinamos bem / Procuramos pra tomar
Fazer chá de alecrim / Que ajuda a urinar
Tenha fé e pense em Deus / Que você vai melhorar.

Quem sofre urina ardosa / Tome o chá de alfavaca
Manjericão de folha larga / A doença fica fraca
Ligeiramente melhora / Desta dor que lhe ataca.

Meus senhores e senhoras / Queridos filhos e pais
Termino aqui a história / Dos remédios naturais
E a farmácia de Deus / As plantas medicinais.

Aqui termina a historia / Só pude escrever assim
Peço desculpas aos leitores / Se alguém achou ruim
Tire a falta da historia / E bote em cima de mim.

O autor:
Infelizmente em nosso país existe para muitos uma situação que não há medico por perto ou a extrema pobreza em que se vive impossibilita a compra de remédios de alto custo; assim só resta recorrer a Deus.

As plantas tem o nome de farmácia de Deus, realmente nas plantas de Deus, colocou gratuitamente remédios para todas as doenças, o chá das plantas opera verdadeiros milagres, não existem chá que faz mal, o chá certo sempre faz bem.

José Amaro Filho, violeiro, repentista e cordelista , tem realmente uma grande folha de serviços prestados a cultura popular regional e ainda vai continuar por muito tempo pois ainda tem muita disposição para atuar como poeta em diversas áreas conforme podemos observar.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

FEIRA DE ARAPIRACA
Autor: José Amaro Filho (poeta popular)

Na feira de Arapiraca / Dia de segunda-feira
Arroz, farinha e feijão / Têm batata e macaxeira
Laranja doce e banana / Abacaxi de primeira.

Tem muitas bancas na feira / De roupas para vender
Calças, camisas e vestidos / Para a pessoa escolher
Vestir bem e passeia / Com muito gosto e prazer.

Carne de boi de primeira / De bode, porco e galinha
Peixe pra vender nas bancas / Cara, traira e sardinha
Quem não compra peixe grande / compra uma piabinha.

Cebola, alho e tempero / Batatinha e verdura
Queijo, bolo e tapioca / Mal-casada e rapadura
Abobora caboclo e de leite / E melancia madura.

Tem bancas de calçados / Pra gente comprar barato
Você escolhe o melhor / Chinelo bom e barato
Botina forte de couro / Pra gente correr no mato.

La na feira dos arreios / Tem facão, facas e foices
Sela, rabixo e chicote / Chapéu de couro e macaca
O que procura encontra / Na feira de Arapiraca.

Pesquisa: Blog Arapiraca Legal
Edição: Gilvan Juvino.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

CASA DA CULTURA*
Autor: José Amaro Filho (poeta popular e repentista)

Obrigado a Célia Rocha / Por nos daar esta riqueza
Esta Casa da Cultura / Acabou nossa tristeza
Assim é que Arapiraca / É “Forte por Natureza”

Maria Cícera Pinheiro / Maravilhosa figura
Valoriza os artistas / Por ser ótima criatura
Merece ser secretária / De Educação e Cultura

Parabéns a Pedo Onofre / Com sua dignidade
Valorizando o artista / Com carinho e amizade
Para a Casa da Cultura / É a nossa sociedade

Obrigado Zezito Guedes / Nosso diretor de Cultura
Que é folclorista e poeta / De uma ideia segura
O seu trabalho escrito / É uma certeza pura.

* Em 20 de agosto de 1998, José Amaro Filho assim declinou e versou sua satisfação pela inauguração da Casa de Cultura de Arapiraca (AL).

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

CONTATO / Zé Amaro
Celular: (82) 9625-4473.

3 Respostas para “JOSÉ AMARO FILHO

  1. TRIBUTO – Zé do Rojão

    Zé do Rojão
    Autor: José Amaro Filho (Repentista, cordelista – Poeta popular)*

    1.
    Em vinte e três do novembro / De dois mil e treze o ano
    Arapiraca cobriu-se / De tristeza e desengano
    Zé do Rojão se acabou / Só resta a saudade que ele deixou
    Para o povo alagoano.

    2.
    José Cicero dos Santos / Era o seu nome verdadeiro
    Nasceu no ano de 38 / Em vinte sete de fevereiro
    Em onze de dois mil e treze faleceu / Arapiraca perdeu
    Um grande artista guerreiro.

    3.
    Deixou a mulher e filhos / Amigos, parentes e manos
    Foi morar no cemitério / Cadeia do desengano
    Uma morada esquisita / Onde só tem visita
    Uma vez por ano.

    4.
    Partiu do mundo dos vivos / Porque chegou o seu dia
    Estar na morada eterna / Com Jesus e com Maria
    Onde ninguém não era / E o corpo ficou na terra
    Debaixo da terra fria.

    5.
    No céu não se vê escravo / Nem um do outro senhor
    As fortunas são iguais / E todos em só uma cor
    É diferente daqui / Para o dono dali
    Dinheiro não tem valor.

    6.
    Dona Marisa chora / Derrama lagrimas no chão
    Ao lado dos seus filhos / Triste sem consolação
    Chorar é o seu papel / Para seu esposo fiel
    Que foi o Zé do Rojão.

    7.
    Ela chorando diz: / Ou meu Deus tenha piedade
    Protege o meu esposo / Por vossa Santa Bondade
    Cubra ele com seu véu / Lhe de um cantinho no céu
    Lá na santa eternidade!

    8.
    Era querido de todos / Foi bom esposo e bom pai
    Do coração da família /Suas lembranças não sai
    Lá em sua moradia / Ficou a fotografia
    Lembrança que mais distrai.

    9.
    Cantor e declamador / De grande capacidade
    Sorridente e brincalhão / Cheio de felicidade
    Era querido e amado / Por todo mundo abraçado
    Na alta sociedade.

    10.
    Grande comunicador / Locutor de tradição
    Na Rádio Novo Nordeste / Fazia a locução
    Foi embora o nosso artista / Declamador e humorista
    Que foi ZÉ DO ROJÃO.

    * Arapiraca, 28 de novembro de 2013.

    CONTATOS – José Amaro Filho

    Endereco: Rua João Francisco de Souza, 23 – Bairro: Cavaco
    Celular: (82) 9625-4473.

    [ Editado por Pedro Jorge ]

  2. EVITE A DENGUE
    Autor: José Amaro Filho (poeta-cordelista e repentista)

    Senhoras donas de casa / Ouçam o que eu vou lhe far
    Cuidado com o mosquito / Não deixe água acumular
    A dengue é uma doença / Forte e capaz de matar

    A dengue é uma doença / Por mosquito é transmitida
    Que se reproduz em água / Parada e sem ter saída
    É uma doença perigosa / E pode tirar sua vida

    É escuro, é rajado / De branco este infeliz
    É mosquito perigoso / Que a medicina diz
    Quando chove aumenta o número / de caso em todo país

    Este mosquito da dengue / É um mosquito teimoso
    Em água limpa e parada / Gosta de fazer seu pouso
    Cuidado muito cuidado / Que o mosquito é perigoso

    Os sintomas da doença / São dor de cabeça forte
    Dor nos olhos e febre alta / Talvez você não suporte
    Dor nos músculo, dor nas juntas / Pode até levar-lhe a morte

    manchas vermelhas no corpo / Falta de apetite e franqueza
    Sangramento nas gengivas / E do nariz, é uma tristeza
    Se o cristão não se tratar / Vai morrer sem ter defesa

    A única maneira é não deixar / Este mosquito nascer
    A picada do mosquito / Faz a gente adoecer
    Depende muito de nós / Não deixar ele viver

    Não deixar permanecer / destampando os eu lixeiro
    Garrafas, plantas e vasos / Pneus velhos no terreiro
    Copos descartáveis, tampinhas / Onde a água faz paradeiro

    IEC é informação / Pedimos a Deus que não mude
    Educação e comunicação / Pedimos que nos ajude
    Vocês que trabalham forte / para o bem de nossa cidade

    Já terminei meus versinhos / Que tirei da minha memória
    vamos acabar com o mosquito / Esta é que é a história
    Que o mosquito se acabando / todos nós ganha a vitória.

    Fonte: cordel “História das Plantas Medicinais – Plantas Que Curam (2009)” – José Amaro Filho.

  3. FEIRA DE ARAPIRACA
    Autor: José Amaro Filho / Zé Amaro (poeta-cordelista e repentista)

    Na Feira de Arapiraca / Dia de segunda-feira
    Arroz, farinha e feijão / Tem batata e macaxeira
    Laranja doce e banana / Abacaxi de primeira

    Tem muitas bancas na feira / De roupas para vender
    Calças, camisas e vestidos / Para a pessoa escolher
    Vestir bem e passeia / Com muito gosto e prazer

    Carne de boi de primeira / De bode, porco e galinha
    Peixe pra vender nas bancas / Cara, traíra e sardinha
    Quem não compra peixe grande / compra uma piabinha

    Cebola, alho e tempero / Batatinha e verdura
    Queijo, bolo e tapioca / Mal casada e rapadura
    Abóbora caboclo e de leite / E melancia madura

    Tem bancas de calçados / Pra gente comprar barato
    Você escolhe o melhor / Chinelo bom e barato
    Botina forte de couro / Pra gente correr no mato

    Lá na feira dos arreios / Tem facão, facas e foices
    Sela, rabixo e chicote / Chapéu de couro e macaca
    O que procura encontra / Na Feira de Arapiraca.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s