ARTISTAS DE ARAPIRACA (3)

                                                        CAPÍTULO 1 (Continuação)

                                                                            FORRÓ

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

CAPÍTULO 1 – FORRÓ (Continuação)

1.17. José Lessa Gama (Zé Lessa, Maceió – AL) // 1.18. Manoel Gazeta, O Ídolo do Forró-Brega // 1.19. Mário Maia // 1.20. Mary Silva // 1.21. Maxsuel do Acordeon // 1.22. Messias Lima (Pindoba – AL) // 1.23. Miguel Vieira // 1.24. Moisés do Forró // 1.25. Neide Morena // 1.26. Piter Lima, O Cantor Apaixonado! // 1.27. Radielson do Acordeon // 1.28. Riccardo Lima (Maceió – AL) // 1.29. Romilton Júnior (Radialista, in Memoriam) // 1.30. Severino do Papel (In Memoriam) // 1.31. Severo da Mata Limpa (Lagoa da Canoa – AL) // 1.32. Tânia do Arrocha & Paixão Musical (Tânia Dules) // 1.33. Trio – Os 3 Nordestinos com Zezinho do Acordeon // 1.34. Zé do Rojão (In Memoriam) // 1.35. Zé Dules (Grupos Dengo do Forró e A2) // 1.36. Zé Moreira (Família Moreira) // 1.37. Zé Paulo, O Major do Forró.

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Resultado de imagem para Mário Maia arapiraca

1.17 l  JOSÉ LESSA GAMA (ZÉ LESSA) [ Site Forró Alagoano, Maceió (AL) ]

“Foi muito importante conhecer pessoalmente o Pedro Jorge, pois não tenho dúvida que haverá um intercâmbio das nossas relações em defesa do genuíno forró alagoano. O projeto Cultura na Praça do nosso amigo, Afrísio Acácio do Acordeon, é um dos principais pontos de encontros dos forrozeiros do Agreste alagoano. Havendo o estreitamento das relações entre o blog Arapiraca Legal e o site Forró Alagoano, quem vai ganhar com isso são os amantes do forró pé de serra!” (José Lessa Gama, site Forró Alagoano, Maceió – AL)

José Lessa Gama (Zé Lessa) administra o site Forró Alagoano (www.forroalagoano.com) com sede, em Maceió (AL). Ele é um dos maiores pesquisadores, defensores e divulgadores do legítimo forró pé de serra do estado de Alagoas.

José Lessa Gama, foi o responsável pela reativação do Prêmio Gerson Filho de Cultura Popular, em 2011. Neste mesmo ano, ele promoveu a 1ª Noite do Forró Alagoano e o I Fórum do Forró Alagoano que contaram com as participações de Sandoval, Messias Lima, Toninho Guedes, Joci Batista (in memoriam) e sua filha Jocilmar Batista, Robertinho dos 8 Baixos (filho de Gerson Filho e Clemilda), Eliezer Setton, Geraldo Cardoso, Xameguinho, Tião Marcolino, Naldo do Baião, Afrisio Acácio do Acordeon e dos 8 Baixos, Chico Santos, Irineu Nicácio, Lula Sabiá e Chau do Pife.

A entrega da Comenda Gerson Filho teve como palco o Teatro de Arena Sérgio Cardoso, em Maceió (AL), e condecorou os radialistas Eudes Santos, Humberto Maia, Romildo Freitas, Jalon Cabral; entre outros responsáveis, há bastante tempo, pela divulgação maciça do forró pé de serra no estado de Alagoas. O idealizador do Prêmio Gerson Filho, Zé Lessa, recebeu inúmeros cumprimentos pela ativação do prêmio.

     Em 2015, Lessa, realiza a Exposição Gerson Filho – “O Rei dos 8 Baixos”; comemorando o centenário do saudoso sanfoneiro alagoano, Gerson Filho, e apresentou uma linha do tempo contando a biografia dele paralelamente ao que acontecia no Universo do Forró nas décadas de 1920 a 90. Foram expostos os LPs e, também, indumentários do acervo pessoal de Gerson e de sua esposa, Clemilda (in memoriam). Como curador da exposição, Zé Lessa, destacou o estado de Alagoas como berço de personagens relevantes para a cultura brasileira. “Nesta terra floresceram grandes artistas, como Gerson Filho: figura pioneira na sanfona dos 8 baixos”, declarou. A abertura da mostra foi no dia 19 de junho.

Homenagem (José Lessa Gama / Zé Lessa):                                                                             “Zé Lessa é o grande defensor do forró pé de serra. Precisamos de pessoas engajadas para poder difundir a nossa verdadeira música nordestina. Lessa é o maior divulgador do forró alagoano e um grande preservador da beleza musical do Nordeste! ” (Chico Santos)

Fontes: sites Forró Alagoano José Lessa Gama (Zé Lessa) e Qualquer Instante Jalon Cabral; blog Arapiraca Legal; jornal Gazeta Alagoas redação e Facebook José Lessa Gama Lessa.

 

1.18 l  MANOEL GAZETA, O ÍDOLO DO FORRÓ-BREGA    

O forrozeiro Manoel Gazeta, O Ídolo do Forró-Brega; atualmente está radicado no município de Marechal Deodoro (AL). Ele já se apresentou em diversas casas de espetáculos, em Arapiraca (AL) dedicadas ao legítimo forró pé de serra a exemplo do antigo Forró do Ciriaco. Gazeta, também, já participou diversas vezes do tradicional projeto Cultura na Praça – comandado pelo Mestre Afrísio Acácio do Acordeon e dos 8 Baixos.  O CD (Volume 2) de Manoel Gazeta contém 13 faixas e, é intitulado O Ídolo do Brega – Todo Amor Que eu Lhe Dei.

Fonte: blog Arapiraca Legal (entrevista exclusiva com Manoel Gazeta) Pedro Jorge.

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, multidão

Crédito da foto: Facebook Alonso Ajsok.

1.19 l  MÁRIO MAIA [Cantor/Compositor Popular e Forrozeiro]

O veterano músico, cantor e compositor, Mário Mai; é um dos representantes do movimento musical denominado Jovem Guarda Arapiraquense – Anos 1960 e 70. Ele nasceu na cidade de Bom Conselho (PE) e está radicado, há bastante tempo, no município de Arapiraca (AL). Maia se apresenta acompanhado de sua banda, em shows e festas particulares; e, também, participa regularmente do projeto Cultura na Praça.

     Mário Maia, integrou as seguintes bandas musicais: Som 7, Pop Som Show, Os Astronautas, Status Som, Águia de Ouro e Laranja Mecânica. A sua canção, Farinha do Mesmo Saco, foi incluída na trilha sonora da novela O Marajá Exibida nos anos 1990, pela antiga Rede Manchete. 

Linha do Tempo (Mário Maia):                                                                                                

2012 O evento Centenário de Luiz Gonzaga foi realizado no dia 12 de dezembro. Mário Maia, foi um dos destaques desta homenagem aos 100 anos de nascimento do Rei do Baião. A festa foi realizada na Tenda Cultural da praça Luiz Pereira Lima, em Arapiraca. Este show foi idealizado pelo ponto de cultura Corredor da Cultura e organizado pela SECTUR (Secretaria de Cultura e Turismo de Arapiraca) nas gestões de João José Marques (secretário de Cultura e Turismo); e de Luciano Barbosa (prefeito). A produção do audiovisual foi de Claudivan Santos.

2016 A arapiraquense, Jucyelle Pereira (moradora do sítio Breu) – Miss Mundo Alagoas 2016 –, gravou uma música de Luiz Gonzaga (1912-1989) com a participação de Mário Maia. Esta apresentação fez parte das provas obrigatórias (gravadas em vídeo) que as candidatas realizaram para pontuação no concurso Miss Mundo Brasil – 2016.

Fontes: blog Arapiraca Legal (entrevista exclusiva com Mário Maia) Pedro Jorge; Facebook Mário Maia e Youtube Claudivan Santos.

 

 

A imagem pode conter: 4 pessoas

Crédito da foto: Facebook Alonso Ajsok.

1.20 l  MEIRE SILVA

A forrozeira, Mary Silva, é servidora pública municipal aposentada do município de Arapiraca (AL). Ocasionalmente, ela participa do projeto Cultura na Praça comandado pelo Poeta-Vaqueiro Afrísio Acácio do Acordeon e dos 8 Baixos. Este imperdível evento artístico-cultural é realizado, às segundas-feiras das 9 ás 12h, na Tenda Cultural localizada na praça Luiz Pereira Lima (antiga Praça da Prefeitura).

Uma das músicas preferidas de Mary Silva é Vou de Tutano um dos maiores sucessos do paraibano, Jackson do Pandeiro (1919-1982) –, cujos versos são os seguintes: “Se tutano fortalece / Eu vou correndo procurar um matadouro / Vou à procura de tutano / Pra me lembrar do meu tempo de namoro / Me disse um velho que tutano todo dia / Traz caloria para o homem de quarenta / E a mulher que tiver desanimada, / Ficará mais assanhada do que molho de pimenta / Essa receita veio caída do Céu / Vou de tutano pra outra lua de mel.“      

Fontes: blog Arapiraca Legal (entrevista exclusiva com Mary Silva) Pedro Jorge e; sites Letras Jackson do Pandeiro e Wikipédia, a enciclopédia livre redação.

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, tocando um instrumento musical

Crédito da foto: Facebook Maxsuel do Acordeon. 

1.21 l  MAXSUEL DO ACORDEON

“Tenho trabalhado para sempre progredir. Apesar de minha pouca idade, já conheço muita coisa e pretendo estar sempre em contato direto com a nossa cultura. Guardo tudo o que vou ouvindo e a internet é um importante aliado nessa busca pelas nossas raízes nordestinas! Eu não tenho palavras pra agradecer a atenção que o Pedro Jorge tem ao meu trabalho artístico. Muito obrigado mesmo de coração!” (Maxsuel do Acordeon)

O jovem forrozeiro, Maxsuel do Acordeon, vem se destacando como sanfoneiro. Ele é um prodígio do forró arapiraquense e começou a se interessar por música ainda muito cedo. Com 12 anos de idade recebeu aulas do Mestre Afrísio Acácio do Acordeon e dos 8 Baixos no Centro de Tradições Nordestinas Rancho do Matuto, e chegou a acompanhá-lo tocando zabumba em diversos shows. Maxsuel do Acordeon se apresentou com destaque, em 2014, no Arraiá aí Dento Tem Festa no Sítio, no Bairro Primavera, e puxou também a quadrilha matuta deste evento.

Maxsuel, recorda-se de uma tarde especial em que passou ao lado do radialista e forrozeiro, Zé do Rojão (1938-2013). “No dia 27 de junho de 2015, fez dois anos de nosso encontro. Eu falei que estar conhecendo-o era uma honra pra mim, já que ele é referência para nossa Cultura popular. E, na minha frente, ele com lágrimas me disse emocionado: Meu filho, é muito raro um jovem feito você dar valor ao nosso trabalho hoje em dia! ’ ”; conta Maxsuel do Acordeon, afirmando se sentir realizado por ter conhecido pessoalmente este baluarte da tradição nordestina. No final de 2013, ainda teve a oportunidade de tocar zabumba Acompanhando o saudoso e inesquecível, Zé do Rojão , durante um programa da Rádio Gazeta FM de Arapiraca (101,1). Com influências como Luiz Gonzaga (1912-1989) e Trio Nordestino; o jovem Maxsuel do Acordeon trilha um belo e desafiador caminho de resgate do autêntico forró pé de serra.

Homenagens (Maxsuel do Acordeon):                                                                                         

1 – “Eu me orgulho bastante do legado artístico que o meu filho está levando à frente. Meu irmão também é sanfoneiro, em Maceió (AL). Creio que seja de sangue!” (Luzineide Carvalho, mãe de Maxsuel do Acordeon)

2 “Maxsuel do Acordeon é um jovem de muito talento. A sua paixão pelo acordeom vai além de sua imaginação, levando alegria e harmonia aos corações de quem ouve o som de sua sanfona. Um verdadeiro dom de Deus! Não é pra qualquer um, é pra quem merece tão grande bênção do Céu!” (Memorial Damião do Acordeon – redação)

3 – “Muito bom, adorei. Mereces esse reconhecimento! Sou sua fã, meu amigo. Maxsuel eu te desejo muito sucesso. Deus te abençoe nessa caminhada pela estrada afora!” (Betty Soares)

Fontes: site Prefeitura Municipal de Arapiraca – Departamento de Imprensa e Facebook Maxsuel Do Acordeon.

 

Resultado de imagem para Messias lima arapiraca

Crédito da foto: site Musicme.         

1.22 l MESSIAS LIMA   [Pindoba (AL)]

Messias Lima é um artista eclético: forrozeiro, compositor e radialista. Ele é natural de Pindoba (AL), contudo viveu sua adolescência e juventude na cidade de Maribondo (AL). São mais de 20 anos de carreira artística e diversos discos gravados. O primeiro vinil foi um compacto duplo intitulado Messias Lima e Seus Valentes (Beverly – 1986) contendo as seguintes faixas: Morando na Selva (Messias Lima / Ronaldo Café), Balanço Quente (Messias Lima), Canto de Outrora (Antônio Barros) e Acabou a Solidão (Messias Lima e Irineu Nicácio).

Grandes artistas já gravaram as composições de Messias Lima a exemplo de Clemilda e Mestre Zinho (in memorians); Edson Duarte, Alves Correia e outros grandes artistas de expressão nacional. Vale lembrar o compromisso de seu trabalho artístico com o cotidiano do povo brasileiro. Messias Lima, participa regularmente do projeto Cultura na Praça comandado pelo Poeta-Vaqueiro, Afrísio Acácio do Acordeon e dos 8 Baixos, em Arapiraca (AL).

Linha do Tempo (Messias Lima):                                                                                            

2015 Nos festejos juninos os apreciadores do forró tiveram a grande oportunidade de homenagear os 200 anos de Maceió (AL) e pela passagem do centenário do Rei dos 8 Baixos, Gerson Filho (1915-1994). Por sua contribuição pela difusão do genuíno forró pé de serra, merecidamente, o forrozeiro Messias Lima foi um dos convidados especiais.

2016 No mês de abril, em comemoração aos seus 30 anos de carreira artística, Messias Lima lançou o CD 30 Anos de Forró.  Este disco foi gravado na capital alagoana, no Estúdio Xamego.

Homenagens (Messias Lima):                                                                                                         

1 – “O sentimento do nordestino, em especial do sertanejo, e as suas tradicionais indumentárias como o chapéu de couro, gibão e a famosa chinela xô boi, transformaram-se em um símbolo do forró cujo comércio movimenta milhões, além de empregar milhares de nordestinos e através dos forrozeiros invadiu a Europa, e hoje é produto de exportação. Quem deseja oferecer um grande show nos festejos juninos e nos outros meses do ano, com certeza, Messias Lima é uma excelente opção. Viva o forró! “ (José Lessa Gama)

2 “Amigo, Messias Lima, te desejo saúde e sucesso. Deus ilumine toda a sua vida. Lembrei da Rádio Novo Nordeste AM de Arapiraca. Quando inaugurou eu morava lá. Tempos bom!” (Ana Maria de Lima)

Fontes: sites Forró Alagoano José Lessa Gama (Zé Lessa, Maceió AL) e Forró em Vinil – DJ Ivan; e Facebook Messias Lima.

 

Resultado de imagem para miguel vieira arapiraca

Crédito da foto: arquivo de Miguel Vieira.

1.23 l  MIGUEL VIEIRA

“Sou um homem realizado – artisticamente e como pessoa – porque acima de tudo tenho Deus no coração e uma família feliz. Continuo gravando, compondo e realizando shows, pois essa é a minha missão: transmitir alegria a todos, através da minha arte!” (Miguel Vieira)

O cantor, compositor, acordeonista e radialista Miguel Vieira (Dules) nasceu no município de Palmeira dos Índios (AL), no dia 23 de setembro de 1941. Desde criança, ele está radicado na cidade de Arapiraca (AL). Ele foi um dos fundadores da primeira banda de música jovem da antiga Capital Brasileira do Fumo, Os Notáveis (grupo musical que animou muitos bailes, em Alagoas, no final dos anos 1960). Miguel Vieira, também, montou as bandas: Dules, Limão Com Doce e Forrozão Arrasta Sandália.

Em julho de 2012, Miguel Vieira, comemorou 50 anos (Bodas de Ouro) de um feliz casamento com dona Maria Aparecida. Ele é pai de seis filhos, sendo quatro deles (as) dedicados à música: Radielson do Acordeon, Tânia, Telma e Robson Dules / Nenê. Miguel é irmão dos músicos Bastião, Valdetrudes, Lula e Jota Dules (in memorians); e, de Carlinhos Dules do Acordeon.

Miguel Vieira tem uma vida inteira dedicada à música nordestina e popular-romântica. O Príncipe do Carimbó Como era conhecido no início de sua carreira solo é descendente de uma família de músicos e no seu currículo artístico constam vários sucessos autorais gravados por grandes nomes da música brasileira: Mercedão Vermelho, Maurício Reis (1942-2000); Garota, Alípio Martins (1944-1997); Pelo Amor de Deus, Sebastião do Rojão (1935-2011); Infância Perdida, Os Notáveis (na voz de Eraldo Magalhães) e Giullian Jacinto; entre outros êxitos musicais.

Miguel continua realizando vários shows. Em suas apresentações, Miguel Vieira sempre divulga o legítimo forró pé de serra para todos os apreciadores deste tradicional ritmo nordestino e apresenta um imperdível programa, das 5 às 7h, na Rádio Farol FM (107,1) de Maribondo (AL).

Linha do Tempo (Miguel Vieira):                                                                                            

 2012 No dia 12 de dezembro, Miguel Vieira, participou do evento Homenagem ao Centenário de Nascimento de Luiz Gonzaga na praça Luiz Pereira Lima (antiga Praça da Prefeitura), em Arapiraca.  Este show foi idealizado pelo ponto de cultura Corredor da Cultura e realizado através da SECTUR (Secretaria de Cultura e Turismo de Arapiraca) nas gestões de João José Marques (Joãozinho do PT), secretário de Cultura e Turismo, e de Luciano Barbosa, prefeito. A realização audiovisual foi de Claudivan Santos.

Homenagens (Miguel Vieira):                                                                                                         

1 – “Grande, Miguel Vieira (Dules)! Amigo de quem tive o privilégio da convivência, como também de todos os seus talentosos irmãos. Saudades!” (Farnésio Silva, Petrolina PE) 

2 – “Miguel Vieira, te desejo muito sucesso, paz e luz para você; e a todos os seus familiares. Fiquem com Deus!” (Maria Aparecida Vieira, Presidente Prudente SP)

3 “Miguel Vieira, sinto muita saudade de você na Rádio Delmiro AM. Sou irmão do Silvano Barbosa, que fizemos participações no seu programa. Forte abraço!” (Cicinho Barbosa)

4 “Conheço a Família Dules e tenho o orgulho de dizer que minha irmã foi esposa de Valdetrudes. Sou amigo dos seus sobrinhos e de toda família. Tenho muita consideração ao Miguel & Carlinhos Dules e a todos que fazem parte dessa grande e tradicional família. Que Deus abençoe a vocês e a todos que se foram. Abraços!” (José Ramires Barros de Miranda, Garanhuns PE)

5 – “Trabalhei com o radialista, sanfoneiro e compositor, Miguel Vieira junto com Paulo Bento, Nivaldo Guimarães e companhia. Muitos anos atrás na antiga Rádio Cultura AM de Arapiraca. Ele é um cara de bom humor e um excelente profissional. Hoje sou bombeiro PM/SP (Polícia Militar de São Paulo). Abraços para o Miguel, para os seus familiares e para toda a galera!” (Raimundo, São Paulo)

Fontes: blog Arapiraca Legal (entrevista exclusiva com Miguel Vieira) Pedro Jorge; Youtube Claudivan Santos; (extinto) jornal Tribuna de Alagoas redação e (extinta) revista O Mensageiro Pedro Jorge.

 

A imagem pode conter: uma ou mais pessoas e pessoas tocando instrumentos musicais

Crédito da foto: Facebook Alonso Ajsok.

1.24 l  MOISÉS DO FORRÓ

José Lídio da Silva, artisticamente conhecido como Moisés do Forró, nasceu no município de São Bento do Una (PE), em 13 de agosto de 1959. Moisés é filho da Sra. Iraci Maria de Lima (in memoriam) e do Sr. Manoel Antônio da Silva. Ele, veio residir no município de Arapiraca (AL) com apenas um ano de idade. Ainda criança começou a trabalhar na agricultura e, aos dezenove anos, iniciou sua trajetória musical como cantor de forró.

Seu primeiro professor foi o veterano e consagrado músico, Carlinhos Dules do Acordeon (rmão de Miguel Vieira). Outro profissional que o ajudou no início de sua carreira artística foi o Capitão do Forró, que escrevia as letras de diversos sucessos do gênero forró pé de serra pra ele, especialmente os sucessos de Luiz Gonzaga (1912-1989) e de Jorge de Altinho; formando, assim, o seu repertório musical. O seu nome artístico surgiu porque ele sempre andava com algumas pastas-catálogos contendo letras de músicas.

Ele teve a oportunidade de se apresentar em diversas cidades do Nordeste, entre elas Esplanada e Salvador (BA); e, Estância e Cristinapólis (SE).  Em Arapiraca, cantava nas antigas casas noturnas de forrós (espaços dedicados para a divulgação do autêntico forró pé de serra): Forrós do Ciriaco, do Cabo e do Jacó; Panela de Barro e Cancela; entre outras. Durante muitos anos, ele acompanhou o forrozeiro, Zé Paulo, O Major do Forró; por todo o país e nas gravações dos discos dele. As suas composições de destaque são as seguintes: Homenagem a Maceió, Vida do Agricultor e Eu e Ela no Forró. Em 2010, Moisés do Forró, gravou o CD Xodó do Ritmo e, atualmente, se apresenta regularmente no imperdível projeto Cultura na Praça comandado pelo Mestre Afrísio Acácio do Acordeon e dos 8 Baixos.

Fonte: blog Arapiraca Legal (entrevista exclusiva com Moisés do Forró) Pedro Jorge.

 

A imagem pode conter: 2 pessoas, close-up

Crédito da foto: Facebook Rosineide Silva.

 1.25 l  NEIDE MORENA

Rosineide da Silva Pereira é o nome de batismo da forrozeira, Neide Morena. Ela nasceu no dia 5 de outubro de 1982, em São Miguel dos Campos (AL). Morena, se apresenta acompanhada do veterano forrozeiro, Bastinho da Sanfona, em diversos shows e no projeto Cultura na Praça – Idealizado e apresentado pelo Poeta-Vaqueiro Afrísio Acácio do Acordeon. Este evento é realizado todas às segundas-feiras, das 9 às 12h, na praça Luiz Pereira Lima (antiga Praça da Prefeitura).

 

Homenagem (Neide Morena):                        

“Neide Morena é show! Ela canta e encanta com a sua linda voz e com muito talento. Morena é uma estrela que brilha qualquer hora. Deus a abençoe e a todos nós!” (Bastinho da Sanfona, forrozeiro)

Fontes: Facebook Rosineide Da Silva Pereira e blog Arapiraca Legal.

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sorrindo, atividades ao ar livre

Crédito da foto: Facebook Piter Lima de Arapiraca.

1.26 l  PITER LIMA, O CANTOR APAIXONADO!

“Residi muitos anos no estado de São Paulo. Tenho alguns trabalhos gravados, e me apresento em algumas regiões do país. Estou lançando uma música nova intitulada O Mosquito, que fala justamente do problema que este inseto vem causando.” (Piter Lima, O Cantor Apaixonado!)

 

 

 

O cantor e compositor arapiraquense Piter Lima, O Cantor Apaixonado!; nasceu no dia 2 de outubro de 1965. Recentemente, ele lançou o CD intitulado Fica Comigo. Todos os brasileiros ainda irão conhecer a criatividade deste grande artista. Em algumas apresentações, Piter Lima, se apresenta acompanhado da banda Capital do Forró.

Fontes: site Cifra Club redação e Facebook Piter Lima de Arapiraca.

 

A imagem pode conter: 1 pessoa, sentado

Crédito da foto: Facebook Radielson Dules.

 1.27 l  RADIELSON DO ACORDEON 

“A essência principal é a família. Muitos não valorizam o que sou, pois é sendo desse jeito que consigo ultrapassar barreiras e limites unicamente com Deus… Deus é o nosso refúgio e socorro bem presente na hora da angústia!” (Radielson do Acordeon)

O sanfoneiro, compositor e cantor, Radielson do Acordeon; nasceu no dia 21 de fevereiro de 1978 na cidade de Arapiraca (AL). Ele é filho de família de músicos: seu pai é o veterano e consagrado forrozeiro e radialista, Miguel Vieira. O seu CD gospel intitulado Estou Aqui Senhor, contém 14 músicas, sendo todas de sua autoria (Exceto a faixa 10). Este disco foi produzido e mixado pelo JRD Stúdio Gravação.

Fonte: Facebook Radielson José – Radielson do Acordeon.

 

Resultado de imagem para RICCARDO LIMA, AUTORIDADE DO FORRÓ arapiraca

1.28 l  RICCARDO LIMA, AUTORIDADE DO FORRÓJUIZ FORROZEIRO [ Maceió – AL]

“As músicas do CD Nordeste em Festa foram muito tocadas nas emissoras de rádio do estado de Alagoas. Quando chego, em Arapiraca (AL), muitas pessoas me pedem autógrafos. Sei de cor todas as letras que compus! ” (Riccardo Lima)

 

Autor de muitas músicas, com letras que falam de amor e resgatam o autêntico forró, o magistrado Ricardo (Jorge Cavalcante) Lima já ficou conhecido como Autoridade do ForróJuiz Forrozeiro. No mês de junho de 2015 a vida dele foi muita agitada, pois além da sua atividade jurisdicional como titular do 8º Juizado Especial Cível e Criminal, ele fez sucesso nos festejos juninos com seu CD Nordeste em Festa. Neste mesmo ano, o magistrado cumpriu uma intensa agenda de entrevistas e divulgação do CD.

Além do forró ele, também, compõe axé, gospel e músicas carnavalescas. Riccardo Lima destaca que sua primeira composição foi Sorriso de uma Criança e garante que lembra de todas as canções. O som da sanfona e as letras românticas formam a combinação e a chave do sucesso de seu primeiro álbum com 17 músicas autorais.

Fontes: sites ALMAGIS e Palco MP3 redações.

 

Anúncios