Alex Gomes da Silva


Clique para ampliar

CINEMA -Iniciativa abordará cultura afrodescendente no interior de Alagoas

Pesquisa Vai Subsidiar Documentário
Por Assessoria

Uma pesquisa desenvolvida pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros da Universidade Estadual de Alagoas (NEAB-Uneal), com a coordenação do professor Clébio Correia de Araújo, vai subsidiar a construção do documentário ‘O juremeiro de Xangô’, com direção da premiada cineasta Arilene de Castro. As gravações estão previstas para serem iniciadas ainda este ano, em Arapiraca.

O projeto do filme foi selecionado pelo edital ‘Curta afirmativo 2014: protagonismo de cineastas afro-brasileiros na produção audiovisual’, do Ministério da Cultura, e vai receber o aporte financeiro no valor de R$ 100 mil para a execução da obra.

“Fizemos um projeto para falar da Jurema Sagrada, que é uma religião afro-ameríndia criada no Nordeste. A Jurema é o retrato da diversidade cultural brasileira. Seu lastro ritual vem da pajelança indígena e do uso da fumaça como instrumento de cura”, explicou o pesquisador Clébio Correia.

O Candomblé e a Jurema Sagrada serão retratados a partir do trabalho do pai Alex Gomes da Silva, cujos terreiro e templo estão localizados em Arapiraca. “A ideia é tratar desse tema a partir da narrativa da vida do pai Alex Gomes da Silva e seu duplo pertencimento ao Candomblé e à Jurema”, ratifica Correia.

Nota: Leia mais na versão impressa.

Fonte (link): http://gazetaweb.globo.com/gazetadealagoas/acervo.php?c=271794

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s