Poeta Turunguinha (TRGA)

A imagem pode conter: 1 pessoa, sapatos

DADOS BIOGRÁFICOS DO POETA TURUNGUINHA
Por Luiz Byron Torres (in memoriam)

José Francisco Bezerra é o nome de batismo do poeta Turunguinha (TRGA). Ele nasceu no dia 14 de janeiro de 1954, no sitio Sapucaia pertencente a cidade de Correntes (PE); sendo o segundo filho masculino do casal Sr. Antônio Francisco e D. Maria da Conceição Bezerra (in memorians). Ainda lactante, foi batizado na Igreja Matriz de N. S. da Conceição (Padroeira do município), em seguida, aso oito anos de idade, foi lavrado o seu registro de nascimento no Cartório de Registro Civil.

O apelido, Turunguinha foi dado, aos quatro anos de idade, por uma vizinha chamada Regina do Zé Telengo. Estudou nas seguintes escolas: Prudente de Moraes (sítio Areia dos Gatos, vizinho ao sítio Sapucaia – Correntes); Sérgio Godoy (Recife-PE); Joaquim Inácio (centro de Correntes) e concluiu o Ensino Fundamental no Colégio Estadual Serra da Boa Vista (Palmeira dos Índios-AL).

Em fevereiro de 1978, aos 24 anos de idade, casou-se com Maria José Leite, natural de Viçosa (AL), no civil e no eclesiástico, em Correntes. Da união conjugal nasceram Samônico, Edécio, Salvador, Maria José (Dalva, in memoriam), Jaciara, Cláudio, Suzana, e Levi (in memoriam). Turunguinha, está separado desde 23 de dezembro de 1993 e divorciado a partir de 16 de março de 2005. Ele trabalhou durante seis anos na Usina Guaxama, localizada no município de Coruripe (AL) e ,por pouco tempo, em São Paulo (SP). Aos 19 de novembro de 1985 chegou no município de Palmeira dos Índios (AL), onde desde então reside e trabalha como funcionário público municipal desde o dia oito de maio de 1987.

O poeta foi candidato a vereador pelo PTB (Partido Trabalhista Brasileiro), nas eleições de 2000, obtendo menos de 100 votos. Turunguinha, assumiu o cargo de administrador de cemitérios da Princesa do Sertão Alagoano no período de 20 de junho de 2001 a 20 de junho de 2002.

Até os seus 33 anos de idade não tinha escrito nem uma linha. A partir de então, Turunguinha, começou a escrever crônicas e poesias, em vários estilos. O seu primeiro livro foi lançado, em janeiro de 1995, em seguida foi aperfeiçoando-se nos estudos e trabalhos culturais – fazendo brilhar sua arte-cultura e filosofia poética. Afirma-se que o poeta tem um arquivo de 25 espessos volumes, em papel tamanho A4, esperando a oportunidade para serem lançados. Observe-se que o hobby dele é escrever. O seu primeiro livro foi patrocinado pelo Sr. Eraldo Vieira de Mello (in memoriam) – na época proprietário da editora INDUSGRAF. Eraldo Vieira foi o responsável de quase todas as edições de Turunguinha. Ele tem 34 títulos publicados, além de CDs e DVDs, dos mais variados estilos.

A imagem pode conter: 1 pessoa, em pé, atividades ao ar livre e texto

OBRAS PUBLICADAS

01. Zé do Rojão do Nordeste (1995)
02. Reminiscênccia das Correntes (1995)
03. A Beleza da Mulher Palmeirense ((2000)
04. Vida Sem Tabaco e Sem Álcool (2001)
05. Maria Quarto de Bode – O Lobisomem (2002)
06. A Hora do Fazendeiro (2004)
07. A Vida de Joaquim Jaca, Nêgo Cinza e Nevoeiro (2004)
08. Os Três Amantes da Briga… (2005)
09. Coronel Luiz Balaio no Goro de Dona Elena (2005)
10. Fundanor em Bodas de Prata (2005)
11. Dulce Panelada – O Lobisomem (2006)
12. Letras de Amor, Recado em Poema (2006)
13. Nordeste da Rede Armada, do pé de Mandacaru (2007)
14. Todo São João é Assim (2008)
15. Uma História Natalina (2008)
16. Eis Meu Brasil Por São João! (2009)
17. Numa Noite de Natal (2009)
18. Uma Palavra ao Colégio (2010)
19. Lampianças do Cangaceiro (2010)
20. A Cachoeira da Palmeira – O Lobisomem (2010)
21. A Princesa do Sertão Alagoano (2011)
22. Biografia de um Cordelista (2011)
23. Tributo a Dom Fernando Iório (2011)
24. Os Gritos do Planeta Terra… (2011)
25. Antigo Coronelismo, os Senhores de Engenho (2011)
26. Inhototaxi, Comunics (2011)
27. O Sertão do Pau Pelado, o Pequeno Poeta e a Princesa (2012)
28. Jubileu de Ouro Diocesano Palmeirense (2012)
29. Podog, o Burro do Padre (2013)
30. A Mulher Que Virou Zabumba (2013)
31. Discurso Paradidático (2014)
32. Já Deixei de Fumar Pra Mim (2014)
33. A Beleza da Mulher Palmeirense II ((2015)
34. Alagoas 200 Anos (2017).

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

CONTATOS – Turunguinha (TRGA): Belas Artes, em Poesia e Música

(82) 99665.2071 (celular)
turunguinha@hotmail.com (e-mail).

Fonte: livro Alagoas 200 Anos (José Francisco Bezerra, Turunguinha – TRGA).

Anúncios