Solon Barroso Barreto

Solon Barrozo Barreto

 
“Toda doença do vegetal ou do animal, tem sua origem inicial, de uma deficiência mineral do solo”
“O ser vivo está perdendo a sua imunidade, devido ao empobrecimento do solo, que só será corrigido, restituindo-lhe os seus constituintes minerais originais”
Solon Barroso Barreto
[ Fonte (frases): Livro “ACALA:  História e Vida”, abril de 2009 ]
 
 
BIOGRAFIA
 
Nasceu em 28 de dezembro de 1941 em Neópolis/SE,  filho de José Machado Barreto e Antonieta Barroso Barreto, geólogo, formado pela Escola de Geologia do Recife/PE em 1965; ocupa a função de diretor técnico da MIBASA (Mineração Barreto S/A) – por mais de 20 anos.Desenvolveu e pesquisou em diversas áreas: Mecânica, Eletricidade com máquinas e equipamentos eletro-mecânicos inventados.
 
Estuda e escreve sobre Filosofia e Metafísica. Dedica-se atualmente á nutrição do solo, das plantas e dos animais. Estabeleceu a inter-relação entre os reinos da natureza.Criou em 1985 o Melhorador de Solos MB-4, produto natural derivado de rochas moídas.
Dando continuidade ás pesquisas no campo de nutrição, vem obtendo sucesso nas plantas, nos animais, inclusive no homem. Com a intenção de difundir esses conhecimentos lançou o CANES (Campanha Alimento Natural é Saúde).
 
Com a finalidade de mostrar para a população “o porquê das doenças” e como fazemos as agressões ao meio ambiente, criou em Campestre “O Paraíso da Saúde”, um ritual que será seguido pelos que visitam o Lago de Imburana, de tal modo a tomar conhecimento do seu comportamento irregular e com isso ficará informado do que deve ser modificado. Para essa finalidade construiu 4 mirantes em volta do lago.
 
Ainda em Campestre “O Paraíso da Saúde” construiu a Vila Saúde onde se encontra o fontanário do SP-1 (a Água da Vida), a praça médico Mário Mourão, o martelo do geólogo, a lanchonete Reino da Natureza, a loja de produtos naturais Saúde, a Ducha Mimosa, o Jardim Cristine.Apoiado nesses conhecimentos criou produtos: Mineralizador Misbet MM-1, Óleo Fabiane, Extrato da Fonte da Beleza, Água da Fonte da Beleza, Sal Misbet, Creme Misbet e a Ducha Mimosa – um banho de saúde e de beleza, que servirão de lenitivo para atender ás necessidades de saúde das plantas, dos animais e do homem, enquanto aguarda a recuperação dos solos.
 
Com a finalidade de divulgar esses conhecimentos importantes para a permanência do ser vivo na Terra, escreveu vários artigos e 3 livros. Os artigos e 2 livros: “Farinha de Rocha MB-4 e o Solo”; “O Porquê das Doenças e Como Evitá-las (nas plantas, nos animais e no homem)”; encontram-se na internet no site http://www.mibasa.com.br onde podem ser achados gratuitumente.
 
É autor junto com o professor agrônomo Sebastião Pinheiro, do livro “MB-4, Agricultura Sustentável, Trofobiose e Biofertilizantes”. Atualmente, realizou estudos sobre a Memória da Água e lançou mais uma obra: “Terra Mística”.
 
[ Fonte: Livro “ACALA: História e Vida”, abril de 2009 ]
 
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
FRASES  / De  Solon Barroso Barreto
 
* “O objetivo é mostrar às pessoas, através do turismo, que a causa das doenças são deficiências minerais no organismo, provocadas pelas agressões feitas pelo homem ao meio ambiente. Caso as agressões não sejam evitadas, a vida poderá ser extinta da terra”.
 
* “Falar do Campestre, para mim, além de ser uma honra, é contar uma longa história de vida com todos os seus amores e dessabores. É ver descrito momentos difíceis e alegres, momentos de dor e incertezas, mas sobretudo, a meu ver, a síntese de uma vida em favor do próximo”.
 
* “Só ato de pensar em fazer o mal, a água contida no corpo e no sangue assimila tudo o que se pensou e, como no campo das energias sutis, semelhante atrai semelhante. Então, passar a atrair para si, tudo o que for semelhante anteriormente pensado”.
 
* “As águas perdem a memória, devido às agressões à natureza”.
 
* “Gostaríamos de acrescentar, para valorizar ainda mais a importância da água, que devemos estar conscientes que nosso corpo tem 70% e o nosso sangue tem 90% de água; imagine o quanto somos beneficiados quando fazemos um bem”.“O interesse principal é conscientizar a humanidade sobre as agressões à natureza, no sentido de evitá-las, caso contrário, a vida no planeta poderá ser extinta”.
 
* “Somos seres conscientes, com capacidade de criar, de desenvolver. Por que não conciliar o modernismo dentro dos limites que se enquadrem e levem em primeiro lugar os ditames da natureza? Alguns ainda respeitam e valorizam a honestidade, outros porém, não conseguem resistir à tentação”.[ Fonte: http://www.zoiotv.com.br ]______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 
MIBASA / CANES – 2002
 
No ano de 2002 a MIBASA fez um concurso de redação com o tema
“Alimentação Natural é Saúde’. Todas as escolas públicas e particulares de
Arapiraca/AL participaram em três categorias: 1ª a 4ª séries, 5ª a 8ª séries e
ensino médio (1º ao 3º ano). Cada escola participou com uma redação em
cada categoria, sendo estas corrigidas pelos integrantes da ACALA
(Academia Arapiraquense de Letras e Artes).
 
A premiação foi em agosto, o evento foi na AABB (Associação Atlética
Banco do Brasil), e foi chamado CANES (Campanha Alimento Natural e
Saúde). Mariana Lima do Nascimento participou, foi vencedora e seu
trabalho merece nossa apreciação. Usufrua você também dessa riqueza e
potencial de jovens como Mariana.
 
“In Natura, Desnatura”
( Trabalho Vencedor do Concurso CANES / 2002 )
Por Mariana Lima do Nascimento ( 16 anos )
 
Nos últimos anos, o homem vem agredindo continuamente a natureza,
esquecendo que é parte dela, que, portanto também sofre com o que lhe
faz. Dessas agressões, a mais rotineira é a do solo, através da adição de
agrotóxicos e outros produtos químicos ás lavouras.Quando o agricultor utiliza alguma química em suas plantações, ele altera
todo um equilíbrio de substâncias que lá havia. Como um efeito dominó,
esse desequilíbrio afetará todos os membros de determinada cadeia
alimentar, chegando inexoravelmente ao homem, que tudo provocou.Preocupado com o mercado consumidor – que não aceita um produto
pequeno ou feio – este homem continuará a empregar aditivos químicos
para os mais variados fins em suas lavouras, diminuindo a qualidade e os
nutrientes do alimento, acarretando problemas na saúde da população que
os usufrui.

Hoje a humanidade está adquirindo várias doenças em virtude desse
desequilíbrio alimentar, o que não ocorre só no campo vegetal, mas
também no animal, com a criação de animais confinados em fazendas
especializadas, só esperando o momento do abate.

Como se vê, o homem está pagando com a própria saúde por industrializar
a natureza. O único modo de mudar esse quadro é relembrar que
pertencemos a ela; incumbindo-nos, portanto de respeitar seus limites e
não alterar ao nosso bel-prazer.

[ Fonte: “Revista da Escola de Pais do Brasil – Seccional Arapiraca”, maio de 2003 ]

______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

 
A PARÁBOLA DO SAPO
 
Vários estudos biológicos provaram que um sapo colocado num
recepiente, com a mesma água de sua lagoas, fica estático todo tempo em
que se aquece. O sapo não reage ao gradual aumento da temperatura
(mudança de ambiente), e morre quando a água ferve; inchado e feliz. Por
outo lado, outro sapo que seja jogado neste recipiente já com água
fervendo salta imediatamente fora. Meio chamuscado, porém vivo.
 
Comentário:
Por Solon Barroso BarretoAs pessoas atualmente têm um comportamento similar ao do sapo fervido.
Não percebem as mudanças, acham que está tudo bem, embora sentindo
na própria pele a modificação, pensam que é só dá um tempo.
 
Nas plantas, pragas e doenças as mais diversas e difíceis de serem
combatidas; nos animais até os leões da África, já estão morrendo
tuberculosos; as doenças nos homens, as antigas voltando, novas
surgindo, as que se mantiveram mais frequentes e difíceis de serem
combatidas.Acordem enquanto é tempo! Procurem informações na História, comparem
os costumes nossos atuais como o de outros povos, que felizmente
preservaram seus antigos hábitos. Façam como o sapo que pulou da água
fervente. Saiu chamuscado, é verdade, mas com vida e com possibilidade
de informar aos seus semelhantes o que vem acontecendo.Aguardar que a água aqueça mais, é temeroso, talvez o seu organismo não
suporte esperar que outros venham a tomar providências, e se agirem do
mesmo modo que você? Vai querer que seus familiares e amigos tenham
o mesmo destino do sapo fervido?

[ Fonte: Livro “ACALA:  História e Vida”, abril de 2009 ]
 
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
TRIBUTO / Solon Barroso Barreto
 
Os administradores do Blog Arapiraca Legal, Pedro Jorge e Gilvan Juvino, a escritora Maria Madalena Menezes e demais membros da ACALA (Academia Arapiraquense de Letras e Artes) e os funcionários da MIBASA prestam um tributo ao saudoso e inesquecível Solon Barroso Barreto.
 
 
AO CIENTISTA, COM CARINHO
Por Maria Madalena Menezes ( 2º vice-presidente da ACALA )
 
Solo é parte do seu nome: Solon. Solo é parte da sua sua vida: Campestre. Solon: um homem feito do solo. Conclusão alcançada a partir da relação Solon Barroso Barreto e Campestre “O Paraíso da Saúde” – campo, centro e razão de suas pesquisas científicas.
 
Pelo solo, Solon tornou-se pesquisador, inventor, escritor, cientista. É no solo de Campestre, vila operária da Mineração Barreto S/A, no Município de Jaramataia/AL, que instalou seu laboratório onde, aprimorando métodos analíticos, obteve resultados surpreendentemente satisfatórios em relação á saúde das plantas, dos animais e daquele, que, segundo o próprio Solon, é o hóspede mais rebelde  do Planeta – o homem.
 
Lá, ele criou  o MB-4, primeira farinha de rocha do Brasil, a qual possibilitou consideráveis campos de pesquisa relacionada com as Ciências Agrárias e Médicas; e tem aprovação por vários técnicos em Agronomia, que contam com reconhecimento internacional. 
Lá, ele descobriu o SP-1, a Água da Vida, que vem aliviando doenças, as mais diversas. De lá, saíram e sairão descobertas outras que certamente continuarão a socorrer o planeta ferido, em seu íntimo, por egoísmos insolentes e ameaçadores.
 
Solon Barreto é geólogo pela Escola de Geologia do Recife (turma de 1965) e por sua identificação e compromisso pessoal e amoroso com o solo, objeto de sua preocupação científica.
 
Apaixonado por Filosofia e Metafísica, o Dr. Solon Barroso Barreto estende sua “busca” ao campo imaterial. E o faz com a mesma curiosidade exímia que caracteriza o cientista. Em seu livro “Terra Mística”, refere-se á sequência ininterupta de eventos místicos em Campestre. Como Einstein, defende a harmonia entre Ciência e Religião. Facilmente percebe-se que a paz e o recolhimento tão seus muito contribuem com a seriedade do seu ofício.
 
Movido a compaixão, o Dr. Solon dedica seu talento a aliviar os sofrimentos daqueles marcados por abandonos de qualquer natureza. E, revelando-se (omo todo cientista responsável), um homem extremamenmte preocupado com a agressão ao Meio Ambiente, convida a humanidade, se esta quiser salvar o Planeta, a “não pensar como indivíduo, mas como parte de um conjunto”.
Revela-se, pois, timoneiro da sólida esperança que deve conduir os movidos a boa vontade. Reconhecidamente, seu espírito de simplicidade, transbordante de um coração de menino, consubstancia-se no homem cujas maturidade, coragem e lucidez o tornam imensamente singular.
 
Arapiraca agradece a opção do ilustre sergipano (de Neópolis) pelo solo arapiraquense como residência; orgulha-se de seus feitos em prol dos munícipes, na certeza de que também a hummanidade há de agradecer-lhe o esforço contínuo e a dedicação generosa brotados da inteligência do seu imenso coração. Parabéns, meu caro e muito querido Dr. Solon Barroso Barreto.
 
[ Fonte: Informativo “ACALA”, junho de 2011 ]
 
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
Morre Solon Barreto Diretor da Empresa MIBASA
Por Roberto Gonçalves ( 14/07/2011 )
 
Faleceu na noite desta quarta-feira, 13, na Santa Casa de Misericórdia em Maceió/AL onde estava internado o empresário, Solon Barreto Barroso, aos 70 anos. O sepultamento ocorre nesta quinta-feira, 14, no Cemitério São Francisco de Assis em Arapiraca/AL.
 
Solon Barreto era natural de Neopólis/SE onde nasceu em 28 de dezembro de 1941. Foi fundador da empresa MIBASA e era escritor e geólogo pela Escola de Geologia de Recife/PE turma de 1965. Era sócio da ACALA (Academia Arapiraquense de Letras e Artes), onde ocupava a cadeira número 01.Solon Barreto ocupava o cargo de diretor técnico da empresa Mineração Barreto S/A, que fundou há mais de 20 anos.
 
Para o presidente da Academia Arapiraquense de Letras e Artes, professor e escritor Cláudio Olimpio, com a morte de Solon Barreto Alagoas e Arapiraca ficam mais pobres no campo da mineração e da Cultura. “é uma grande perda para a cultura e a ciência”, lamentou Cláudio Olimpio.
 
Nos últimos anos Solon Barreto dedicou-se aos estudos da Filosofia e da Metafísica e estudos sobre a nutrição do solo e dos animais. Criou em 1985, o Melhorador do Solo MB-4 produto derivado das rochas moídas, cuja matéria prima tem origem no Município de Jaramataia/AL.
 
[ Fonte: bobgonsalves.blogspot.com ]
 
______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
 
Tributo a Solon Barreto
Por Cláudio Olímpio dos Santos ( Presidente da ACALA )
 
Ao recordar o saudoso amigo e confrade Solon Barroso Barreto, lembro-me das palavras que sempre tenho dito: amigo não se ganha, se constrói. O Solon com sua simplicidade, a maneira atenciosa e repleta de respeito com que tratava as pessoas, a demonstração de desvelo e amor que manifestava em prol daqueles que os rodeava, enfim, todo um conjunto de coisas boas suscitadas do seu âmago, o fez construir uma legião de amigos e, com muito orgulho, sou um deles.
 
Tenho certeza que, você, Solon, etá bem, quem aqui na Terra construiu boas obras e viajou para junto do PAI, só poderá estar feliz. Nós, seus amigos e familiares estamos com saudades, mas, em particular, a minha vigorosa lembrança e sentimento pela sua ausência, me contenta e me deixa animado pela confiança do seu bem-estar junto a DEUS.Nas Assembleias da ACALA, costumo olhar para cadeira de Nº 01 que você ocupava como sócio-fundador e, em silêncio, sentir uma ilimitada falta sua.
 
Lembro-me de sua responsabilidade e dedicação para com a Academia, o quanto ficava animado ao ver a ACALA crescer, recordo-me que, quando foi feito a alteração no nome da Academia e foi retirada a palavra “Ciências”, o cientista Solon Barreto não demonstrou em nenhum momento, qualquer descontentamento. O sábio e singelo Solon não se importava se a palavra “Ciências”, no nome da ACALA, fazia referência ao grande cientista que ele era. A sua elevada capacidade e humildade não o condizem ás coisas do “alto”, mas a sua essência , a designação genuína do seu jeito de ser que, humildemente, o levava ao píncaro de suas virtudes.Assim foi o Solon Barreto, acadêmico dedicado, homem de caráter íntegro e conhecimento profundo das faculdades da alma, nobre de coração, cientista respeitado em nosso País, amigo autêntico, solícito pai e esposo. SAUDADES SOLON, SAUDADES, não nos faltam. Fique na paz de Deus!

[ Fonte: Informativo da ACALA Nº 11, junho de 2012 ]

 
[ Editado por Pedro Jorge ]
 

6 Respostas para “Solon Barroso Barreto

  1. Agradeço a Deus todo dia por ter sido APRENDIZ do Dr. Solon e ter feito parte do seleto grupo de AMIZADE! Apesar de ter passado 21 anos da nossa convivência, tenho a satisfação de ter dito em vida o quanto ele influenciou na minha vida profissional. OBRIGADA DR. SOLON, POR TUDO!

    • È bom saber que debaixo do mesmo céu contemporâneo viveu um homem de iniciativa nobre e dedicado ao desenvolvimento humano. Petrúcia Camelo (Sócia honorária da ACALA).

  2. Depois de quase um ano de sua partida quero dizer o quanto o Solon deixou saudade. Fiz parte de sua equipe, uma honra para mim! Nunca nos encontramos mas nossa convivência através da internet nos fez ver o quanto éramos irmãos. Apesar da distância estávamos sempre muito perto. Trocávamos idéias e dali saiam os nomes dos aparelhos que ele inventava e muitas orientações eram recebidas através do nosso encontro que não era somente físico. O nome do museu tive a felicidade de dar o nome. Em sua simplicidade ouvia-me e gostava demais de nossas conversas sempre no msn, com toda a sua dificuldade física em teclar. Até hoje sinto sua presença bem próxima e jamais o esqueço. Deixo aqui o meu testemunho pois conheci um homem que realmente se preocupou com a humanidade. Sinto muito o fato do site do Campestre ter saído do ar. Espero que quem tenha vivido com este notável homem sinta a necessidade de continuar todos os projetos que ele começou. Sinto também nunca ter podido estar mais próxima a ele para ajudá-lo melhor. Meu querido irmão, esteja onde estiver, e sei que está num local privilegiado, saiba que estarei sempre contigo. Deus o abençoe eternamente!

  3. Dr. Solon,
    tenho um projeto que poderá interessar V. Sa. em seu projeto em Campestre.
    Por favor, entre em contato comigo pelo e-mail abaixo ou pelo telefone (82)3338-5162
    e com a irmã Sílvia 9312-7773.
    Que Jesus lhe proteja e a sua família.
    Mariano Paredes

  4. Por favor, preciso falar com o senhor sobre o Solon. Grata se puder entrar em contato comigo neste email.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s