Casa da Cultura e Biblioteca Mun. Prof. Pedro de França Reis


CASA DA CULTURA E BIBLIOTECA DE ARAPIRACA/AL

CULTURA E TURISMO

Célia Rocha Entrega Reforma e Ampliação da Casa da Cultura
Por Dep. de Imprensa (30/10/2014)

A manhã desta quinta-feira (30), onde comemoram-se 90 anos de Emancipação Política de Arapiraca, registou o momento que marca um novo trajeto no contexto cultural da cidade. A prefeita Célia Rocha entregou a reforma e ampliação da Casa da Cultura e Biblioteca Municipal Professor Pedro de França Reis, que fica na Praça Luiz Pereira Lima, bairro do Centro, com todos os aparatos de acessibilidade. “Este lugar será, mais ainda, ponto de convergência de atividades e grupos culturais. Com certeza, esta é uma obra que dará o dinamismo ao setor que ele precisa, pois Arapiraca cresceu demais culturalmente e seus equipamentos sociais têm que acompanhar o ritmo”, diz a prefeita Célia Rocha, enfatizando a presença do Espaço Multimídia Paulo Lourenço da Silva, que imortaliza uma das figuras mais emblemáticas da cultura arapiraquense, o “Paulo do Bar”.

As palavras da secretária Municipal de Cultura e Turismo (Sectur), Tânia Santos, foram além das congratulações. A fala dela se concretiza em cada espaço do local, reformado após 16 anos, recebendo uma manutenção digna de quem prima pelas pessoas, quem cuida de cada um dos arapiraquenses. “A prefeita Célia sabe das necessidades de cada um de nós e de como, deste modo, somos especiais. Inauguramos hoje muito mais que um ambiente físico, mas um lugar com significado renovado por sua força exploratória. De conhecimento, de troca de conhecimento de todas as formas. Temos agora um setor específico para a leitura de audiolivros, facilitando o acesso à informação de pessoas com necessidades especiais. Centenas de livros em braile fazem parte de nosso acervo e a acessibilidade é um dos pontos altos desta nossa reforma e ampliação”, comenta.

Há na Casa da Cultura, em parceria com a Associação dos Deficientes Físicos e Mentais de Arapiraca (Adfima), pisos táteis e aderentes para que todos se guiem com precisão e ainda um elevador para levar as pessoas com necessidades especiais e mobilidade reduzida até o primeiro andar, onde se instalará muito em breve um Café Cultural e o teatro para mais de 100 pessoas. “Nossa intenção é manter os finais de semana sempre ocupados por atividades artísticas nesses locais, promovendo ampla programação para a comunidade. E já estamos contatando grupos teatrais para que isso ocorra o quanto antes”, diz a secretária Tânia Santos.

Por sua vez, o incentivo à leitura estará sendo também guarnecido com uma sala exclusiva para atividades voltadas para a primeira infância, em parceria com o Arapiraca Garante a Primeira Infância (Agapi). Para os estudantes tanto da rede municipal como privada, para pesquisas em grupo, criamos núcleos onde eles possam fazer suas tarefas com presteza. “Esta renovação na estrutura da Casa da Cultura atende à toda a população”, diz o deficiente visual e assistente Cristiano Miguel Pontes. Ele comenta que o local reservado para a audição de audiolivros e leitura em braile chegou em boa hora, pois o local já servia de ponto de encontro dos amigos que compactuam da mesma necessidade especial. “Estamos gratos por este espaço, afinal pouco gente sabia de sua existência. Agora, mais pessoas podem vir aqui conhecer de perto o extenso acervo que a Casa da Cultura possui neste sentido”, diz ele, ressaltando que o órgão fica no centro comercial do município o que facilita o transporte.

Come feito, toda esta dinâmica fez da Biblioteca Municipal Professor Pedro de França Reis, juntamente a nossas Arapiraquinhas – que ficam nas praças da cidade –, ser selecionada a participar de projeto piloto da Fundação Bill e Melinda Gates, já que Arapiraca possui o Sistema Municipal de Bibliotecas Públicas.

Implantando o projeto federal “Tô na Rede”, a ideia é que as bibliotecas daqui trabalhem mais com uma metodologia participativa, mais perto da comunidade e sua demanda, a focar na tecnologia da informação e comunicação. Para isto, também haverá a implementação do programa Alexandria, de informatização e cadastro de todos. “Com certeza, este é um estágio que estamos alcançando em que não podemos retroceder. A cultura agradece a cada fagulha de esperança depositada por entre livros aqui. O futuro está em quem os abre: vocês, arapiraquenses”, pontua a prefeita Célia Rocha, parabenizando toda a equipe envolvida neste resgate.

Na ocasião, onde empresários, vereadores e secretariado estavam presentes, foi lançada a exposição “Coisas do Chão da Minha Terra”, com muito artesanato e referências ao Museu Zezito Guedes e Memorial da Mulher Ceci Cunha.

Ao final da cerimônia da entrega da reforma, aconteceu uma apresentação do coral Sons e Dons – que integra os grupos da Rede de Pontos de Cultura de Arapiraca, onde cada uma ganhará R$ 180 mil –, cantando Aquarela do Brasil e uma música que será encaminhada para a Câmara de Vereadores para se tornar Hino da Emancipação, escrita pelo cordelista Ronaldo Oliveira e musicada por Marcos Senna.

Coral Sons e Dons

Aval Cultural – Com 16 anos de atividades, a Casa da Cultura, inaugurada no dia 20 de agosto de 1998 no primeiro mandato da prefeita Célia Rocha, presta um serviço à comunidade com teor de preservação e reverência à história.

Com acervo literário dos artistas de Arapiraca, réplicas de atavios utilizados na cultura fumageira e fotografias do ciclo do fumo, além de cópias de objetos da nossa Cultura Popular Tradicional, o espaço abriga ainda a Biblioteca Municipal, que existe desde 1959 e transferiu-se para lá quando da inauguração da Casa da Cultura. O local, que se encontra na Rua Esperidião Rodrigues, na Praça Luiz Pereira Lima, é voltado também para exposições de artes e feiras de pesquisas.

Fonte: http://www.arapiraca.al.gov.br/v3/noticia.php?notid=7995

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
CULTURA E TURISMO – Secretaria Passa a Funcionar na Casa da Cultura / Local foi recém-reformado e ampliado no dia 30 de outubro de 2014, e agora abrigará secretaria
Por Dep. de Imprensa, em 05/01/2015

O ano de 2015 parece ser o ano das mudanças para melhor em Arapiraca. Já neste início do mês de janeiro, a Secretaria Municipal de Cultura e Turismo (Sectur) deixará de operar no Centro Administrativo Antônio Rocha, bairro de Santa Edwiges. De mala e bagagem cultural prontas, a pasta agora vai funcionar na recém-reformada e ampliada Casa da Cultura, entregue pela prefeita Célia Rocha no aniversário de 90 anos da cidade. As atividades começam já normalmente nesta quarta-feira (7), a partir das 8h.

A casa, situada na Praça Luiz Pereira Lima, no Centro, vai se tornar ainda mais o centro de ações no setor cultural e turístico. No local, atua também a Biblioteca Municipal Professor Pedro de França Reis, recentemente selecionada para projeto da Fundação Bill & Melinda Gates. “Com nossa ida para lá, a prefeita Célia Rocha centraliza os vários universos artísticos da cidade e, desta forma, trabalha para que eles sejam polarizados pelos nossos bairros. Já teremos em breve a Rede de Pontos de Cultura, onde instituições habilitadas irão preencher as lacunas em 10 bairros de Arapiraca, o que significa um investimento de R$ 1,8 milhão e a cultura mais perto do nosso povo”, diz a secretária da Sectur, Tânia Santos.

Há agora na casa, uma sala de leitura em braile, totalmente adaptada para audiobooks também; o Espaço Multimídia Paulo Lourenço da Silva, em reverência ao agitador cultural “Paulo do Bar”, com milhares de vinis; pisos táteis e aderentes para que todos se guiem com precisão e ainda um elevador para levar as pessoas com necessidades especiais e mobilidade reduzida até o primeiro andar, onde se instalará muito em breve um Café Cultural e já existe um teatro para mais de 100 pessoas. Por sua vez, o incentivo à leitura estará sendo também guarnecido com uma sala exclusiva para atividades voltadas para a primeira infância, em parceria com o Arapiraca Garante a Primeira Infância (Agapi). Aos estudantes tanto da rede municipal como privada, para pesquisas em grupo, foram criados núcleos onde eles possam fazer suas tarefas com presteza.

Tô na Rede – Com efeito, toda esta dinâmica fez a Biblioteca Municipal Professor Pedro de França Reis, juntamente a nossas Arapiraquinhas – que ficam nas praças da cidade –, ser selecionada a participar de projeto-piloto da Fundação Bill e Melinda Gates, já que Arapiraca possui o Sistema Municipal de Bibliotecas Públicas. Implantando o projeto federal “Tô na Rede”, a ideia é que as bibliotecas trabalhem mais com uma metodologia participativa, mais perto da comunidade e sua demanda, a focar na tecnologia da informação e comunicação. Para isto, também haverá a implementação do programa Alexandria, de informatização e cadastro de todos. “Com certeza, este é um estágio que estamos alcançando em que não podemos retroceder. A cultura agradece a cada fagulha de esperança depositada por entre livros aqui. O futuro está em quem os abre: vocês, arapiraquenses”, pontua a prefeita Célia Rocha.

Fonte: http://www.arapiraca.al.gov.br/v3/noticia.php?notid=8194

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

Anúncios

PERSONALIDADES ARAPIRAQUENSES 1 e 2


PERSONALIDADES ARAPIRAQUENSES 1

Zezito Guedes

ZEZITO GUEDES

José Gomes Pereira, o popular Zezito Guedes, nasceu em Juru, na Paraíba. Foi professor da antiga FUNESA (atual UNEAL), é protético, escultor e folclorista. É historiador e autor de vários livros, entre eles, o “Arapiraca, Através dos Tempos”. Em 2013, foi aclamado “Patrimônio Vivo de Alagoas”.

PERFIL (Blog Arapiraca Legal) – José Gomes Pereira, “Zezito Guedes”:

https://arapiracalegal.wordpress.com/artistas-arapiraquenses/zezito-guedes/

Zé do Rojão

ZÉ DO ROJÃO (In Memoriam)

José Cícero dos Santos é natural ao antigo distrito de Cana Brava – atual Taquarana/AL. Aos oito meses foi trazido pela família para Arapiraca/AL. Além de cantor, compositor, forrozeiro, foi vereador por Coité do Nóia/AL. Foi também um dos primeiros radialistas da cidade e recentemente ganhou uma exposição. Faleceu em 2013.

PERFIL (Blog Arapiraca Legal) – José Cícero dos Santos, “Zé do Rojão”:

https://arapiracalegal.wordpress.com/artistas-arapiraquenses/ze-do-rojao/

Paulo Anjo

PAULO ANJO

Nascido em Japaratinga, Paulo Anjo tem veio para Arapiraca/AL, em 1965, já como soldado. Anos mais tarde se tornou cabo e se aposentou no 3º Batalhão da Polícia Militar como sargento depois de 32 anos servindo com orgulho a cidade que o acolheu.

Senhor Dárcio

“SR. DÁRCIO”

Nascido nos Caititús, Dárcio Lúcio dos Santos foi um dos primeiros a plantar fumo em Arapiraca/AL. Hoje, com 89 anos, ainda trabalha como agricultor plantando o tradicional produto de exportação do município.

“Paulo da Farmácia”

PAULO DA FARMÁCIA

Paulo nasceu em Taquarana/AL e se mudou para Arapiraca/AL, em 1951, onde constituiu família e fez moradia. Há 47 anos abriu a primeira farmácia de Arapiraca, no centro da cidade, e funciona até hoje. Mesmo sem estudos na área de saúde, continua sendo muito procurado para consultas com pacientes.

João Lúcio

JOÃO LÚCIO (In Memoriam)

João Lúcio da Silva trabalhou muitos anos no cultivo de fumo e numa pequena mercearia. Foi eleito prefeito por duas vezes – em 1956 e em 1966 – e ajudou o irmão, José Lúcio, e o flho, Narciso Lúcio, a se elegerem deputados estaduais. Em 1980, foi eleito suplente na chapa do senador Arnon de Mello e assumiu o mandato após a morte do titular. Faleceu, em 1985.

BIOGRAFIA – João Lúcio da Silva (Blog Arapiraca Legal):

https://arapiracalegal.wordpress.com/2012/10/26/joao-lucio-da-silva/

Esperidião Rodrigues

ESPERIDIÃO RODRIGUES (In Memoriam)

Natural da Vila de Cacimbinhas, Esperidião Rodrigues da Silva foi levado ainda bebê por seu pai para morar em Arapiraca/AL. Já casado, tornou-se o primeiro comerciante e criou a feira de Arapiraca, a primeira escola e uma sociedade musical. Foi eleito intendente da Vila de Limoeiro de Anadia e em 1924, após anos de luta, consegue a emancipação política da cidade. Foi eleito prefeito duas vezes e morre, aos 85 anos, em 1943.

BIOGRAFIA –  Esperidião Rodrigues (Blog Arapiraca Legal):

https://arapiracalegal.wordpress.com/2011/06/19/esperidiao-rodrigues/

Ceci Cunha

JOSEFA SANTOS, “CECI CUNHA” (In Memoriam)

Josefa Santos, a “Ceci Cunha”, é natural de Feira Grande/AL. Em 1966, passa a morar em Arapiraca/AL, onde estuda no Colégio São Francisco de Assis. Se forma em medicina na Ufal e trabalha na Casa de Saúde Nossa Senhora de Fátima e no Hospital Regional de Arapiraca. É eleita vereadora duas vezes – em 1988 e em 1992 – e deputada federal em 1994. Quatro anos mais tarde é reeleita, mas é assassinada, em dezembro, após ser diplomada.

BIOGRAFIA – Josefa Santos, “Ceci Cunha” (Blog Arapiraca Legal):

https://arapiracalegal.wordpress.com/2011/07/31/josefa-santos-cunha/

“Dona Bezinha”

IZABEL TORRES DE OLIVEIRA, “DONA BEZINHA” (In Memoriam)

A professora Izabel Torres de Oliveira, a “Dona Bezinha”, nasceu em 1924 no município de Viçosa/AL. Foi professora em Taquarana/AL e chegou à Arapiraca/AL para dirigir a Escola Adriano Jorge. É de sua autoria, a criação da Bandeira, do Brasão do município e da gramática “Flor do Lácio”. Criou também o Colégio Aracanjo Mikael e a Faculdade CESAMA. Faleceu, em 2004.

BIOGRAFIA –  Izabel Torres e Oliveira,”Dona Bezinha” (Blog Arapiraca Legal):

https://arapiracalegal.wordpress.com/artistas-arapiraquenses/izabel-torres-de-oliveira/

“Zé de Sá”

JOSÉ CARMO DE SÁ, “ZÉ DE SÁ”

José Carmo de Sá, nasceu em São Miguel dos Campos/AL. Sua família fixou residência em Arapiraca/AL, em 1940, onde seu pai, “Zeca Barbeiro”, instalou a primeira barbearia. Surgiu nas comunicações em 1952, na inauguração do “Cine Trianon”. Fez locução para o serviço de alto-falante Tupan, para rádio Difusora, em Maceió, a Rádio Arapiraca, Antena de Publicidade, esta última era clandestina. Em 1976, foi convidado para Rádio Cultura e apresentar o programa “Nos Braços da Saudade”, na rádio Novo Nordeste AM – 570 onde está até hoje.

BIOGRAFIA – “Comendador” José Carmo de Sá, “Zé de Sá” (Blog Arapiraca Legal):

https://arapiracalegal.wordpress.com/artistas-arapiraquenses/jose-carmo-de-sa/

Noel Rosa

“MESTRE” NELSON ROSA

Nelson Vicente Rosa nasceu em Arapiraca/AL, no ano de 1933. É Mestre de coco-de-roda. Em 2005, recebeu o título de Patrimônio Vivo de Alagoas. Ele também coordena, desde 1990, o grupo das Destaladeiras de Fumo de Arapiraca.

BIOGRAFIA – Nelson Vicente Rosa, “Mestre” Nelson Rosa (Blog Arapiraca Legal):

https://arapiracalegal.wordpress.com/artistas-arapiraquenses/nelson-rosa/

Manoel André

MANOEL ANDRÉ (In Memoriam)

Manoel André Correia dos Santos foi casado com Maria da Silva Valente e morou em Cacimbinhas/AL. Em 1848, ganha um terreno em uma localidade distante e construí uma casa na sombra de uma árvore chamada Arapiraca, nome que deu ao local. Logo depois, seus familiares passam a residir também na região. Após a morte da esposa, construiu a primeira capela da cidade.

Vavá da Buchada”

VAVÁ DA BUCHADA

O senhor, Vavá, tem 58 anos de idade e há 20 anos faz uma das melhores buchadas de Arapiraca/AL. Seu estabelecimento está localizado no povoado Baixa do Capim, e até hoje atrai várias pessoas de Arapiraca e de todas as regiões do Estado.

Fonte: http://arapiraca.al.gov.br/arapiraca90anos/, 2014.

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ] ______________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

PERSONALIDADES ARAPIRAQUENSES  2

“Paulo do Bar”

BIOGRAFIA – Paulo Lourenço, “Paulo do Bar”(Blog Arapiraca Legal):

https://arapiracalegal.wordpress.com/artistas-arapiraquenses/paulo-lourenco-bar-do-paulo/

“Baiana”

“Seu Cecílio”

BIOGRAFIA –   , “Seu Cecílio Barbeiro” (Blog Arapiraca Legal):

https://arapiracalegal.wordpress.com/artistas-arapiraquenses/cecilio-barbeiro-salao-dos-artistas/

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

NOVA CIDADE DE MARIA – Craíbas (AL)


NOVA CIDADE DE MARIA
Por Pedro Jorge*

“A Cidade de Maria foi construída para recolher gente e recuperar almas!” –
(Givaldo Carimbão, deputado federal)

A Nova Cidade de Maria é o maior complexo teatral ao ar livre do mundo.
Este espaço artístico e social está localizado no município de Craíbas
(AL), a “Terra dos Minérios”; onde são apresentados espetáculos religiosos.
A área é de 300 mil m² e conta com 12 palcos elevados. A capacidade por
espetáculo é de 20 mil pessoas e conta com acesso para portadores de
necessidades especiais. O estacionamento é para 2 mil ônibus, 5 mil carros
e 10 mil motos.
Neste importante espaço está sendo desenvolvido o turismo religioso
com grandiosos espetáculos, inserindo um roteiro cultural no calendário
estadual. A ideia principal é movimentar a economia local e fomentar a
produção artística do Agreste alagoano.
A Nova Cidade de Maria foi construída, em 2006, pelo deputado federal
Givaldo de Sá Gouveia (Givaldo Carimbão) como um espaço para a recuperação
de dependentes químicos. Atualmente, 80 pessoas com problemas de
dependência química recebem o tratamento no local. Com o passar do tempo
várias caravanas começaram a frequentar as apresentações e o local ficou
conhecido como uma área de penitência, oração e fé.
O trabalho social e evangelizador recebe o apoio dos órgãos públicos,
de empresários da região e também da Igreja. “Tudo o que vemos é um meio e
são os meios que têm uma finalidade de evangelização, uma finalidade
pastoral de conduzir as pessoas a superar as dificuldades para encontrar-se
com Deus!”, afirmou o bispo de Penedo (AL), Dom Valério Breda.

Paixão De Cristo
O espetáculo Paixão de Cristo conta com 12 cenários, 230 atores e 70
integrantes da produção. É tudo muito grandioso. O Templo de Jerusalém tem
oito metros de altura e 25 metros de largura. Além do Templo, também se
destacam os cenários da Santa Ceia, do calvário e dos palácios de Pilatos e
de Herodes. A direção do espetáculo é de Alberto do Carmo. Como o
espetáculo é encenado em um local que faz homenagem à Maria, ela ganhou uma
participação de mais destaque, quando se comparada a outros espetáculos da
Paixão de Cristo.

A História do Nascimento de Jesus
O mega espetáculo A História do Nascimento de Jesus conta a história
do período que antecede o nascimento de Jesus Cristo, “O Filho de Deus”;
sob o olhar de Maria e José. São 12 marcantes cenas distribuídas em vários
palcos que narram o drama do Santo casal em busca de abrigo e acolhida com
a vinda do maior símbolo do Cristianismo. São 150 atores em cena e a equipe
técnica é de 80 pessoas. A direção e a adaptação de texto é de Alberto do
Carmo e a produção executiva é de Marcos Cordeiro. O espetáculo traz
figurinos, cenários e modernos efeitos de luz e som.

* Pedro Jorge de Melo é funcionário público municipal, em Arapiraca (AL), e
um dos administradores do blog cultural “Arapiraca Legal”.

Fonte:(extinta)  revista “O Mensageiro”, fevereiro de 2016.

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

NOVA CIDADE DE MARIA ACOLHE 80 DEPENDENTES QUÍMICOS
Por Givaldo Carimbão

Nos últimos oito anos, já acolhemos mais de mil irmãos vítimas das drogas só na Nova Cidade de Maria. Nos últimos quatro anos, ajudei a construir mais de 30 fazendas em Alagoas. Hoje, são mil dependentes químicos acolhidos nas nossas fazendas.

Vocês não podem imaginar o bem que estou fazendo a milhares de famílias. Desejo continuar realizando esse belíssimo trabalho em pró de nossos irmãos que são vítimas das drogas!
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

PROJETO ACOLHE ALAGOAS
Por Givaldo Carimbão

É um projeto para acolher pessoas vítimas das drogas. Esta é a minha contribuição para reduzir a violência em Alagoas: Em quatro anos, acolhemos mais de 13 mil pesssoas usuárias de drogas e hoje grande parte está recuperada e reinserida na sociedade.

Já são mai de 30 instituições, acolhendo e tratando dependentes químicos, criadas com o meu apoio. Pelo Centro de Acolhimento na capital alagoana, já passaram mais de 13 mil pessoas que foram encaminhadas ás comunidades acolhedoras ligadas ao projeto Acolhe Alagoas. São milhares de vidas e famílias que ajudamos a se recuperar, graças a este projeto que idealizei em Alagoas.

O Centro de Acolhimento em Delmiro Gouveia (AL) facilitou o atendimento das famílias sertanejas, que não precisam mais ir a Maceió/AL para buscar ajuda. E, esse espaço só foi possível graças aparceria com a Igreja daquela cidade.

Anjos da Paz
Mais um projeto criado por mim para acolher dependentes qu[ímicos. para os traficantes, cadeia. E, para as vítimas das drogas acolhemos e recuéramo. Se todos os políticos fizessem um pouco do que faço, o mundo seria outro!

Carros
Carros que eram antes dos traficantes agora ajudam a acolher dependentes. São mais de 50 veículos que eram usados á serviço do tráfico, a polícia apreendeu e eu, como deputado federal, consegui estes carros para acolher dependentes químicos e recuperá-los.

Carimbão: “Compromisso cristão e social”.

[ Fonte: Jornal da campanha política de Givaldo Carimbão – 2014 ]

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

Rodrigo Cunha


Rodrigo Cunha

PERFIL – Rodrigo Cunha

Alagoano de Arapiraca, torcedor do ASA desde sempre. Filho da médica e deputada federal Ceci Cunha e do comerciante Juvenal Cunha (in memorians). Esposo da professora e advogada Lavínia e pai de João Juvenal e Luna Ceci.

Formado em Direito pela UFAL (Universidade Federal de Alagoas), com pós-graduação em Gestão Pública, Gestão empresarial e Direito do Consumidor. Rodrigo assumiu, em 2007, a superintendência do Procon Alagoas.

Em sete anos de atuação, Rodrigo fez do Procon muito mais que um órgão de fiscalização das empresas. Desenvolveu projetos culturais, educacionais e sociais que beneficiam toda a sociedade.

Com competência, seriedade e capacidade de gestão, o Procon Alagoas se tornou referência nacional. Rodrigo foi eleito vice-presidente da Associação Brasileira dos Procons e membro da Comissão Nacional e Proteção ao Consumidor e Acesso à Justiça. Sempre considerou que a informação é a melhor forma de defesa do consumidor, por isso esteve presente na mídia com quadros em programas de televisão e rádio, além de um blog na internet. Tornou-se palestrante nacional e seu trabalho já foi tema de TCC de pós-graduação.

Rodrigo Cunha fez a diferença. Transformou o Procon em um órgão inovador e conquistou o respeito da sociedade alagoana pelo seu trabalho coerente em busca da cidadania e justiça.

[ Fonte: http://rodrigocunha45888.com.br/ ]
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

POR QUE RODRIGO CUNHA É DIFERENTE?

* BEM PREPARADO – Advogado, Rodrigo Cunha se formou pela UFAL e fez três pós-graduações em Direito do Consumidor, Gestão Pública e Gestão Empresarial;

* COMPETENTE – Em sete anos de atuação, Rodrigo fez do PROCON-AL muito mais que um órgão de fiscalização as empresas. desenvolveu projetos culturais, educacionais e sociais que beneficiam a sociedade. O PROCON-AL se tornou referência nacional;

* DEFENSOR DA CIDADANIA – Rodrigo levou informação para que os alagoanos exigissem seus direitos;

* HISTÓRIA DE VIDA E SUPERAÇÃO – Rodrigo teve seus os pais, Juvenal e Ceci Cunha, assassinados no dia em que Ceci foi diplomada emse segundo mandato como deputada federal. Ele lutou mais de 13 anos por justiça para que os assassinos de seus pais fossem presos.

[ Fonte: Panfleto da campanha de Rodrigo Cunha, 2014 ]
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Rodrigo Cunha

ENTREVISTA – Revista “Alagoas S.A.” (2014)

RODRIGO CUNHA: UM DEFENSOR DOS DIREITOS DO CIDADÃO

Exemplo de profissional atuante na luta pelos direitos dos cidadãos alagoanos, Rodrigo Cunha, formou-se em Direito pela UFAL (Universidade Federal de Alagoas), em 2005. No ano seguinte, embarcou para Portugal em busca de nova qualificação profissional onde cursou a Pós-Graduação em Gestão Empresarial. Ao retornar para Alagoas, vivenciou a gestão de um negócio próprio no centro de Maceió/AL e, três anos depois, foi convidado a participar da equipe do PROCON-AL, órgão que tem como objetivo principal a defesa do consumidor.

Em janeiro de 2008, Rodrigo Cunha, assumiu a superintendência do PROCON-AL comprometendo-se ainda mais em promover a justiça nas relações de consumo entre clientes e empresas.

Nos sete anos em que ficou á frente o órgão, desenvolveu projetos inovadores voltados para o público mirim, comunidades, idosos e empresários, além de ter idealizado a expansão do PROCON-AL para o interior do estado.

ALAGOAS S.A. – O Sr., depois de ter assumido a superintendência do PROCON-AL, adquiriu ainda mais conhecimento a respeito dos direitos do consumidor. O alagoano tem noção sobre os seus direitos ou os reivindica aleatoriamente?
RODRIGO CUNHA – Acredito que o alagoano está cada dia mais informado sobre os seus direitos. Essa foi uma conquista do trabalho desenvolvido pelos projetos do PROCON-AL, do apoio e cobertura da empresa e, principalmente, da mobilização das pessoas que buscam orientações para agir da maneira correta. os programa que faço nas TVs e nas emissoras de rádio em Maceió e Arapiraca/AL, sempre recebo perguntas coerentes de consumidores atentos ás situações do dia a dia e que não fiam satisfeitos com o comportamento de determinadas empresas. Acho isso muito bom, pois cada vez mais vai possibilitar um mercado saudável para todos.

ALAGOAS S.A. – Quais os casos mais emblemáticos que ainda persistem e atingem o consumidor alagoano?
RC- Infelizmente, aqui ainda temos grandes problemas com o sinal das operadoras de telefonia móvel, o descumprimento do tempo limite de espera na filas as agências bancárias e as mudanças contratuais dos reajustes de planos de saúde. Quando estive á frente do PROCON-AL, propusemos ação conjunta com a OAB/AL e Ministério Público Estadual e conseguimos proibir a operadora TIM de vender novas linhas pré e pós pagas devido aos problemas causados pela deficiência no serviço prestado. Foi uma ação pontual, mas que teve grande apoio da população, pois a insatisfação de todos era grande.

ALAGOAS S.A. – Quais segmentos ou produtos que apresentam alto índice de reclamação e exigem maiores cuidados do consumidor na hora da compra?
RC – Em geral, os consumidores devem ficar muito atentos na hora da compra de qualquer produto. Nas lojas de imóveis e eletrodomésticos, por exemplo, devem estar expostos claramente o valor dos produtos á vista, os juros pagos em cada parcela e o valor final. Vale lembrar que é preciso cautela não só no pagamento, mas esclarecer também as condições e o prazo de entrega dos materiais. E para não ter nenhum tipo de problema o consumidor deve sempre exigir a nota fiscal da compra.

ALAGOAS S.A. – Que orientação daria aos clientes para fazer uma boa compra?
RC – Pesquisar. A informação é a grande aliada dos consumidores na hora da compra. É interessante verificar não só as pesquisas realizadas pelo PROCON-AL em épocas como o Dia das Mães, Namorados e outras datas comemorativas, mas também conversar com amigos, familiares e vizinhos que já tenham co prados produtos similares e possam indicar a melhor empresa para fazer a compra. E também temos os recursos da internet que nos ajudam bastante a investigar as empresas, principalmente, quando a compra é online.

ALAGOAS S.A. – Muitas vezes o cidadão deixa de fazer justa reclamação pela demora na resolução da pendência. Qual é o prazo que se gasta para chegar ao consenso entre fornecedor e cliente?
RC – É fundamental que o consumidor registre sua ocorrência ou reclamação na loja onde o produto ou serviço foi adquirido e os fornecedores têm que indicar qual a solução para o problema do cliente. No caso dos produtos não duráveis, como alimentos, flores, roupas, calçados, o prazo é de 30 dias; já no caso de produtos duráveis, como eletrodomésticos, veículos e máquinas, o prazo é de 90 dias a contar da data de recebimento da mercadoria.

ALAGOAS S.A. – O Sr. poderia citar quais as principais conquistas do alagoano em se tratando do direito do consumidor?
RC – O programa da Nota Fiscal Alagoana é um exemplo relevante da nova postura no mercado. É grande a adesão de estabelecimentos no sistema, mas o papel principal é do consumidor que deve exigir a nota sempre que adquirir um produto ou serviço. Além de promover a cidadania ao ajudar na redução da sonegação fiscal no estado, o consumidor recebe crédito de 30% do valor recolhido pelo estabelecimento, proporcional a nota fiscal emitida. Esses créditos podem ser reduzidos do IPVA ou até mesmo serem transferidos para as contas corrente ou poupança do consumidor. Outra conquista importante é a ampliação do acesso ás unidades do PROCON na capital e também no interior do estado, facilitando a vida de todos os consumidores.

ALAGOAS S.A. – Por que as empresas e os bancos sobremaneira teimam em desrespeitar o cliente? As agências bancárias raramente seguem o determinado em lei de o cliente passar no máximo passar 30 minutos na fila á espera do atendimento no caixa. A culpa é do banco ou do cliente que se acomoda e não exige valer os seus direitos?
RC – De fato, essa é uma reclamação recorrente pelos consumidores alagoanos. Acredito que a plena aplicação da lei só será cumprida com a ação conjunta dos setores da sociedade, ou seja, pelos clientes registrando as ocorrências e também pelo PROCON atuando para inibir essa prática abusiva sobre o consumidor até que os bancos passem a cumprir a lei. No início do ano, conseguimos uma intervenção de 24h em duas agências bancárias, pois o número de inflações estava bastante elevadas.

ALAGOAS S.A. – Falta alguma legislação ou normativa no país que dê maior segurança e rapidez ao processo? O que ainda se faz necessário para que se atenue os conflitos fornecedor x cliente?
RC – Sim, falta uma legislação que permita uma maior celeridade aos processos em todas as esferas. Para que esses conflitos sejam atenuados, é preciso que ocorra uma negociação clara, límpida e saudável entre as partes para que assim haja o equilíbrio das relações de consumo. Diálogo e informação deve caminhar juntos para minimizar as divergências entre fornecedores e clientes.

ALAGOAS S.A. – Qual a sua avaliação sobre a aquisição de produtos no exterior? Há garantias que respaldem o consumidor?
RC – É muito comum a aquisição de produtos, principalmente eletrônicos pelas pessoas que viajam pelo exterior. Essas compras devem ser bem observadas, pois caso haja algum defeito no produto é possível responsabilizar o comerciante ou fabricante estrangeiro sob a legislação do país em que a compra foi realizada. Caso o consumidor opte pelo comércio online, na situação de compra direto do fornecedor estabelecido fora do país, a exportadora não tem a obrigação, exceto quando contratualmente essa categoria seja oferecida.

ALAGOAS S.A. – Falando um pouco sobre a economia, o estímulo ao crédito impulsionou o brasileiro ir ás compras. Essa realidade do dinheiro disponível para aquisição de bens está levando muitas pessoas a ter dificuldade de honrar as parcelas e está empurrando-os para o SPC (Serviço de proteção ao consumidor) e a SERASA. Como o alagoano pode fugir desse problema financeiro?
RC – Para evitar constrangimentos e dificuldades financeiras, é aconselhável que as pessoas tenham um orçamento anotado com as despesas pessoais e domésticas. Uma boa opção é ter uma planilha com todos os gastos para que sejam visualizadas a renda e os custos mensais para que assim o consumidor possa avaliar a possibilidade ou não, de aquisição de novos produtos e serviços sem comprometer a qualidade de vida da família.

ALAGOAS S.A. – Como o estado poderia contribuir para o consumidor de hoje e, sobretudo, o de amanhã não venha a cometer os mesmos equívocos do presente e adquira conhecimento sobre disciplina financeira e saiba administrar seu orçamento?
RC – A melhor forma é através de projetos e iniciativas de educação financeira direcionados para todas as faixas etárias. Para isso, é preciso mobilizar o público infantil a consumir de maneira consciente como por exemplo, no PROCON Mirim, pois esses tornam-se agentes multiplicadores com familiares e amigos. Devemos pensar também em projetos para o público idoso, estimulando os mesmos a serem fiscais da cidadania e assim colocando em prática toda a experiência de vida.

[ Fonte: Revista “Alagoas S.A.”, Maceió/2014 ]

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

Eliene Melo (BLOG VEM – VIVER ESCLEROSE MÚLTIPLA)


Eliene Melo

MINHA HISTÓRIA – Eliene Melo

Meu nome é Eliene Melo. Tenho 42 anos de idade. Sou casada, mãe, filha, irmã e amiga. Nasci em uma família pobre de seis irmãos e morávamos no interior de Alagoas. Aos sete anos de idade, meus pais vieram residir em Arapiraca/AL, onde moro até hoje.

Iniciei a minha vida profissional trabalhando na feira livre com minha mãe, vendendo amoço e café aos feirantes. Quando tina 11 anos, fui chamada para fazer um teste em uma das lojas do comércio, onde conquistei parte de tudo que tenho. Foi uma oportunidade que agarrei com as duas mãos e que durou 22 anos de trabalho e convivência.

Fiz uma verdadeira família, tive uma vida normal, trabalhei e estudei. Casei aos 26 anos, tive quatro filhos que representam a maior parte de minha vida. Aos 38 anos de idade, no dia 28 de julho de 2008, fui surpreendida por algo que nunca esperei, foi quando tive o primeiro surto de esclerose múltipla: perdi os movimentos dos membros superiores e inferiores com perda parcial de visão e da fala. Passei 11 dias numa UTI, voltei para casa e deu-se o início a uma batalha em minha vida e de toda a minha família, ficando oito meses, aproxidamente, sem saber ao certo o diagnóstico.

Cada médico tinha uma opinião diferente, até o dia em que fui indicada a um neurologista – o qual depois de um exame de ressonância, junto a minha clínica chegou a conclusão do diagnóstico de esclerose múltipla. A partir deste momento tudo começou a mudar na história de minha vida e de todos a minha volta. Foi quando comecei a usar avonex (remédio para controle da EM – Esclerose Múltipla). Com a ajuda de Deus, de minha família e de meus amigos, irmãos, médicos e os demais profissionais de Centro de Reabilitação, consegui chegar até aqui. Estou em cadeira de rodas, em meio a tantas dificuldades – essa foi o pior momento para os meus filhos, que ainda são pequenos. Sofremos muito, pois a fase de aceitação é, sem dúvida, a mais difícil. Só que, ao olharmos para a frente podemos ver o horizonte sem fim e entendemos que viver é aceitar tudo que Deus nos proporciona nesta vida.

Apesar de tudo vale a pena viver. Hoje, vivo essa nova fase de minha vida com muita fé em Deus e acreditando que sou capaz. Pois Deus nunca irá nos levar aonde sua Graça não possa nos alcançar. Foi pela Graça Divina que pude chegar hoje aqui. Adotei um novo lema, que costumo dizer sempre: “Esclerose não é o fim, e sim o início de uma nova vida”. Tenho procurado passar aos novos portadores que conheço o máximo que aprendi e toda a experiência vivida. Estou sempre pesquisando e buscando informações sobre a esclerose, na esperança de poder ajudar aos novos pacientes a vencerem essa doença e não sermos jamais vencidos!

Fonte: Blog Vem – Viver Esclerose Múltipla.
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

BLOG VEM – VIVER ESCLEROSE MÚLTIPLA

O Blog Vem – Viver Esclerose Múltipla, convida os amigos para contarem suas histórias e experiências, curiosidades e dicas. Lembrando, maior que qualquer deficiência é todo tipo de preconceito e a falta de aceitação do próprio portador.

Sofrer, porque… Se somos normais, capazes de enfrentarmos qualquer obstáculo. descobrir que tem esclerose múltipla, não será o fim e sim o início de uma nova vida.

Visite o Blog Vem – Viver Esclerose Múltipla.

[ Fonte (link): http://blogvem-viveresclerosemultipla.blogspot.com.br/p/esclerose-multipla-esclerose-multipla-e.html ]

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]

Santuário do Santíssimo Sacramento



 
Igreja Nossa Senhora do Bom Conselho
 
Primeira Igreja de Arapiraca-AL construída em 1864 por Manoel André, e melhorada muitas vezes pela comunidade. 
 
Neste local é que foi fundada a cidade de Arapiraca.
 
No chão desta Igreja foram sepultados os primeiros habitantes de Arapiraca, até o ano de 1905.
 
Está sepultada também Dona Isabel da Rocha Pires, sogra de Manoel André, que faleceu em 1873.
 
                                                                      

Igreja Nossa Senhora do Bom Conselho

                                                                          

Altar de Nossa Senhora do Bom

 
 
 
 
Pesquisa:
Blog Arapiraca Legal.
E-mail: bolgassociado1@live.com
 

José Alexandre dos Santos


Crédito da foto: Arquivo

PERFIL – José Alexandre dos Santos

O Sr. José Alexandre dos Santos é casado com a Sra. Helena Tereza dos Santos. Ele nasceu no antigo povoado Baixa Grande (atual bairro), no município de Arapiraca/AL, em 15 de outubro de 1935. Tendo iniciado o seu trabalho na cultura de fumo, logo passou também atuar no comércio fumageiro e depois partiu para a área industrial do fumo. Bem sucedido, conseguiu trazer mais progresso para a região engajou-se no empreendimento de radiodifusão para melhor contribuir no desenvolvimento de nossa cidade.

[ Fonte: Livro “A Saga da Rádio Novo Nordeste, A Pioneira”, Editora Q Gráfica – 2013 ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

RECONHECIMENTO – Após Indicação do Senador Fernando Collor, Diploma é Entregue Durante Sessão

Empresário de Alagoas é Homenageado no Senado
Da Redação (Com assessoria)

O empresário José Alexandre dos Santos foi agraciado em Brasília com o Diploma José Ermírio de Moraes, a mais alta comenda oferecida pelo Senado Federal a empresários que se destacam por sua contribuição ao desenvolvimento social e econômico do país. Indicado pelo senador Fernando Collor (PTB), José Alexandre entrou para a história como o primeiro alagoano a receber o título.

O senador foi ao plenário para destacar a trajetória vitoriosa do empresário arapiraquense que tem sua empresa como referência no Nordeste brasileiro.

Collor falou da história de José Alexandre, proprietário do Grupo Coringa, citando que o rumo de sua vida começou a mudar a partir da criação de uma fábrica de beneficiamento de fumo de corda. Ele ressaltou ainda a presença do Grupo Coringa no cenário industrial nordestino.

INTEGRAÇÃO – Zé Alexandre é Homenageado Pelo Senado
Por Maikel Marques

Ilustres da sociedade arapiraquense, dentre os quais servidores da Prefeitura de Arapiraca, prestigiaram a homenagem prestada pelo Senado da República ao industrial José Alexandre dos Santos, empreendedor que, da revenda de fumo de corda na feira livre, construiu aglomerado industrial ancorado pelo Grupo Coringa. Honraria proposta pelo senador Fernando Collor de Mello.

[ Fonte: Jornal “Gazeta de Alagoas”, 29 de maio de 2013 ]

________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

GRUPO CORINGA – Quem Somos:

Era final da década de 1960 quando um grupo de Arapiraca-AL iniciou suas atividades com o beneficiamento de fumo para cigarros feitos à mão. Dez anos depois já estava atuando na área de alimentos após adquirir uma fabrica de farinha de milho, café e corantes.

O sucesso gerou a abertura de novos negócios, ampliando as áreas de atuação. Em pouco tempo, este grupo ganhou novas unidades e já dava os primeiros passos para a consolidação de uma marca: as Indústrias Reunidas Coringa Ltda.

Garantindo anualmente a compra de grande parte da safra da região a unidade de processamento e beneficiamento de fumo se destacou Brasil a fora exportando o principal produto de Arapiraca. A antiga fábrica de alimentos cedeu lugar a uma ampla e complexa planta industrial, com novos equipamentos ampliou a sua capacidade, destacando-se na refinação de milho, cujo principal produto são os flocos de milho, que, pelo rigoroso processo de seleção e análise de grãos, aliado à alta tecnologia, garante mais qualidade e sabor a um produto final de grande aceitação no mercado.

A torrefação de café segue excelentes padrões de qualidade, desde um minucioso blend de grãos, das melhores procedências, até o ponto ideal de torra, que agrada aos mais diversos tipos de paladar do cidadão brasileiro pelo seu sabor e aroma inconfundíveis.

A unidade de corantes vem ganhando mercado pelo criterioso e higiênico processamento de sementes de urucum, onde já são conhecidos os tradicionais coloríficos. E para embalar a maioria dos seus produtos, o Coringa investiu numa moderna fábrica de plásticos, que atende a sua própria demanda, como também a importantes indústrias da região.Após embalados, os produtos Coringa são acondicionados em paletes que obedecem a rigorosos padrões internacionais de manuseio, armazenamento e transporte.

Além de equipamentos de última geração, a principal preocupação do Grupo Coringa é o investimento em treinamento e bem-estar dos seus funcionários. A partir da sede administrativa em Arapiraca, são traçadas todas as estratégias de atuação para a conquista de novos mercados, investimentos em tecnologia industrial, informatização de operações, aquisição de matéria-prima, ações de marketing, comercialização e distribuição de produtos para as mais diversas regiões do país. Além da geração de empregos, as Indústrias Reunidas Coringa Ltda., também desenvolvem ações sociais na região, mantendo entidades beneficentes e projetos comunitários.

É por tudo isso e muito mais que quando observamos um caminhão rodando pelas estradas desse imenso Brasil, temos o maior orgulho de dizer: “É da terra, é da gente!”

Diretoria:
Diretor Presidente | Sr. José Alexandre dos Santos
Diretor Comercial | Sr. Adelmo de Oliveira Nunes
Diretor Financeiro | Sr. Luis José dos Santos
Diretor Controller | Sr. José Levino de Oliveira Nunes Júnior
Diretor de Logística | Sr. Marcelino Alexandre José dos Santos
Diretor de Fumo | Sr. Alberto José dos Santos
Diretor de Suprimentos | Sr. José Alexandre Filho.

Gerência:
Gerente Comercial/Marketing – Sérgio Murilo
Gerente Industrial – Edson Chaves
Gerente Financeiro – Luiz Gomes
Gerente de TI – Anderson Merlin
Gerente de RH – Gustavo Freire
Gerente de Contabilidade – Paulo Roberto
Gerente Geral (Grupo Coringa Bahia) – José Flávio.

Endereço – Indústrias Reunidas Coringa Ltda:
Rodovia AL

220, Km 06, S/N
Arapiraca-AL
CEP: 57308-000
Bairro: Planalto
Arapiraca-AL.

Telefone: (82) 3522-9200
Fax: (82) 3522-2031.

[ Fonte: http://www.grupocoringa.com.br/quemsomos.php ]

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Presidente do Grupo Coringa diz que trabalho é a melhor forma de tirar menores das drogas Empresário / José Alexandre defende que o trabalho é a melhor maneira para tirar crianças e adolescentes das drogas e no crime
Por Clevânio Henrique (08/10/2014)

O empresário e comendador José Alexandre dos Santos, presidente do Grupo Coringa, esteve na manhã desta quarta-feira (08), nos estúdios da Rádio 96,9 FM Arapiraca e foi entrevistado pelo radialista Isve Cavalcante no Programa Show de Notícias, uma das maiores audiências da emissora comandada pelo também empresário e filho de José Alexandre, Marcelino Alexandre. Na conversa entre o apresentador e o comendador o tema abordado foi política e o programa menor aprendiz.

José Alexandre enalteceu a cidade de Arapiraca por hoje contar com um vice-governador e na visão do empresário o agreste está de parabéns por esse feito histórico para a região. Na sua fala, Alexandre parabenizou ao governador eleito Renan Filho, ao seu amigo particular e Senador reeleito com quase 700 mil votos em todo estado Fernando Collor e ao ex-prefeito de Arapiraca, Luciano Barbosa pela conquista e maioria esmagador de votos obtidos principalmente em Arapiraca e ao Deputado estadual reeleito com mais de 44 mil votos Ricardo Nezinho. Na visão do empresário Arapiraca estava precisando deste apoio politico.

Outro tema bastante abordado na entrevista pelo próprio empresário foi a preocupação dele com os nossos jovens que estão se perdendo nas drogas e não ver outra saída a não ser colocar essa juventude para trabalhar deste sedo, pois com a lei que restringe o trabalho de menores estamos criando brechas para que esses meninos e meninas se percam pelo caminho da vida. Zé Alexandre foi enfático em ressaltar que na maioria dos casos de adolescentes “menores infratores” é por falta de dinheiro porque não trabalha e na grande maioria são pessoas de classe humilde que os pais estão impossibilitados de coloca-los para trabalhar, sob pena de serem presos ou processados por exploração de “trabalho infantil”.

Vale lembrar que no grupo Coringa existe um programa chamado “Menor aprendiz” onde o menor pode trabalhar e estudar ao mesmo tempo, pois trabalha um horário e estuda outro e não sofre prejuízos em relação ao aprendizado escolar e profissional.

Zé Alexandre ressaltou ainda que essa lei que proíbe jovens menores de 18 anos de trabalhar está errada na sua concepção; é foi mais além: “ Acho que para resolver esse problema tem que acabar com essa lei que impede o menor de 18 anos de trabalhar, isso só faz com que aumente cada dia o ingresso de menores na marginalidade, mas quem tem que ver isso são eles ( os políticos) que mandam no nosso país”, concluiu.

Fonte (link): http://www.portal96.com/v4/noticias/editoria/geral/presidente-do-grupo-coringa-diz-que-trabalho-e-a-melhor-forma-de-tirar-menores-das-drogas-/29549

__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

[ Editado por Pedro Jorge / E-mail: pjorge-65@hotmail.com ]